Sorteio Indigesto



Estados Unidos fora de casa. Não foi o melhor dos sorteios para o Brasil retornar ao Grupo Mundial. Certamente virá uma quadra rápida e possivelmente coberta. Com a aposentadoria de Andy Roddick, dificilmente eles escolherão uma grama, mas seria outra opção.

Mas o cenário não é o dos piores. Nosso time tem condições de ir lá e fazer bonito. Vencer será muito complicado, mas podemos fazer um duelo bem equilibrado.

Com a saída de Roddick, os americanos perdem uma otima referencia jogando em casa. Mardy Fish não vive seu melhor momento e em Copa Davis mostrou que sente um pouco o nervosismo. Sam Querrey é um bom jogador, mas não passa disso. John Isner mostrou que joga muito bem Davis, mas tem aquele estilo de saque, sempre levando para o tie-break.

O que pesa contra o Brasil é não ter um segundo tenista de simples com nível para incomodá-los no piso rápido. Nesta superfície abre-se porta para uma chegada de Thiago Alves entrando na briga com Rogério Dutra Silva, João Souza e talvez até Ricardo Mello. Mas nossas chances passarão mesmo por Thomaz Bellucci vencer seus dois jogos nas simples e a dupla surpreender. O piso duro não é o preferido de Thomaz, mas ele já fez bons jogos contra tops. É manter uma constância em alto nível por muito tempo, acertar as devoluções nas horas certas, que chances ele terá. E a dupla precisa surpreender. Melo e Soares já venceram os irmãos Bryan, sabem o caminho, mas os rivais costumam jogar tudo em Copa Davis.

Todavia, só o fato do time brasileiro chegar como azarão para o confronto faz com que nossos tenistas entrem sem pressão e possam jogar o melhor tênis.

Federer x Berdych ? Pelo sorteio, se forem os principais tenistas, Suíça x Rep. Tcheca tem tudo para ser o melhor confronto. Um Federer x Berdych, que promete decidir no domingo o confronto. A última vez que se enfrentaram os tchecos venceram inclusive nas duplas com a parceria Berdych/Stepanek x Federer/Wawrinka. Agora a grande questão é: estará Federer no confronto ? Esta semana o suíço se disse cansado, exausto, e diposto a ampliar suas férias. Ele acabou de vir de um US Open e da Davis

Curtinhas:

O vencedor de Brasil x EUA pega Sérvia ou Bélgica. Em ambos jogaríamos fora de casa. Contra a Sérvia o sorteio já foi feito e os rivais teriam a opção de escolha. Dante dos belgas o último confronto em 1993 foi em Bruxelas, mas o time canarinho perdeu o direito da sede.

Cazaquistão enfrenta a Áustria. Tem tudo para ser o pior oconfronto da primeira rodada, ou pelo menos o menos badalado. A Espanha terá uma vida não tão fácil no Canadá de Milos Raonic e do ótimo duplista Daniel Nestor. A Argentina tem ótimas chances em casa contra a Alemanha. Itália e Croácia, na Itália, promete ser outro confronto duro.

 



MaisRecentes

Nadal chega em Paris com sobras. Djokovic pode brigar



Continue Lendo

Nadal não será afetado por derrota em Madri. Zverev cresce, mas precisa confirmar em um Slam



Continue Lendo

Triplo 11 de Nadal ?



Continue Lendo