Cereja no Bolo da Maria



Tudo o que penso sobre a carreira de Maria Sharapova está descrito no último post, de quinta-feira. Toda sua luta para se recuperar da lesão, seu talento e busca por um resultado em uma quadra onde parecia impossível triunfar há alguns anos atrás.

No post de hoje me cabe dar os PARABÉNS e reiterar o EXEMPLO que Sharapova Teria um sabor um tanto amargo ascender ao número 1 e ficar com o vice-campeonato em Roland Garros, único Slam que lhe faltava e pelo qual batalhou tanto para conseguir batendo na trave em duas oportunidades. É a cereja no bolo.

Agora Sharapova bate no peito e diz, EU TENHO OS QUATRO MAJORS! É a décima tenista na história a conquistar tal feito e iuala Agassi e Budge como vencedora de seus quatro primeiros Slams nos quatro Majors diferentes.

Eo circuito feminino brinda um ano muito positivo com líderes VENCEDORAS e não aquelas ótimas tenistas que só ascendem ao primeiro lugar pela regularidade falahando na hora decisiva dos principais torneios. O circuito da WTA tem uma nova líder muito merecida e digna e promete muito nesta temporada com Azarenka, Serena Williams e outras tops.

Curtinhas:

Enquanto isso o tênis feminino nascional fez bonito no juvenil com o vice de Bia Maia em Paris nas duplas. Com apenas 16 anos essa jovem paulisra promete, mas ainda há muito trabalho a fazer. Essa transição é bastante complicada. Torcemos para que ela vingue pois nosso tênis feminino carece de boas jogadoras.

Nossa número 1, Teliana Pereira, alcançou as quartas na Rep. Tcheca e tem chances de em breve retornar ao top 200. Ela está pertinho de disputar o quali de Wimbledon.

 

 

 

 



MaisRecentes

Zverev tem tudo, mas ainda falta muito. Estranho, não ? 



Continue Lendo

Nem sempre se pode ganhar todas



Continue Lendo

Djokovic a caminho de recordes



Continue Lendo