Pintou a final Federer x Nadal ?



Roger Federer pode, neste sábado, atingir sua primeira final da temporada. O suíço vem aproveitando muito bem sua chave mais aberta. Ele não tem culpa da lesão e também falta de produtividade de Andy Murray no saibro e tampouco de derrotas como de Tommy Haas, Jo Tsonga e Richard Gasquet.

O mais legal dessa semana por enquanto foi nesta sexta. Federer aproveitou bem suas oportunidades e nos detalhes venceu partida complicada diante do gigante Jerzy Janowicz, com potente saque e que jogava sem nada a perder. Federer vem oscilando muito pouco e bem confiante. Tem uma ótima chance de realizar final. Neste sábado pega um tenista que pega forte na bola, mas comete erros.

Com o resultado, Federer já sobe três posições no ranking da temporada e se coloca em oitavo, de volta ao grupo dos que se classificam ao ATP World Finals.

A surpresa do dia foi a derrota de Novak Djokovic após abrir 6/2 5/2 sobre Tomas Berdych. O sérvio ganhou Monte Carlo, mas vem pagando por jogar o torneio no sacrifício. Chegou despreparado em Madri e deu uma grande vacilada nesta sexta-feira. Nada que assuste para Roland Garros. Terá tempo para chegar nas condições ideais e o que pode ser bom pra ele é a condição de não tão favorito visto o que Rafael Nadal vem fazendo.

Berdych é um tenista com golpes potente, de muita qualidade e vencer o número 1 injeta confiança em qualquer um. Pesa contra sua freguesia contra Nadal. O espanhol sabe o caminho para irritá-lo e levá-lo ao erro. Todavia, o tcheco pode se beneficiar de certo cansaço do espanhol. Nadal vem de jogos seguidos em duas semanas e duas partidas desgastantes no físico e no mental. São testes que Nadal vem enfrentando pela primeira vez após os sete meses parado e por enquanto vem passando.

E David Ferrer teve mais uma oportunidade, mas como sempre falhou contra Nadal no piso lento. Previsível demais.

A chance de uma final Federer x Nadal é muito boa, mas é bom certa cautela. Os Deuses do Tênis estão gostando de uma zebrinha este ano.



MaisRecentes

Indomável, Djokovic agora postula ida ao Nº 1. Brasil tem por quem torcer



Continue Lendo

Del Potro pisa mais forte que Nadal no US Open. NextGen ainda não embala



Continue Lendo

Emoções no US Open



Continue Lendo