Djokovic x Murray ? Ou o imponderável ?



Roger Federer, Rafael Nadal e Jo Tsonga foram embora. Hoje foi a vez de Serena Williams, com 34 vitórias seguidas e franca favorita, ser batida se juntando ao cemitério londrino em 2013 que no feminino conta com Maria Sharapova e Victoria Azarenka.

Com esse torneio tão imprevísível, cheio de zebras não dá para afirmar, dar o tiro certo – a final será essa e ponto. Mas pelo que vêm jogando, difícil não imaginar uma final entre Novak Djokovic x Andy Murray. Difícil imaginar que alguém da chave seja capaz de vencer três sets destes dois.

Os dois estão muitos firmes em basicamente todos os aspectos – saque, devolução, forehand, backhand, jogo agressivo e no mental. Ambos deram uma deslizada nesta segunda-feira no que por enquanto foram os maiores testes da competição, mas conseguiram reverter sets que poderiam escapar e complicar seus encontros.

Na teoria, Murray tem um caminho menos árduo pela frente. Comparo Verdasco com Youzhny. Aquele tenista talentoso que pode complicar, roubar um set e que Andy não pode deixar gostar do jogo, mas que não me dá a sensação de ter as armas para vencê-lo, a menos que o britânico esteja em um dia ruim, errático. Para a semi, o perigo maior está com Jerzy Janowicz por conta de seu saque e jogo agressivo que se adapta bem à grama, mas a falta de experiência leva o escocês a ter uma ótima chance.

Na chave de Djokovic a situação parece ser mais complicada para as quartas. Mesmo sendo freguês, Berdych tem um ótimo jogo de grama, já fez final em Wimbledon e confiante é um tenista que pode ganhar de qualquer um. A devolução do sérvio, que vem bem, precisa continuar afiada.

Para a semi se pegar Ferrer, não vejo muita chance ao espanhol. Encarando Del Potro, o buraco pode ser mais embaixo sobretudo se as condições do argentino forem boas. Mas Delpo é um pouco dramático igual ao tango argentino. Não é nenhuma novidade ver o sul-americano jogar e atuar bem com algum problema. Sim, não digo que ele está mentindo. Delpo é humilde e não esconde o que sente, por isso acaba revelando qualquer problema que tenha. Reconhecidamente ele precisa melhorar o físico, mas ao mesmo tempo o argentino compensa com muito coração e somado ao seu estilo potente, acaba conseguindo minimizar tais efeitos.

Agora é sentar, olhar na telinha e acompanhar com uma boa pipoca, analisando e sem duvidar dos fantasmas que rondam o All England Club. Eles estão loucos em 2013.

Olha que detalhe interessante. Sabine Lisicki eliminou as campeãs de Roland Garros em 2009, 2011, 2012 e agora 2013. Svetlana Kuznetosva, Na Li,Maria Sharapova e agora Serena Williams provaram do veneno da alemã. Com a chave sem as top 3 em ação, o feminino fica ainda mais aberto que o masculino com chances de uma super zebra ou de uma Radwanska ganhar seu primeiro Grand Slam. Quem sabe é a chance de Lisicki ? Ela tem um ótimo jogo para a grama.

E a brasileirada está no estaleiro. Bellucci ainda sem previsão já vai sair do top 50 e se não jogar Stuttgart deixará o top 60. Caso não entre em Gstaad no fim do mês deixará o top 100. Feijão segue aumentando paulatinamente os treinos, mas ainda definindo o calendário e Rogerinho sentiu o tornozelo em Braunschweig bem com uma série de ATPs perfeitos para ele no saibro. Uma pena.



  • Carla

    Pra variar o nada humilde Djokovic já tá contando vitória, enquanto pessoas sensatas como Murray que diz ter muita luta em um GS e Ferrer afirmar que Del Potro é melhor que ele. Amanhã Berdych vai estar inspirado, ele tem um bom jogo de grama, vai papar o metido, pois este jogo dele de paredão, que só fica defendendo, não incomoda o Berdych que tem bastante paciência. Vamos ver Murray e Del Potro na final. Podem esperar!

    • Igor Menezes

      Quanta asneira em um mesmo comentário… Djokovic não incomoda Berdych desde quando? O placar de 13 x 2 não sugere algo? Ou agora quem vence 2 jogos é superior a quem vence 13? E desde quando Djoko só defende? Você assiste a que esporte? Djoko defende muito, mas não é covarde que nem o Nadal que joga a bola pra cima Se você assistiu o jogo contra o Haas ontem, que é super agressivo, e viu os números no final do jogo… deve ter visto também que Novak aplicou bem mais winners que o alemão… E quanto a Ferrer e Del Potro, o H2H está 6 a 2 para o espanhol, que venceu as 4 últimas partidas, que ganhou as 2 realizadas entre eles na grama (inclusive em Wimbledon ano passado por fáceis 6×2, 6×3 e 6×2) e que não perde há quase quatro anos para o argentino…

      • Carla

        Parece que você é da turma do Djokovic….. Isto, vamos ver quem entende de tênis…..

        • Igor Menezes

          Desafio aceito, Carla! E vou cantar o chaveamento pra você…
          Djokovic vence Berdych
          Ferrer vence Del Potro
          Murray vence Verdasco
          Janowicz vence Kubot
          Nas semi-finais:
          Djokovic vence Ferrer
          Murray vence Janowicz
          E na grande final:
          Novak Djokovic vence Andy Murray e conquista seu 7º Grand Slam.

