Palpites das oitavas em Wimbledon



Terminou a primeira semana de Wimbledon e estamos no tradicional Mad-Sunday, dia de descanso sem jogos no All England Club onde os tenistas treinam e aproveitam para tirar uma folguinha.

As zebras diminuíram, muitos que aprontaram na fatídica quarta-feira já foram embora – Michelle de Brito, Eugenie Bouchard, Sergyi Stakhovsky, Dustin Brown – e agora a tendência, com a adaptação e o ritmo na grama, é que as surpresas minimizem sobretudo pro lado de Novak Djokovic e Andy Murray, mas os dois precisam abrir o olho para esta segunda-feira com jogos perigosos.

O post de hoje será de palpitões desta segunda-feira bem intensa que teremos.

Djokovic x Haas – O alemão venceu as duas na grama. Ambas foram em 2009 quando Djokovic ainda amadurecia no piso e ainda não era o tenista temido que passou a ser a partir de 2011. Mesmo assim, o sérvio precisa ter muito cuidado com os slices e variações do germânico. Se sacar bem e atuar com convicção nos momentos decisivos, Haas tem ótimas chances de vencer. Isto que lhe faltou contra Nole em Roland Garros. No mais, vejo que o sérvio vem jogando muito bem e aposto em um 3 a 1 para ele.

Tomic x Berdych – Tudo para ser um jogão, mas acredito que os potentes golpes e experiência do tcheco vão falar mais alto. Ele vence por 3 sets a 1.

Ferrer x Dodig – David não está realizando partidas muito convictas na grama esse ano e penou muito contra Dolgopolov. Dodig é um tenista que saca bem e ter essa arma na grama ajuda bastante. Vou apostar no croata vencendo por 3 sets a 1.

Del Potro x Seppi – Em condições normais aposto no argentino em três sets pela potência e serviço. Mas Delpo machucou o tornozelo e joelho e virou uma incógnita. Vou manter meu tiro, mas será um pouco no escuro.

Kubot x Mannarino – Começamos a parte debaixo da chave onde teremos um patinho feio alcançando as semifinais. Jogo imprevisível. Aposto no polonês em cinco sets. Curioso é Mannarino junto com De Schepper sendo os únicos franceses nas oitavas sendo que a armada local tinha seis cabeças de chave na competição.

Melzer x Janowicz – O polonês vem embalado, ganhou bem de Almagro e tem o saque como arma, mas Melzer é experiente e sabe como jogar no piso. São dois tenistas ariscos e a partida apertando uma rusga ou outra pode surgir. Duelo interessante, mas vou em Janowicz em cinco sets.

Verdasco x De Schepper – O espanhol tem tudo para alcançar as quartas. Tem jogo, tem mais experiência e parece confiante. Confesso ainda não ter visto o francês jogar, me desculpe por isso caro leitor. Aposto no espanhol em três sets.

Youzhny x Murray – Aposto no britânico em quatro sets. Youzhny joga muito bem na grama, mas precisará sacar muito bem o jogo todo, o que acredito que acontecerá, mas não todo o tempo.

No feminino.

Serena x Lisicki – A alemã, com seu potente serviço e jogo agressivo, vai dar um trabalho maior que as rivais da americana até agora, mas Serena passa em dois sets.

Robson x Kanepi – Jogo bem interessante, duas que pegam forte na bola. Kanpei já fez quartas de final no All England Club e Robson carrega o peso de 36 anos sem títulos no feminino em Wimbledon e a falta de experiência. Confesso torcer pela britânica pois simpatizei com seu jogo e seu carisma. Mas acredito que Kanepi leva em dois sets.

Radwanska x Pironkova – Jogo perigoso para a polonesa. Pironkova não faz basicamente nada o ano todo, mas na grama sempre apronta. Mesmo assim vou de Radwanska em três sets.

Li x Vinci – Duas jogadoras que não costumam ir muito bem na grama. Pelo estilo mais agressivo aposto na chinesa em três sets. Isto porque Li vem alternando muito em seus jogos.

Stephens x Puig – Vou na americana em dois sets. Bartoli x Knapp – Francesa pela experiência vence em dois sets.

Kvitova x Navarro – A tcheca esteve perto da derrota, se deu bem com a paralisação por falta de luz e mostrou confiança. Navarro é uma jogadora talentosa, mas se acostuma melhor com o saibro. Aposto na tcheca em dois sets.

Flipkens x Pennetta – Jogo imprevisível. A belga tem um bom estilo pra grama por isso vou nela, mas em três sets.

Nas duplas, acredito na dupla Soares/Peya. Os dois não vêm jogando bem, suaram nas duas partidas, mas uma vitória na raça como no último jogo dá confiança. Eles levem em três sets. Melo e Dodig tem um duro compromisso com a dupla cabeça 7 e com um Mirnyi que ssaca muito na grama. Vai depender um pouco do ânimo e condição física do Dodig que joga simples antes. Quero muito que a dupla do brasileiro vença mas será difícil parar os rivais. Aposto em Mirnyi e Tecau em quatro sets.

Está aí galera. Vocês podem cornetar à vontade!



MaisRecentes

Djokovic a caminho de recordes



Continue Lendo

Indomável, Djokovic agora postula ida ao Nº 1. Brasil tem por quem torcer



Continue Lendo

Del Potro pisa mais forte que Nadal no US Open. NextGen ainda não embala



Continue Lendo