Sólido e taticamente perfeito. Bellucci sem pressão na final



Um título de challenger, uma semi e uma final de ATP. Desde 2008 (me corrija se estiver enganado!) que Bellucci não encaixava uma sequência  tão boa e na época foi somente em challengers. Como disse no meio da semana, o choque de realidade vem fazendo efeito e o brasileiro derrotou só nas duas últimas três tenistas do top 30.

O mais legal de assistir Thomaz esta semana é que ele vem mostrando, além do jogo potente e sólido, raras oscilações e uma disciplina tática muito boa. Quando faz aquele game ruim errático, consegue reunir forças para virar. Foi assim contra Youzhny e hoje contra Dimitrov onde em 80, 90% do jogo manteve-se fiel a explorar o revés do oponente.

Neste domingo novamente o rival é o encardido sérvio Janko Tipsarevic. Thomaz já o derrotou. Anos atrás, é verdade, quando Tipsa não sonhava ser top 10 e oscilava muito entre 50, 70 melhores. A diferença é que o rival conseguiu uma consistência em seu jogo e principalmente mental bem alta. Mesmo jogando mal, acha uma maneira de bater rivais com ranking inferior.

O que fazer então neste domingo ? Se espelhar naquele segundo set de semana passada e no que vem fazendo agora. Jogar firme no serviço, sólido, agressivo, com consistência e manter a paciência. Tipsarevic certamente vai demorar um pouco mais a errar do que Dimitrov e deve trocar mais bolas com o brasileiro. Bellucci não pode dar brechar como no 3º set da semana passada, sobretudo no saque. Mesmo que Janko esteja sacando bem, ele deve se manter justo no placar para evitar dar confiança ao oponente.

A pressão está toda em Tipsarevic que é o favorito pela história e ranking, mas Thomaz tem tudo para sair com o bicampeonato e assim se igualar a Fernando Meligeni como o terceiro maior vencedor brasileiro com três títulos. A frente de Fininho somente Luiz Mattar com sete canecos e Guga com 20.

E o torcedor terá que acordar cedo, às 6h. Vamos torcer!

Curtinhas:

E temos mais um brazuca em finais de ATP. Rogerinho, que entrou como alternate ao lado de Daniel de la Nava, da Espanha, encara Marrero e Fernando Verdasco, dupla espanhola, neste domingo em sua primeira final ATP. Ótimo resultado!



MaisRecentes

Nadal chega em Paris com sobras. Djokovic pode brigar



Continue Lendo

Nadal não será afetado por derrota em Madri. Zverev cresce, mas precisa confirmar em um Slam



Continue Lendo

Triplo 11 de Nadal ?



Continue Lendo