Sorteio Indigesto



Estados Unidos fora de casa. Não foi o melhor dos sorteios para o Brasil retornar ao Grupo Mundial. Certamente virá uma quadra rápida e possivelmente coberta. Com a aposentadoria de Andy Roddick, dificilmente eles escolherão uma grama, mas seria outra opção.

Mas o cenário não é o dos piores. Nosso time tem condições de ir lá e fazer bonito. Vencer será muito complicado, mas podemos fazer um duelo bem equilibrado.

Com a saída de Roddick, os americanos perdem uma otima referencia jogando em casa. Mardy Fish não vive seu melhor momento e em Copa Davis mostrou que sente um pouco o nervosismo. Sam Querrey é um bom jogador, mas não passa disso. John Isner mostrou que joga muito bem Davis, mas tem aquele estilo de saque, sempre levando para o tie-break.

O que pesa contra o Brasil é não ter um segundo tenista de simples com nível para incomodá-los no piso rápido. Nesta superfície abre-se porta para uma chegada de Thiago Alves entrando na briga com Rogério Dutra Silva, João Souza e talvez até Ricardo Mello. Mas nossas chances passarão mesmo por Thomaz Bellucci vencer seus dois jogos nas simples e a dupla surpreender. O piso duro não é o preferido de Thomaz, mas ele já fez bons jogos contra tops. É manter uma constância em alto nível por muito tempo, acertar as devoluções nas horas certas, que chances ele terá. E a dupla precisa surpreender. Melo e Soares já venceram os irmãos Bryan, sabem o caminho, mas os rivais costumam jogar tudo em Copa Davis.

Todavia, só o fato do time brasileiro chegar como azarão para o confronto faz com que nossos tenistas entrem sem pressão e possam jogar o melhor tênis.

Federer x Berdych ? Pelo sorteio, se forem os principais tenistas, Suíça x Rep. Tcheca tem tudo para ser o melhor confronto. Um Federer x Berdych, que promete decidir no domingo o confronto. A última vez que se enfrentaram os tchecos venceram inclusive nas duplas com a parceria Berdych/Stepanek x Federer/Wawrinka. Agora a grande questão é: estará Federer no confronto ? Esta semana o suíço se disse cansado, exausto, e diposto a ampliar suas férias. Ele acabou de vir de um US Open e da Davis

Curtinhas:

O vencedor de Brasil x EUA pega Sérvia ou Bélgica. Em ambos jogaríamos fora de casa. Contra a Sérvia o sorteio já foi feito e os rivais teriam a opção de escolha. Dante dos belgas o último confronto em 1993 foi em Bruxelas, mas o time canarinho perdeu o direito da sede.

Cazaquistão enfrenta a Áustria. Tem tudo para ser o pior oconfronto da primeira rodada, ou pelo menos o menos badalado. A Espanha terá uma vida não tão fácil no Canadá de Milos Raonic e do ótimo duplista Daniel Nestor. A Argentina tem ótimas chances em casa contra a Alemanha. Itália e Croácia, na Itália, promete ser outro confronto duro.

 



  • Neves

    Os EUA é um dos piores sorteios que podemos enfrentar, pelo simples fato de nos tirarem o favoritismo da dupla, algo que não ocorreria contra qualquer outro time. Ainda vejo o Brasil como uma equipe que penará muito no grupo mundial, só tendo alguma chance jogando no saibro, por uns 3 ou 4 anos, até alguns jovens como Monteiro, Clezar, Sant’anna, Fernandes e Sorgi estourarem no circuito.

    • Mauricio

      É isso aí Neves, espero que realmente esses jovens estourem, quais deles vocês mais acreditam? Minhas apostas são Monteiro, Clezar e Sant’anna.

      • Lucas

        Também torço e espero que esse jovens estourem no circuito. Temos a melhor geração juvenil que me lembro, mas isso não quer dizer que eles serão jogadores tops. Não vejo em nenhum potencial melhor que do Bellucci, por exemplo.
        Mas já me contentaria se 2 desses estivessem constantemente no top 100, top50.

        Acho que a melhor esperança ainda é no tênis feminino, com a Beatriz Haddad Maia. Vem mostrando muito talento e pode ser top no futuro…

        • Emílio

          Olha, assisti ao jogo do Monteiro (que dizem ser nossa maior promessa) contra o Alundi no challenger de Campinas essa semana. Ele tem potencial do fundo de quadra e bons golpes, mas o saque dele é muito lento e inofensivo, mesmo se tratando de um jogador de 18 anos (me parece um pouco baixo também, não sei ao certo sua altura). Precisa treinar muito, porque não vai sobreviver entre os top 100/150 se não melhorar isso.

          Bruno Sant’anna e os outros eu nunca vi jogar. Seria ótimo se um deles chegasse perto do Bellucci (ser um constante entre os top 50). E a Bia é sempre muito elogiada, e pela idade (16 anos) acredito que seja a que tem mais potencial.

  • lucas

    Bellucci faz dois jogos que pode ganhar – sem favorito – dupla a americana é muito favorita 70% – e nosso nº 2 tem na minha opinião 5% de chance, uma grande zebra, ou seja, não somos favoritos em nenhum confronto, temos pouca chance em um ( dupla) e quase nenhuma chance em outros 2. A coisa ta feia, so a DAVIS mesmo pode proporcionar o contrario, e se o BELLUCCI for neste fim de semana aquilo que achamos que possa ser.
    Vamos BRASIL.

  • Mauricio

    Chances são próximas de 0 mas vai ser legal. Mas vai que por algum motivo o Isner não jogue, aí podemos ter alguma chance.

