Federer está de volta!



Federer perdeu ? Perdeu. Nadal venceu pela terceira vez seguida o suíço ? Sim. Ampliou a freguesia ? Sim, para 21 a 10 em vitórias e agora soma mais triunfos que derrotas no piso duro (7 a 6).

Mas o que importa mesmo é que na noite de ontem a rivalidade foi reativada e o bom tênis de Roger Federer também. Tirando os cinco, seis primeiros games, foi uma ótima partida com alto nível, jogadas bonitas e a tensão de não se ter a certeza de um vencedor e a esperança que o outro pudesse dar a volta por cima.

As táticas desse confronto não mudam muito e já foram repetidas 500 vezes aqui no blog e por aí afora. O que foi bom de ver é que Federer sacou bem, aparentemente não sentiu as limitações das dores nas costas que vinham atrapalhando nos últimos meses. Ele deu muito trabalho a Nadal e teve uma boa chance no segundo set para sair com o triunfo, mas a confiança do espanhol está alta.

Digo e repito. A quadra de Cincinnati é mais veloz que Montreal e favorece seu estilo, mas com esse tipo de atuação, o suíço ganha confiança para ter esperanças de uma boa campanha no US Open e realizar um bom fim de ano.

Federer vai sim cair para o número sete do mundo, o ranking não mente, o ano do suíço é abaixo do esperado. Mas se mantiver a boa linha da semana, tem tudo para voltar ao top 5 e brigar com os outros gigantes.

Falando em gigantes, Djokovic e Murray vacilaram e estão dando muita sopa para o Touro furioso se aproximar. Nadal, se conquistar o título, já vira Nº 2 e se ganhar o US Open e Djokovic não fizer a final, será o número 1. Ainda temos muito chão pela frente, mas Rafa está em uma forma como nunca se viu nessa época do ano. Está voando.

Meu palpite para a final é Nadal x Del Potro. Mas teremos dois jogos equilibrados neste sábado.



MaisRecentes

Nadal chega em Paris com sobras. Djokovic pode brigar



Continue Lendo

Nadal não será afetado por derrota em Madri. Zverev cresce, mas precisa confirmar em um Slam



Continue Lendo

Triplo 11 de Nadal ?



Continue Lendo