Djokovic se deu bem. Bellucci com boa chance



Estamos acostumados a comentar, quase sempre, que ou Federer ou Nadal tiveram chaves fáceis ou difíceis. Desta vez quem se deu bem, na minha ótica, foi o sérvio. Seu caminho no US Open não promete ser muito duro até as quartas de final. Tudo de bom pra ele ganhar ritmo e ir avançando com economia de energia, algo que lhe falta após a série de olimpíada e os Masters na América do Norte.

Na estreia um rival fraco no piso duro (Djokovic fez 6/2 6/0 6/0 na Austrália em superfície similar). Em seguida um qualifier ou o brasileiro Rogério Dutra Silva. Obviamente que torço para o brasileiro avnaçar e dar aquele calor do número 2 no mundo, fazer bonito, mas pelo estilo de jogo do brasileiro mais no fundo sem um saque potente, a tendência é de que Nole não passa por muitos apuros. Na terceira fase o francês Benneteau. Pras oitavas pode complicar um pouco. Stanislas Wawrinka vejo como um tenista perigoso principalmente após a boa campanha em Cincinnati. Mas ele é sempre uma incógnita. Tem talento, mas falha nas horas decisivas contra os tops e vez ou outra tropeça contra mais fracos.

Nas quartas contra Del Potro o buraco é mais embaixo. Mas aí é a grande pergunta. Em que condições o argentino irá chegar ? Será que o punho esquerdo lesionado lhe permite ? Será também que passa por uma estreia dura contra Daid Nalbandian que promete ser o melhor jogo da primeira rodada ?

Na semi Nole escapou de Andy Murray e enfrentaria um David Ferrer, que não inspira confiança para chegar nessa fase, um Janko Tipsarevic ou quem sabe um John Isner ou Tommy Haas. A parte 3 da chave de 128 jogadores promete ser bem disputada sem nenhum favorito destacado.

A chave mais dura do Slam novaiorquino é a de Andy Murray. Chance de pegar o brasileiro Thomaz Bellucci na terceira fase ou outro tenista perigoso como Feliciano Lopez ou Robin Haase (Haase ? Quem ? Este já tirou sets do escocês em Slams se você não lembra!), nas oitavas Milos Raonic que num piso rápido é sempre complicado e nas quartas Jo-Wilfried Tsonga. Para a semi Roger Federer. Será uma vida dura para quem busca seu primeiro Grand Slam e a pressão, após a vitória Olímpica, latente.

Federer pegou uma chave não tão boa assim. A primeira rodada é boa pra pegar ritmo. Quem não sabe, Donald Young perdeu 17 jogos seguidos, ficando perto do recorde de 21 quedas do lendário Vincent Spadea. Em seguida jogos contra tenistas que não vêm em fase tão boa. Verdasco na terceira rodada, Fish ou Simon nas oitavas. Nas quartas duelo contra Tomas Berdych. Assim como Del Potro há incógnitas com o tcheco. A fase não é boa, mas ele está na semi esta semana em Winston-Salem. Se ele chegar até esta fase sinal que recuperou seu bom tênis e é aí onde Federer precisa abrir o olho. O suíço já foi derrotado algumas vezes pelo tcheco no piso duro, também na grama de Wimbledon e já teve que virar uma batalha no Australian Open anos atrás.

Para a semi o duelo contra Murray. Para o suíço vejo como nada bom encarar Andy nesta fase. O natural de Dunblane ainda não venceu um Slam e mesmo com a vitória olímpica pode sim voltar a sentir a pressão numa eventual final. Mas no caso na semi contra o Federer a responsabilidade diminui.

Quanto a Bellucci. Ele tem uma boa primeira rodada contra o espanhol Andujar que não é bom no piso duro e que Thomaz venceu em todos os confrontos. A segunda rodada é dura, contra Haase ou Lopez, mas ganhável. E na terceira rodada não vejo como impossível derrotar Murray não. Thomaz já varreu o escocês no saibro de Madri e tem tênis para vencê-lo em Nova York.

No feminino Azarenka, Li, Sharapova e Kvitova bem favoritas na parte de cima. duelo que promete, nas quartas, da musa contra Kvitova. Do outro lado, a campeã de Cincinnati e vice em Montreal, a chinesa Li, tem boas condições de encarar a número 1 na mesma rodada. Antes disso a chinesa vai ter que penar contra Kim Clijsters numa eventual terceira rodada. Pode apostar que a belga virá com tuso pro seu último torneio da carreira. As duas fizeram final da Austrália ano passado.

Do outro lado da chave Serena tem um quadrante muito bom para alcançar a semi e duelar provavelmente contra Kerber. Não aposto 1 centavo na polonesa Radwanska que não veio bem nos torneios do piso rápido.



