Aberto da Inglaterra muda de data em 2015



O torneio de Wimbledon, o Grand Slam da grama e mais tradicional torneio de tênis, fez pressão e conseguiu. Vai mudar de data a partir de 2015. Agora o torneio passará a ser jogado três semanas após Roland Garros e não mais duas como ocorre. O chefão do torneio,  Philipp Brook, conseguiu ganhar a queda de braço que teve contra os torneios americanos.

Na minha visão uma ótima mudança. Dará, nos próximos anos, uma dor de cabeça aos organizadores do calendário e também aos diretores de torneios no saibro europeu de julho e dos ATPs americanos no piso rápido que são disputados também neste mês.

Em contrapartida teremos a opção de mais torneios na grama e quem sabe o aumento de Queen´s ou Halle para um torneio ATP 500 ou adesão de outra competição maior. A grama merece um torneio grande. Até mesmo um Masters 1000 (temos três no saibro, cinco sobre o piso rápido e um no rápido coberto, por que não umzinho na grama ?), mas essa ideia vejo como mais difícil no momento já que estes torneios são muito lucrativos e dificilmente algum deles gostaria de vender sua data assim como a ATP não criaria mais um torneio deste porte. A entidade mantem há décadas a série de nove torneios Masters mais o ATP Finals.

Com uma semana a mais de torneios na grama, Federer, Nadal e cia. não precisam sair correndo em sua preparação para jogar no piso logo após Paris, mas sempre há aquela quantidade poupuda de $$$ que atraí a presença dos tenistas principais mesmo que não estejam em plenas condições físicas. Aí é outra dor de cabeça para Halle e Queen´s. Ficar na semana pós-Paris ou mudar pra mais a frente ? De qualquer forma uma semaninha a mais para descansar e se preparar depois é uma ótima pros tenistas e pro circuito.

Falando em Wimbledon o torneio ganha forma para a Olimpíada como mostra a foto abaixo da quadra 7 do All England Club. A ITF divulgou que a chave sai no dia 26, na quinta-feira, e tenistas do mesmo país não podem estar no mesmo lado da chave. Se tivermos três ou mais tenistas eles serão colocados em quadrantes diferentes. Por exemplo, Federer e Wawrinka, únicos representantes da Suíça, estarão em lados opostos. Vai dar um trabalinho pra sair essa chave, mas vamos aguardar. O torneio começa no sábado, dia 28. Foto: Wimbledon

NADAL FORA DA OLIMPÍADA – E o dia agitado no tênis teve a notícia triste da desistência de Rafael Nadal. A Olimpíada como um todo perde seu atual medalhista de ouro, tenista que honra a camisa do país  e é ex-campeão de Wimbledon. Bom mesmo para Federer que agora tem um caminho até a final um pouco facilitado para quem sabe conquistar o tão sonhado Ouro em simples. Djokovic e Murray passam a ter mais chances também.



MaisRecentes

Djokovic, o mais completo de todos ?



Continue Lendo

51 vezes Nadal. Uma boa ideia



Continue Lendo

Djokovic está de volta!



Continue Lendo