Motivo$$ de Djokovic em Paris



Vale jogar um torneio numa semana onde seu pai – muito ativo para você e sua carreira – está no hospital com problemas respiratórios e colado ao mais importante torneio de fim de ano, o desgastante ATP World Finals de Londres ?

Difícil dizer se Nole fez corpo mole, acredito que os problemas psicológicos o afetaram. Mas no tênis não é muito difícil você querer ‘pular’ uma semana alegando um problema físico, ou perdendo nas primeiras rodadas com ou sem lesão (a atual número 1 é mestre am abandonar jogos).

É notório que vinha voando com 6/0 2/0 e de repente seu tênis foi caindo, caindo e levou uma virada improvável de um tenista bom, mas que não é reconhecido como ganhador no circuito. Para Novak Djokovic pode ter sido interessante ao menos participar, como fez. Mas por que ?

Certamente compromissos de patrocinadores e também com a ATP foram dois dos motivos. Há alguns dias sabe-se que o sérvio fechará o ano como número 1 após a desistência de Roger Federer na competição. Logo elimina-se a possível disputa que o torneio parisiense poderia apresentar. Todavia para Djokovic por certa maneira seria interessante disputar a competição. Como esteve em todos os outros Masters, ele terá direito a embolsar mais US$ 2 milhões em bônus oferecidos pela ATP, quantia que cai significativamente caso o Nº 1 ao fim do ano não jogue um dos Masters obrigatórios do ano (somente Monte Carlo não é).

Vamos lembrar. Este ano, Djokovic não jogou bem nenhuma partida de Monte Carlo, mas venceu e fez final. Na semana seu avô querido havia falecido.

Uma coisa é certa, o Masters de Paris voltou a estaca que era há poucos anos, deixado de lado pelos principais jogadores. Só joga pra valer quem quer a vaga no ATP Finals , quem está atrás do grupo que briga pela mesma ou quem tem poucas aspirações no último evento do ano. E tanto essa saída precoce de Nole como a desistência anterior de Federer esvaziam a competição e só reforça a ideia de que a mesma continuará numa pressão junto à ATP para mudar sua data no novo calendário de 2014 que segue ainda obscuro, com muitas mudanças pela frente.



MaisRecentes

Djokovic, o mais completo de todos ?



Continue Lendo

51 vezes Nadal. Uma boa ideia



Continue Lendo

Djokovic está de volta!



Continue Lendo