Falta pouco para Bellucci



Se Thomaz Bellucci precisava de um grande teste para medir sua evolução nas últimas semanas no piso rápido, o de hoje foi um deles. Roger Federer na casa dele, Basileia, sobre o rapidíssimo piso duro e coberto.

E mais uma vez o brasileiro fez uma boa apresentação. Começou meio frio, sem segurar o já conhecido ímpeto de Roger no início da partida. Aos poucos foi entrando na partida e equilibrou as ações levando o número 1 e pentacampeão do evento ao extremo.

No primeiro set faltou um pouco de calma para devolver a quebra no 5/3. No decorrer do jogo o saque funcionou bem assim como sua movimentação e paciência para construir os pontos e esperar/forçar erros do suíço. No segundo set um momento emocional ruim ao desperdiçar quatro set-points cometendo erros, mas equilibrando a cabeça para vencê-lo em seguida.

O que faltou então pra vitória ? Manter tudo isso acima citado no 12º game do terceiro set. O saque não funcionou, ele se afobou cometendo dois erros e acabou quebrado.

Crucificá-lo ? Que nada! A exibição de Bellucci foi excelente, só que do outro lado da quadra existe um monstro chamado Federer. A cada confronto contra um dos top 3 (ainda não incluo Murray, ele ainda não é um monstro) Bellucci vem apresentando seu melhor tênis e quase sempre falta o detalhe que é mais mental do que qualquer outra coisa. Mas uma hora a bola vai entrar e o resultado pode ser muito benéfico para a carreira do brasileiro.

Legal ressaltar. Bellucci saiu de Moscou pra Basileia, descansou um dia – na verdade nem descansou direito pela viagem de cerca de 3h – e conseguiu uma baita virada contra Go Soeda. Outrora o brasileiro não teria forças para superar uma situação dessa por sua maior fragilidade física. E hoje contra Roger não demonstrou cansaço físico. Uma boa notícia.

Agora é concentrar em Paris. Bellucci está jogando bem e pode ir longe com uma chave legal.



  • gilberto

    é pra mim que assisto tenis a mas de 20 anos da para dizer com certa tranquilidade que bellucci vai entrar logo no top 20 ai o que vier e festa ningeum que joga o bellucci joga não pode ficar fora dos tops ! uma coisa que ele esta conseguindo é manter a regularidade e com tatica de jogo esse saque slice e sinistro vamos que vamos vem mas gente boa por ai pra mim o melhor de todos os guris e thiago monteiro esse meu conterrranio joga muito

  • Yuri

    E isso aí! C´mon Bellucci! Com a pontuação em Basel, quem sabe ele possa chegar ao 32º no ranking e fique entre os cabeças de chave no Australian Open. Considerando ainda que faltam o Masters 1000 de Paris e o ATPChallenger Finals, ele poderá somar mais pontos e conseguir esse objetivo. Vamo q vamo!

  • Thiago

    Olha eu fiquei assustado….Jogou muito bem o Bellucci!! não que não saiba a técnica que ele tam, mas o fato de viajar, jogo longo UM dia antes e apresentar esse tenis contra o melhor de todos os tempos, se mantiver essa regularidade, desculpe mas n é top 20 não…..é top 10, até pq Gallas vamos combina se o Berdych e o Tipsarevic conseguiram….até pq a diferença deles pro bellucci é a regularidade inclusive contra tops, pq se for levar em conta a técnica…aí é lavada do bellucci , mais completo na minha opinião… Vai BELLUCCI ARREBENTA ELES!!!!

  • Clovis

    Realmente o Belucci tem que ser top 5, pois joga de igual pra igual com
    qualquer dos melhores.
    Falta a ele derrotar de verdade, ou seja, com contudência os de nível mais baixo,
    porque tênis ele tem para isto.
    O que ajudou e ajuda muito também é a Copa Davis que dá muita confiança após
    vitórias, na carreira de qualquer jogador.

  • André T.

    Problema do Bellucci é mental. Contra os tops 5 ele entra já derrotado, sem nada a perder e sem resposnabilidade por isso joga bem. Ai contra os mais fracos o mental dele já é outro, ele sente a pressão pois sabe que tem obrigacao de vencer. Ele faz essas apresentacoes assim como contra Nadal em RG e Djokovic no saibro ano passado, RF em IW ai pessoal acha que ele vai deslanchar mas nao vai. vai acontecer o mesmo das outras vezes.