  • Matheus Macêdo

    Fabrizio ,vc não chegou a achar que a vitória de Murray na final olimpica foi mais uma explosão do momento do que um estopim para a carreira dele deslanchar em nível de slams ?? já que agora todo mundo sabe que Roger tem uma motivação diferente pra jogar slams ,que palpite arriscaria na semi entre os dois (supondo que ele cheguem a semi) ?

    • Fabrizio Gallas

      Veremos isso agora no US Open, certamente ele quebrou uma barreira importante na carreira dele, vencer uma final melhor de 5 sobre Federer e em um torneio importante.

  • Edmárcio

    Federer sempre se ferra nas chaves… mas não faz diferença kkkkkkkkkkk

  • RAFAEL FLUMINENSE

    HEWITT E CLIJSTERS CAMPEÕES!

  • Wellington

    É Fabrizio concordo com vc, quando diz que a chave do Djokovic esta boa e a do Federer difícil com (Simon,Fish, Berdych e Murray pelo o seu caminho),Mas o meu maior medo não são só os adversários, mas também aquela famosa viajada que o suíço dá ai que mora o perigo. E o Murray vai vim muito confiante para o Us Open , pois ganhou um título muito importante que é as Olimpíadas e em cima do Federer, eu acredito se eles se encontrarem na semi-final a pressão será toda no suíço. A Fabrizio eu gostaria de lhe perguntar por que o site do Tenisnews esta dando vírus. Pois toda vez que eu tento entrar nele só da vírus.

    • Edmárcio

      Famosas viajadas??? De um cara que ganhou tudo e de todos… hummmm… é meio engraçado dizer isso.

  • mauricio weiss

    Eu não acho fácil o Andujar para o Bellucci, mas é favorito sim. Na segunda ele já é zebra contra o Lopez, Murray no piso rápido aí já é quase impossível, mas não impossível, ainda mais se o escocês tiver meio baleado. Dos tops não tem o que discutir.

  • MOACIR ROCHA

    PODE ANOTAR AÍ…E NÃO SE ESQUEÇAM DEPOIS

    BELLUCCI X FEDERER EM UMA SEMI.

    DJOKOVIC X ISNER EM OUTRA SEMI.

    NOLE E FEDERER NA FINAL.

    ANOOOOOOOTTEEEEEEEEEEMMMMM AÍ.

    • Raul

      Com certeza vc é mais engraçado que a maioria do pessoal do Zorra Total, só faltou vc dizer que a final é um triplo 6 x 0 pro Djokovic, aí sim o seu sonho ia ficar completo.

  • Lucas

    Na minha opinião, Bellucci chega na segunda rodada, mas daí o jogo já é imprevisível contra quem for (Haase ou Lopez)… Contra o Murray, sem chances!!! Ainda mais na quadra rápida…

  • paulo

    bellucci com chances contra murray??? falando serio??? grand slam é uma coisa diferente, fora que quando bellucci ganhou de murray foi no saibro e em uma semana magica de bellucci, muito dificil de acontecer de novo!!! agora se murray se machucar ou nao chegar 100% aí bellucci avança ( se chegar na terceira rodada ) !!!!

  • Realmente a chave do Djokovic é mais facil, é do Murray a mais dificil, apesar disso aposto no Murray dessa vez , apesar de federer esta voando. acho que agora o jejum acaba. mais vamos aguardar sempre torço para uma surpresa chegar longe nesses torneios mais é pouco provavel, mais analisei a chave acho q o Isner tem boas chances de chegar a uma das semi-finais, quanto ao Bellucci o sorteio foi bom acredito que vença o Andujar com facilidade, mais na segunda rodada terá jogo mais dificil, mais acho q chega a 3º rodada, mais acaba ai no Murray. mais vai dar um calor no britanico.

  • Ramon Diaz

    Na minha opinião, Bellucci chega na segunda rodada, mas daí o jogo já é imprevisível contra quem for (Haase ou Lopez)… Contra o Murray, sem chances!!! Ainda mais na quadra rápida [ 2 ]

  • Fábio de Souza

    Anotem aí senhores pra depois não dizerem que eu não avisei:

    Final US Open 2012 – Santiago Giraldo (COL) x Rogerio Dutra (BRA)

    • Marcio

      E a Portuguesa leva o brasileirão!!!

  • sandra arbex

    Até que em fim Djokovic caiu em uma chave menos complicada, pois quem deu sorte
    o ano todo, sendo G.S. ou não, foi sempre o Federer.
    Abs,
    Sandra

    • renato

      não foi nadal que teve a sorte o ano todo

    • Edmárcio

      Tá de brincadeira não?

