Cereja no Bolo da Maria



Tudo o que penso sobre a carreira de Maria Sharapova está descrito no último post, de quinta-feira. Toda sua luta para se recuperar da lesão, seu talento e busca por um resultado em uma quadra onde parecia impossível triunfar há alguns anos atrás.

No post de hoje me cabe dar os PARABÉNS e reiterar o EXEMPLO que Sharapova Teria um sabor um tanto amargo ascender ao número 1 e ficar com o vice-campeonato em Roland Garros, único Slam que lhe faltava e pelo qual batalhou tanto para conseguir batendo na trave em duas oportunidades. É a cereja no bolo.

Agora Sharapova bate no peito e diz, EU TENHO OS QUATRO MAJORS! É a décima tenista na história a conquistar tal feito e iuala Agassi e Budge como vencedora de seus quatro primeiros Slams nos quatro Majors diferentes.

Eo circuito feminino brinda um ano muito positivo com líderes VENCEDORAS e não aquelas ótimas tenistas que só ascendem ao primeiro lugar pela regularidade falahando na hora decisiva dos principais torneios. O circuito da WTA tem uma nova líder muito merecida e digna e promete muito nesta temporada com Azarenka, Serena Williams e outras tops.

Curtinhas:

Enquanto isso o tênis feminino nascional fez bonito no juvenil com o vice de Bia Maia em Paris nas duplas. Com apenas 16 anos essa jovem paulisra promete, mas ainda há muito trabalho a fazer. Essa transição é bastante complicada. Torcemos para que ela vingue pois nosso tênis feminino carece de boas jogadoras.

Nossa número 1, Teliana Pereira, alcançou as quartas na Rep. Tcheca e tem chances de em breve retornar ao top 200. Ela está pertinho de disputar o quali de Wimbledon.

 

 

 

 



MaisRecentes

Indomável, Djokovic agora postula ida ao Nº 1. Brasil tem por quem torcer



Continue Lendo

Del Potro pisa mais forte que Nadal no US Open. NextGen ainda não embala



Continue Lendo

Emoções no US Open



Continue Lendo