Tentativa juvenil



O tênis feminino andou bem agitado esta semana. Quando ainda estava digerindo a repentina aposentadoria de Marion Bartoli, campeã de Wimbledon, Maria Sharapova confirma o rompimento com Jimmy Connors após um mês de trabalho e apenas um jogo da musa realizado. E as piadinhas e comparações com a dança das cadeiras dos treinadores no  futebol brasileiro pipocaram pelas redes sociais. Com razão.

sharapovacincinnati133med

Em comunicado, Sharapova basicamente afirmou que seu momento não se adequava para a parceria de Connors. Não ficou claro o objetivo pelo qual a musa havia contratado Connors, muito se fala que era para melhorar seu jogo de rede visando derrotar sua algoz Serena Williams. Mas como bem detalhou meu amigo jornalista Giulaender Carpes em post no meio do mês passado, após o anúncio da parceria, a dupla tendia a NÃO dar certo pelas personalidades fortes de ambos – vocês podem ler o post aqui – e foi bem isso o que aconteceu. Uma partida, gestos negativos de Connors no meio do encontro e no dia seguinte a dispensa. Uma tentativa frustrada de uma tenista que não é nenhuma novata no circuito, tem muita experiência, conhece cada um ali dentro e deveria saber no que contratar Connors poderia lhe trazer. A musa pagou um mico, foi juvenil.

Sharapova optou por não jogar New Haven e na bagagem soma apenas essa derrota no piso duro americano. Esta foi sua preparação para o US Open. Não que isso queira dizer que ela irá mal em Flushing Meadows, mas sua cabeça certamente está confusa assim como a confiança abalada. Só mesmo sua reconhecida fibra para mudar este cenário.

Bellucci direto pro US Open – Thomaz Bellucci não jogará Winston-Salem que começa neste domingo, e irá direto pro Aberto dos Estados Unidos. Vai chegar mais descansado, mas sem confiança.



MaisRecentes

Federer o franco favorito em Londres. Pouco a se tirar do Next Gen Finals



Continue Lendo

Quanto Nadal está disposto a arriscar por Londres ?



Continue Lendo

Quem é o melhor do ano ? Federer ou Nadal ?



Continue Lendo