  • Guilherme

    Dá para escalar a dupla mista campeã do US Open? rs
    Depender exclusivamente do Bellucci e os seus altos e baixos é complicado…Que saudades do time Guga, Meligeni, Jaime Oncins e André Sá.

    • Fabrizio Gallas

      Não dá rsrs

  • Fudêncio – Vai Mengo!

    Perderíamos de quem quer fosse sorteado.
    Nosso tenis é um lixo.
    E a Dilma fará com que o esporte brasileiro continue sendo tratado como lixo.

  • Paulo Filho

    Estamos esquecendo de um detalhe que pode nos ajudar muito: todos os jogadores jogarão o Australian Open logo antes da Davis, então se por acaso os simplistas dos EUA (principalmente o Isner) forem longe, podem chegar baleados por conta da troca repentina de fuso. Na real o Bellucci tem que vencer os 2 jogos e o segundo jogador tem que ganhar do Querrey, porque nas duplas, na Davis, em casa, os Bryans são praticamente invencíveis.

    • Soy bambi, te quiero

      USA 5 X 0 Brasil
      Parciais: 3 X 0 3 X 0 3 X 0 2 X 0 2 x 0
      Torce aí presidente Dilma.

  • Lucas

    Olha, é praticamente impossível sair com vitória…
    Vamos entrar atrás em todos os jogos. Até mesmo o Bellucci tem chances pequenas contra qualquer um dos três principais nomes deles. A dupla, apesar de ser boa, pega a melhor dupla da Davis. E o segundo do Brasil nem se fala, tem que ver a fase, mas se fosse hoje levaria o Thiago Alves, que cresceu muito de produção quando jogou Davis (contra a Croácia, em quadra rápida coberta, fora de casa), incomodando o Karlovic na melhor fase do croata.
    Eu aposto de antemão em um 3-0 direto.

    A única chance real do Brasil é uma situação parecida com a dos play-offs: pegar um time fraco em saibro e jogar em casa. No caso desse sorteio, levando em consideração os times com seus principais jogadores, teríamos chance contra o Kazaquistão (em casa ou fora), EUA e Croácia (em casa). De resto, estamos fazendo figuração na Davis.

    E analisando de modo bem racional, com os jogadores que temos a disposição ficaremos por bom tempo nessa condição de sofrimento para entrar no Grupo Mundial e torcer para um sorteio favorável e improvável para termos alguma chance.

  • Lucas

    Outra coisa, o lado mais positivo dessa ascensão foi tirar um pouco da responsabilidade e da pressão das costas do Bellucci e da dupla, principalmente para futuros jogos.

    • Soy bambi, te quiero

      Que ascenção?
      O tenis brasileiro continua estagnado e com décadas de atraso.
      Temos quantos tenistas entre os 50 primeiros do ranking?
      Quantos ídolos na ativa?
      Aonde podemos jogar sem pagar?
      Tems algum complexo de tenis? Temos que improvisar quadras para sediarmos torneios meia-boca.
      A culpa é da presidente Dilma, seja pela ação ou pela OMISSÃO.

      • Lucas

        A ascensão ao Grupo Mundial da Copa Davis. De que outra coisa estávamos comentando aqui?!

        Bom, apesar do comentário não ter nada a ver com o assunto em questão, a questão do complexo se resolverá para a Olímpiada de 2016. De resto, o tênis no Brasil evolui sim, claro que lentamente, mas está evoluindo, é só comparar o número de torneios disputados no Brasil ao longo dos anos, os incentivos aos jogadores, etc.
        Claro que ainda está vergonhoso, para um país do tamanho do Brasil, mas temos que entender que o tênis não é um esporte popular no Brasil e acho que nunca será!!! Por isso, não dá para se iludir achando que o governo vai começar a construir milhares de quadras públicas e que teremos vários jogadores tops…

  • André T.

    foi o pior cenário possivel. os eua vao escolher saibro coberto hiper-rapido como contra os eua, e nossa dupla que é ótima não será favorita diante dos bryans. ou seja, até pra cosneguir 1 ponto será dificil. Isner na quadra rapida coberta é dificilimo de ser batido e o Fish até ano que vem já estará racuperado e em melhor forma, sendo melhor que qlqer um do nosso time. prevejo um 4×1 na melhor das hipoteses pros eua. possivelmente um 5×0

  • Soy bambi, te quiero

    Digo, ascenSão.

  • Ricardo Monteiro

    Uma equipe que depende do bellucci, brincadeira né, joga bem em atp 250 de saibro, quais os mehores resultados dele em quadra rápida? e o jogador nº2? não sabemos quem vai ser,todos fracos, temos uma dupla razoável que infelizmente não jogam juntas, otimismo é bacana, vamos ser realistas, somos times de 2ªdivisão,que luta para não cair, para vcs ter uma idéia meus amigos, Se pegamos a argentina por ex. o capitão deles poderia pedir para a equipe brasileira, qual piso o brasil queria jogar, em todos os pisos perderiamos, uns de 5 a 0 outros de 4 a1 ou um 3 a 2, argentina 3 a 0 nos 3 primeiros jogos, eu não me iludo.

  • diego

    Fabrizio, por onde andas o Tenista Henrique Cunha? sumiu da mídia.

    • Fabrizio Gallas

      Diego,

      é o número 1 da NCAA, ranking das universidades nos Estados Unidos, ainda vaio estudar lá por mais um tempo até voltar a jogar.

MaisRecentes

Federer o franco favorito em Londres. Pouco a se tirar do Next Gen Finals



Continue Lendo

Quanto Nadal está disposto a arriscar por Londres ?



Continue Lendo

Quem é o melhor do ano ? Federer ou Nadal ?



Continue Lendo