Coroado



Federer não pode reclamar. Teve as chances, não as aproveitou e pagou caro com a derrota. Não reduziu os erros e tampouco sacou como deveria na hora que mais precisava e também provou do ótimo jogo defensivo e contra-ataques além da valentia do sérvio que durante toda a semana virou jogos (contra Murray e Djokovic) ou saiu de situações complicadas (salvou breaks contra Tsonga e set-points contra Berdych).

A final foi tão disputada e de alto nível como a temporada 2012 e o troféu caberia muito bem de qualquer um dos dois. Por obra do destino, o tenista que fecha o ano como número 1 levanta o caneco com muitos méritos. Djokovic se igualou a Federer com seis conquistas na temporada e fechou o ano com 75 vitórias e 12 derrotas contra 71 triunfos e 12 quedas de Roger.

Na verdade melhor do que eles só David Ferrer que joga a final da Copa Davis e pode chegar aos 76 triufos. Mas a qualidade dos títulos do espanhol é inferior a dos dois primeiros. Ganhou sete torneios sendo apenas 1 Masters 1000. Federer e Djokovic venceram um Slam cada e três Masters.

E com essa cereja no bolo Djokovic termina a temporada quase 2,7 mil pontos a frente de Roger no ranking e só deixa o topo se não fizer semi no Australian Open e Roger conquistar o troféu.

Missão bem difícil recuperar essa liderança logo de cara. Mas nada impossível.

Curtinhas

Pra quem acha que a temporada acabou ainda resta a decisão da Davis neste final de semana e as exibições no Brasil. E para Bellucci tem o Challenger Finals. Vale muito pro brasileiro entrar no top 30 e assegurar vaga como cabeça no 1º Grand Slam do ano.

E foi estranho que a torcida apoiou demais Federer ontem contra Murray. Será grande a rejeição dele em casa ? Estou curioso para ver como será em SP com Federer x Bellucci tamanho é o fã clube do suíço por aqui…Na final deste domingo a torcida estava um pouco mais dividida.

 

 



  • Ricardo

    O federer amarelou mais uma vez como é de praxe…nem lembro quants vezes esse ano ele teve tudo para ganhar o jogo e tremeu na hora h.
    Mesmo assim, mérito do Djokovic, jogador extremamente solido e de uma confiança inabalavel.

  • beatriz

    lastimo muito o Federer ter perdido … pra mim – ele mesmo tendo desperdiçado as chances – e não tirando o mérito do Nole – é o melhor … deu cada passada linda… ele é “o cara” no tenis… pena não ter ganho…

  • Neto

    Ironia das ironias… Federer não conseguia atacar, Djokovic não conseguia defender, justamente o que ambos fazem de melhor.
    Federer, após cometer incontáveis erros de Forehand em um único set, começou a jogar defensivo, com uma esquerda curta e sem riscos e com uma enxurradas de slices… parou de arriscar, parou de atacar… e começou a ganhar o jogo, por que o Djokovic começou a errar nas trocas longas, algo inimaginável, levando em conta que a principal característica do sérvio é a defesa e o contra-ataque.
    No fim das contas, levou quem errou menos, no caso o Sérvio. Mas o jogo foi muito ruim de assistir, tirando alguns lampejos de genialidade, principalmente pelo lado do suiço.
    Ambos foram decepcionantes nessa final de Finals. Talvez seja o cansaço pela longa temporada.

  • vinicius

    foi um jogaço! Djokovic aproveitou melhor as chances que teve do que o Federer. Djokovic termina merecidamente o ano como o numero 1! Fabrizio, para voçê quem ganha a final da copa davis Espanha ou Rep.tcheca?

    • lucasgcosta

      espanha sem duvida

  • Vandenberg Gouveia Dias

    Discordo do Neto. O jogo foi de altíssimo nível. Mas infelizmente, nós torcedores do Federer precisamos nos acostumar com os fatos. O auge do Federer já passou (2005 a 2007). Atualmente o suiço luta contra a irregularidade, fruto da idade avançada. O corpo, a precisão e a cabeça não é a mesma. O cara já ganhou tudo, tem gêmeas, 31 anos… motivação não é a mesma. Vai acontecer a mesma coisa com o Nadal e o Nole daqui alguns anos, isso é fato. O diferencial é que Federer, tamanha sua genialidade, ainda é capaz de lampejos geniais a ponto de vencer um slam e disputar o topo. 2013 promete pelo menos mais um slam e quem sabe beliscar o topo de novo, mas ser soberano? Acho dificil!

  • Mário Fagundes

    Melhor para a temporada 2012 que o jogo tivesse terminado junto com o primeiro set. Os dois caíram de produção. Valeu o melhor condicionamento físico e mental de Djokovic, pois é bom lembrar que Federer fez três partidas seguidas neste Finals. Isso, é claro, não justifica sua derrota. É preciso reconhecer todos os méritos do adversário, que correu, defendeu muito e até se machucou por duas vezes durante a partida. Fica claro que, o físico de Nole é fundamental pra torná-lo vencedor. Para Federer fica a certeza de que pode vencer qualquer adversário, seguir ganhando mais torneios e superando recordes. Ainda há muita água pra passar debaixo dessa ponte. Acredito que a motivação do suíço não acaba enquanto não vier o 20º slam. Quem viver, verá!

  • rui costa

    sem tirar merito do djoko,federer mais uma vez teve o jogo na mao e deixou escapar…
    o jogo valeu por meia duzia de pontos ,com especial destaque para o primeiro set point no tiebreak salvo por federer com uma espetacular direita de costas…so ao alcance do melhor da historia rsrsrs…

  • Eu fui o primeiro a postar os finalistas, e o premio?

    • Fabrizio Gallas

      leia o regulamento. Foram nove acertadores, cinco no critério de desempate e realizamos sorteio

  • Altaisio Paim

    Jogaço!! Uma pena o Federer não ter aproveitado as chances que teve! Lamento profundamente.
    O sérvio mereceu o título.

MaisRecentes

Maior de todos no saibro, Nadal já pode almejar liderança na temporada



Continue Lendo

Bellucci se reencontra



Continue Lendo

Rep. Tcheca seria o melhor rival do Brasil na Copa Davis



Continue Lendo