    • rui costa

      sandra sandra…so dizes besteira por essa boca fora…ou sai besteira ou entra mosca rsrsrsr…
      claro,chave dificil seria se o federer pegasse o ROSOL rsrsrsrs…vai pra cozinha vai…

      • Cláudia

        Oh seu palhaço, cada um coloca a opinião que quiser. Pelo que sei esse blog não é exclusivamente masculino, mulheres também tem direito de gostar de tênis e comentar. Vc é que tá no lugar errado, devia tá em blog de futebol. Deixa de ser preconceituoso, que lugar de mulher é em todos os lugares e não só na cozinha (num outro comentário meu vc colocou a mesma opinião medíocre), coitada da sua mãe que colocou um troglodita no mundo para pensar assim das outras pessoas do mesmo sexo que ela. Vc devia era tá com enxada na mão ao invés de um PC, Zé mané.

        • rui costa

          PRIMEIRO…PALHAÇO E O TEU PAI ,OUVISTE??
          SEGUNDO….ES UMA DEFICIENTE MENTAL…
          TERCEIRO…NAO PERCEBEIS NADA DE TENIS,GOSTAIS E DOS MUSCULOS DO NADAL MAS ELE JA TEM MULHER…
          QUARTO….NAO SOU PRECONCEITUOSO,QUANDO FALO DE “MULHERES NA COZINHA” E UMA FORÇA DE EXPRESSÃO,NAO PARA TOMAR A LETRA.MAS COMO ES RETARDADA .NAO ENTENDES…

          AS MELHORAS PARA A SENHORA

  • olá pessoal… eu vou repetir o que já falei no comentário de numero 21 do post peRFect:
    Federer babando pelo US open e assinalando mais uma marca inédita na história da disputa masculina em grand slam.ELE vai abrir 4 slams de vantagem para Sampras margem esta nunca alcançada por ninguém pois o maximo foram 3 até hoje para o segundo colocado vejam: SEARS e RENSHAW nos primórdios sobem praticamente juntos até o sétimo título de ambos… depois vem TILDEN e soma 10 slams sendo que LACOSTE também já havis conquistado 7… depois ROY EMERSON chega a 12 , Sampras abre 2 dele (14) e o maior de todos mais cedo ou um pouquinho mais tarde, chega a 18 mostrando que há coisas que somente ELE! o GÊNIO SUIÇO é capaz de alcançar.Abs

  • Marcio

    Particularmente acredito que o Bellucci vai ter mais complicações com o Lopez ou com o Haase que com o Murray, pos assim como contra Berdych, o jogo do brasileiro se encaixa bem com o jogo do Britânico e certamente se conseguir manter a cabeça no lugar (o que é difícil), não apenas digo que o Bellucci leva, mas em sets diretos… contra Raonic, entretanto, uma vitória é menos provável. Bellucci cai ou na segunda rodada ou nas oitavas!! Os outros brasileiros tem chances de chegar à segunda rodada!!

    • Cleydson Souza

      Já pensou se o Bellucci passa do Murray e chega numa oitavas? seria o máximo.

  • Túlio

    Gostaria de ver uma final de Federer e Delpo como a de 2009, mas isso vai depender muito da saúde do argentino e se Nole vai estar também muito inspirado no dia, mas gostaria que as finais de slams variassem um pouco.

  • Lucas

    E aí Fabrizio, tudo certo?
    Como não achei lugar apropriado para comentar, deixo o recado aqui.
    Acabei de ver a reportagem sobre a Teliana Pereira, que vai para a Europa jogar alguns torneios, 1 na Holanda e 3 na França, todos de 25k.
    O que me deixou curioso na reportagem é que o planejamento dela, depois desses torneios seria, talvez, descansar 1 semana (a do dia 01/10), e jogar mais 2 torneios de 25k na Espanha. No calendário, em outubro, teria mais 5 torneios na França, 2 de 50k, 1 de 50k+H, 1 de 100k e outro de 25k. Tu não acha que seria muito mais interessante para ela continuar na França e disputar esses eventos maiores, tentando dar um salto no ranking???
    Teliana tem uma vantagem muito boa, que é ter o técnico francês (ela continua com o Didier Rayon né?!), então fica mais fácil de fazer essa gira francesa…
    To torcendo muito para ver uma brasileira jogando grandes torneios em 2013 e talvez até fazendo boas apresentações.

    Um abraço

    • Fabrizio Gallas

      Lucas,

      Ela já não está com o Rayon há algum tempo…ela quer focar mais no saibro, e talvez por isso esteja mudando pra Espanha, mas ainda está por definir.

MaisRecentes

Federer pode sonhar com o Nº 1



Continue Lendo

Murray segue perdendo chances



Continue Lendo

A insana chave de Indian Wells



Continue Lendo