Jogou sujo ?



Semifinal de um Grand Slam, jogando com o favoritismo, 5/3 e saque, cinco match-points perdidos, saque quebrado e uma jovem tenista confiante vindo pra cima. Atendimento médico pedido, dez minutos de demora, rival fria e perdendo o saque e o jogo. Entrevista pós-jogo ainda em quadra, nenhuma lesão mencionada, mas sim a qual “amarelada do ano”.

Momentos depois, diante de vários repórteres, as contradições, revelação de um problema na costela que gerava um problema respiratório. Lamentação por não ter perdido atendimento médico anteriormente e declaração de que “não jogou sujo”, que ofi muito honesta ao pedir o atendimento por tanto tempo justo no momento crucial da partida.

Você, meu caro leitor, pode pensar o que quiser. Mas dado o histórico de Azarenka no circuito, a situação do jogo de hoje e a contradição que caiu nas entrevistas, ficou evidente que ela deu aquele migué, parando o jogo em um momento crucial, para esfriar a adversária e acalmar seus nervos. Afinal, se ela disse que começou a sentir o problema no 4/2, porque não chamou o médico antes ? E porque não declarou o mesmo problema quando perguntada na entrevista em quadra ?

Agora eu pergunto. A tendência é que Azarenka tenha trapaceado, mas a regra do tênis permite tal situação. Ela jogou com o regulamento debaixo do braço e se deu bem. E isso não ocorre apenas com ela. Muitos tenistas utilizam de tal artifício principalmente quando vão receber o saque.

Para quem não conhece o histórico de Azarenka, ela é a Rainha das Desistências. A WTA obriga as tenistas a disputarem seus principais tenistas dando punições caso as mesmas não a façam. Azarenka, quando está com alguma lesão, vai ao torneio e desiste no primeiro ou segundo jogo alegando um problema. Às vezes joga apenas alguns games. Tudo para não ser punida. Jogando sempre com o regulamento. E também costuma fugir de algumas situações. Esse ano, na semi de Brisbane, alegou uma infecção na unha do pé para não enfrentar Serena Williams.

A briga pelo Número 1 – Maria Sharapova foi varrida de quadra por uma inspirada Na Li que entra sem favoritismo na final com Azarenka e se tornabem perigosa em busca de seu segundo Grand Slam (foi campeã em Roland Garros 2011).Azarenka manterá o número 1 com o troféu e Serena irá ao topo caso Li fature o caneco.

Djokovic x Ferrer – Uma atuação de gala de Djokovic, mas um Ferrer passivo, com bolas curtas, sem incomodar o sérvio. É como diriam comentaristas de futebol quando os atacantes chutam mal ao gol e consagram os goleiros. Ferrer, com a atuação em baixo nível, ajudou a consagrar Djokovic. De qualquer forma o sérvio atuou muito bem e economizou físico para a final. E esta semi de hoje foi uma das mais sem graça dos últimos anos. Uma pena que Ferrer não consiga adequar seu esitlo para incomodar/vencer os melhores.



MaisRecentes

Nadal chega em Paris com sobras. Djokovic pode brigar



Continue Lendo

Nadal não será afetado por derrota em Madri. Zverev cresce, mas precisa confirmar em um Slam



Continue Lendo

Triplo 11 de Nadal ?



Continue Lendo