Nadal inicia negociações para jogar em São Paulo. Buenos Aires e Viña na briga



Já começaram as negociações para que Rafael Nadal dispute o Brasil Open, maior torneio do país jogado em São Paulo no Ginásio do Ibirapuera, sobre o piso de saibro coberto. Os contatos da parte de Rafa e da promotora do evento foram iniciados durante o US Open, em agosto do ano passado, e ganharam fôlego esta semana após a desistência do espanhol de Doha e do Australian Open e anúncio de que gostaria de participar de um ATP na América do Sul.

O próximo passo, e mais importante, é o da garantia financeira. Um tenista da estirpe de Nadal pede em torno de US$ 1 milhão ou até mais para disputar um evento ATP 250 ou ATP 500.

Entrei em contato com a  Koch Tavares, promotora do torneio, que não confirmou a negociação com o heptacampeão de Roland Garros.

O Brasil Open teve sua lista divulgada esta semana e terá Nicolas Almagro, Juan Monaco e Stanislas Wawrinka como três top 20 na competição e Thomaz Bellucci por enquanto como cabeça de chave 5. Nenhum dos convites foi anunciado e Nadal só entraria na competição por meio de um wild-card.

Além da questão financeira, outra(s) dificuldades prometem assolar a vinda de Nadal ao evento paulista, que seria seu primeiro evento após a lesão no joelho esquerdo em Wimbledon do ano passado. Buenos Aires e Viña del Mar entrarão de cabeça. O torneio chileno tem um convite reservado para Nadal e negocia com a mídia local e patrocinadores para pagar algo em torno de US$ 1,2 milhões para a vinda do Rei do Saibro. O evento argentino deu uma deixa de que São Paulo é favorito na busca pelo tenista, mas prometeu tentar trazê-lo.

A disputa promete ser acirrada, mas por enquanto a chance de Rafa aparecer no Brasil é grande. O médico do tenista e da Espanha na Copa Davis, Angel Cotorro, declarou à mídia local que São Paulo seria a opção mais provável de Rafa. Agora é torcer para que a promotora faça a melhor proposta chegue num denominador comum com o Rei do Saibro.



MaisRecentes

Nadal chega em Paris com sobras. Djokovic pode brigar



Continue Lendo

Nadal não será afetado por derrota em Madri. Zverev cresce, mas precisa confirmar em um Slam



Continue Lendo

Triplo 11 de Nadal ?



Continue Lendo