      • Maurício

        Desculpe entrar na conversa, você tem razão quanto a todos estes retrospectos. Mas só ranking e retrospecto não ganham jogo. Serena que o diga. Retrospecto é um indicador, mas o momento pode estar favorável ao outro.
        Acho o Djoko simpático, não o acho convencido.

        • Igor Menezes

          Concordo com você, Maurício. Seu comentário foi bem mais sensato. Também penso assim… O problema é que a Carla já afirmou o que iria acontecer… Sem se quer ponderar coisa alguma… Se é pra dizer quem vai ganhar logo de cara, sem ter jogo, é muito mais coerente fazer essa pessoa enxergar que existem obstáculos bem maiores do que se pode imaginar…

        • Cátia

          Já que parece ser o campeonato das zebras, espero não ver nenhum deles na final.. e se tiver que vê-los na final, torcerei pelo Murray.
          Cada um tem uma impressão. Amo tênis, admiro Nadal, por exemplo, mas ele tem um tipo de jogo que não consegue me impressionar, agradar….
          Admiro Djokovic, por sua consistência, mas infelizmente acho ele bastante arrogante em alguns momentos e metido sim…..pode até ser brincalhão que, para mim, é diferente de simpatia…e isto, infelizmente não me permite torcer por ele….mas são impressões de cada um… empatia….
          Espero que o meu rei Federer volte, confiante, mostrando todo o seu jogo….
          Por vezes fico dividida…. ao mesmo tempo em que vejo boas chances de alguns jogadores chegarem próximos ao topo….e até me empolgo com algumas “zebras”, é extremamente desmotivante vê-los abrir a boca e falar tanta asneira, com uma falta de educação tremenda….
          Enfim…..
          Vamos aguardar….

      • Maria

        Concordo com você Igor! Muita asneira em um comentário só…
        Dá até preguiça de comentar!
        Não tenho preferidos no tênis, admiro um bom jogo e os jogadores que nos proporcionam um bom espetáculo. Mas me revolta ver gente falando que o Djokovic é metido, arrogante. Quem acompanha tênis vê que nas entrevistas ele é sempre bem humorado, humilde e respeitador. Faz jus ao posto de número um do esporte. Assim como Nadal e Federer fizeram nos anos anteriores.
        O que mais me surpreende neste comentário sem fundamento nenhum é o fato de falar que o jogador só se defende. Jogo tênis a mais de dez anos e ler algo assim me revolta. Por favor, assistam o esporte e entendam seus golpes antes fazer criticas.
        Se você torce pro Murray, isto não quer dizer que você tem que atacar jogadores como Nadal, Djokovic e Federer. Vamos saber separar as coisas e admirar o que cada um oferece ao esporte.

    • Gabriel

      Vish, olha o Berdych pedindo água pro Djokovic de novo…

  • Eunice

    Djokovic é carismático e não penso que seja metido. Ele é sincero e espero que vença o Berdych!

  • Ygor Viegas

    Murray precisa vencer esse torneio. Agora que a Laura-ai-que-coisinha-linda-vontade-de-apertá-Robson foi embora, as esperanças britânicas, como nunca deixaram de ser, estão todas nele. E, convenhamos, o cara vem jogando um belíssimo tênis.

    Achei bem interessante o duelo Serena x Lisicki. A alemã soube forçar a americana a se defender em alguns momentos e correu atrás de todas as bolas. Quando parecia que a partida estava indo para Serena – logo depois da quebra no game inicial do set final – Sabine ria sozinha, talvez desesperadamente, de alguns lances brilhantes da americana e de algumas bolas que fintavam a rede e caíam bem na sua quadra. Mesmo assim, soube se manter firme mentalmente no jogo, quebrou duas vezes consecutivas e venceu.

  • Joel Eden

    Boa tarde a todos penso que O Janowicz vai supreender a todos chegando na final com o Djoko se ele vai vencer eu não sei, mas que vai dar um trabalho vai, gosto muito do jogo dele imagino que no futuro proximo ele vai ser um top 5.

  • Penso que o Janowicz vai supreender a todos chegando na final contra o Djoko, gosto do jogo dele em um futuro próximo será um top 5.

  • Maurício

    A Sabine Lisicki é uma gata, mas acho que sou um dos poucos que torce pela Serena. Ela não é a rainha da simpatia, é considerada convencida (já foi pior), mas eu a admiro por ter começado jogando em quadras públicas.
    Fosse no Brasil, seria infinitamente mais difícil o caminho dela. Praticantes dependem das quadras dos clubes, muitos com mensalidades estratosféricas. São poucos praticantes, se compararmos ao futebol. Também, com o preço das raquetes e bolinhas, que milagre há de se esperar?
    Maria Esther Bueno e Guga são raras exceções, frutos de talento fora de série.
    Ah, mas às vésperas das Olimpíadas do Rio, choverão cobranças em cima dos nossos tenistas por uma medalha. Pela falta de apoio, só se for de lata de sardinha, níquel, alumínio… O único candidato sério ao ouro olímpico é o Bruno Soares. O Bellucci? Esforçado, mas…
    Voltando à vitória da Sabine Lisicki, achei uma zebra maior do que a eliminação do Federer. Jamais esperava que ela fosse aguentar as cacetadas da Serena, e admiro o sangue frio de se segurar e virar um jogo com 0x3 e 2×4 contra a número 1 do mundo.
    Serviu para, de novo, mostrar que nada é impossível, e ninguém é invenciível.

MaisRecentes

Federer o franco favorito em Londres. Pouco a se tirar do Next Gen Finals



Continue Lendo

Quanto Nadal está disposto a arriscar por Londres ?



Continue Lendo

Quem é o melhor do ano ? Federer ou Nadal ?



Continue Lendo