  • Catia

    O Belucci tem que trabalhar o físico e o lado mental, pois quando joga contra jogadores do top 5, ele demora um pouco mas cresce bastante no jogo mas, infelizmente, parece que ele aceita a derrota antes mesmo de tentar…..
    Ele precisava avancar um pouco mais nos campeonatos, ir um pouco mais longe, para pontuar mais e entrar no top 20, depois quem sabe 10….. top 5 ainda falta muito emocional para ele, mas acredito que pode chegar lá….
    Mesmo assim, fora do top 20, vem mantendo uma certa regularidade na sua classificaçao e a pontuaçao por ali nao é tao diferenciada, dá para dar um salto caso consiga ir bem em algumas competiçoes..
    VAmos lá, Belluci…..

  • Renato

    Bellucci está chegando no seu auge. Geralmente, os tenistas “normais” (exclui-se Federer, Djoko, Nadal e Murray) atingem seu auge por volta dos 25, 26 anos de idade. Almagro, Isner, Soderling, Simon, Tipsarnevic, Verdasco, Schuetler, dentre outros, só atingiram o TOP 10 depois de 25 anos. Com essa idade, atingi-se uma maior maturidade mental e física, além da experiência de muitos anos no circuito.

    Com isso, acredito que a tendência é o brasileiro evoluir no próximo ano, atingindo ao menos o top 20.

  • Lucas

    Fabrizio, que grande jogo fez o Bellucci ontem. Eu acho que foi a melhor partida da carreira dele em quadra dura. Jogou mal apenas dois games de saque, o primeiro e o último, onde foi quebrado. No resto, foi perfeito, principalmente na defesa onde ele apresenta maiores dificuldades. Jogou simplesmente um tênis de top10.
    O que tu acha dessa disputa do CH Finals? Na minha opinião é uma idiotice sem tamanho da equipe dele (eu sei que ele tem praticamente uma obrigação por causa da Koch Tavares) porque ele vai entrar em férias um mês depois, somente no começo de dezembro. Alguns pontos deveriam ser levado em consideração:
    1. Tendo em vista que na segunda semana de janeiro já tem que estar na ponta dos cascos, não sobra muito tempo para uma pré-temporada bem feita (ou ele não vai tirar férias?), então vai correr o risco de chegar despreparado até mesmo na gira sul-americana, onde ele deveria focar e ganhar um bom número de pontos.
    2. Se ele optar por descansar agora em novembro, chegaria sem preparação adequada para o torneio, correndo o risco de um fiasco e perder a confiança que ganhou neste fim de temporada.
    3. Sabe-se que o físico dele não é uma Brastemp, então esse tempo de regeneração seria extremamente importante. Ou ele vai chegar baleado em maio, junho, como em 2011?
    4. Ele não está precisando de pontos no ranking. Muito provavelmente vai ficar entre os 32 da próxima temporada (posição ideal para evitar os tops na maioria dos torneios), mesmo perdendo na estréia de Paris.

  • LUQUES

    FG, concordo com o André T., qdo o Thomaz joga sem pressão ele joga bem, porém qdo ele é que tem q fazer o resultado contra aqueles jogadores com baixo ranking ele dá uma tremida.
    Como ele é uma montanha russa, não me surpreenderá se perder para um desconhecido no próximo torneio.

  • Claudia

    Esse Fabriziooooo….não dá uma dentro! “falta muito pouco para Bellucci”: 1. Saber jogar qdo raramente chega a uma final de ATP 250, ou melhor, não amarelar. 2. Conseguir passar da 1ª rodada em Master 1000….uma piada!

    Estou preparando os seus melhores momentos de 2012, aguarde! Isto é, se você deixar publicar…rsrsrsrs

    • Fabrizio Gallas

      Claudia,

      Bellucci infelizmente não tem uma condição física de um top 10 no circuito. Achei muito positivo ele aguentar firme duas semanas seguidas com muotos jogos, alguns longos. Na terceira pifou, infelizmente. Mas sigo na minha tocada que ele fez progressos.

MaisRecentes

Federer o franco favorito em Londres. Pouco a se tirar do Next Gen Finals



Continue Lendo

Quanto Nadal está disposto a arriscar por Londres ?



Continue Lendo

Quem é o melhor do ano ? Federer ou Nadal ?



Continue Lendo