E aí Federer contra quem jogar ?



Tudo dentro dos conformes no ATP World Finals até aqui. No Grupo A Novak Djokovic e Andy Murray confirmaram favoritismo nesta sexta-feira e passaram em primeiro e segundo lugares respectivamente. Uma pena para Berdych que teve o segundo set nas mãos para ter alguma esperança de vaga, mas desperdiçou. Nota triste para as várias chances perdidas pelo francês em seus três jogos na competição. Termina o ano com mais de dez derrotas para o top 8 e NENHUMA vitória. Incrível.

E uma situação interessante vive Roger Federer. Já classificado ele pode escolher seu rival de semifinal. E aí meu caro leitor, qual seria a melhor opção para Roger ?

Explicando. Se vencer Juan Del Potro, Roger termina invicto em primeiro lugar e pega Murray. Se perder por 2 sets a 1, termina em primeiro e repete o adversário com o primeiro lugar. Se cair por 2 a 0 para o argentino, fica atrás do mesmo e aí encararia Novak Djokovic.

Difícil dizer. Tanto Djokovic quanto Murray são ganhadores e já derrotaram Roger várias vezes. Se for pelo retrospecto ao pé da letra, para Federer, encarar Djokovic seria um pouco melhor. Mas o sérvio está voando em quadra, muito leve na movimentação e confiante. Murray parece um pouco abaixo, mas nem tanto. O que Federer precisa considerar. Perdendo, ele coloca Del Potro na semi. É mais um adversário com vitórias sobre ele no circuito. Uma vitória neste sábado dá a ótima chance de David Ferrer confirmar sua vaga a seguir – contra Tipsarevic – o que colocaria a possibilidade de um rival na final freguês de carteirinha (Federer tem 14 a 0 contra o espanhol).

Outro fator que Federer precisa considerar. A vitória vale 200 pontos que se no momento não mudam em nada seu ranking pro futuro pode ser importante na briga pelo topo. No Australian Open o sérvio defende o título e Roger a semifinal.

De qualquer forma temos tudo para ter um duelo super equilibrado no primeiro jogo deste sábado. Um Federer solto e um Del Potro com gana de classificação.

Curtinhas:

Série de challengers no fim de ano no Brasil e nenhum brazuca capaz de fazer semi. Uma pena.

No feminino Teliana joga hoje à noite por vaga em sua 3ª final seguida. Está muito bem a número 1 do Brasil.



MaisRecentes

Indomável, Djokovic agora postula ida ao Nº 1. Brasil tem por quem torcer



Continue Lendo

Del Potro pisa mais forte que Nadal no US Open. NextGen ainda não embala



Continue Lendo

Emoções no US Open



Continue Lendo