Abre o olho, Federer…



Peço desculpes meus caros amigos, estou estourado da rodada de Roland Garros e sem condições de escrever um texto decente. Por isso pedi ao Vitor Souza Paula, que trabalha comigo no Tênis News, para escrever o texto de hoje. Aqui vai, podem comentar, cornetar e o que for!

Por Vitor Souza Paula

À medida que o torneio vai afunilando, é normal que a dificuldade aumente e aos poucos os tops começam a ter problemas. Mas certamente Roger Federer não esperava estar patinando tanto nas primeiras rodadas em Roland Garros. Depois do susto na segunda rodada perdendo um set para o desconhecido romeno Adrian Ungur, o atual número três do mundo voltou a ter problemas nesta sexta-feira.

O natural da Basileia perdeu um set e por pouco não precisou jogar um quinto – venceu com um apertado 7/5 na quarta parcial – contra um adversário bastante inferior. Por sorte, a chave de Federer não está das mais difíceis. Ele não enfrentou nenhum top 75 até agora e nas oitavas vai ter pela frente o surpreendente lucky-loser belga David Goffin, jovem de 21 anos e que já admitiu ter o suíço como um ídolo de infância, com vários pôsteres dele espalhados pelo seu quarto. Mas é bom que Roger abra o olho. Nas quartas, ele enfrenta Del Potro ou Berdych, dois tops talentosos que tem potencial para lhe causar uma ingrata e precoce derrota.

Já os líderes do ranking no masculino e feminino, Novak Djokovic e Victoria Azarenka precisaram correr contra o tempo para finalizar suas partidas ainda hoje. Os jogos dos dois estavam marcados para a Suzanne Lenglen, onde Stanislas Wawrinka venceu Gilles Simon em batalha de cinco sets que durou 4h37min, e a demora para o término da partida atrasou a programação. Com isso, os dois entraram em quadra pouco antes das 20hs no horário local – com Azarenka sendo remanejada para a Quadra 1 – e tiveram que trabalhar rápido para não ter que voltar à quadra amanhã e finalizar seus jogos, já que as partidas em Paris acontecem mais ou menos até 21h30, 21h40, que é até quando ainda há luz natural. Nole passou fácil pelo baixinho francês Nicolas Devilder e Victoria Azarenka superou a canadense Aleksandra Wozniak já por volta de 21h30, no apagar das luzes, o que certamente deve ter deixado os dois aliviados.

É importante ganhar um dia de descanso e poupar o físico antes da semana derradeira que virá pela frente com jogos decisivos e que prometem ser mais longos. O sérvio terá pela frente nas oitavas o talentoso italiano Andreas Seppi, que apesar do bom tênis não costuma incomodá-lo – são sete até hoje com sete triunfos do natural de Belgrado. Já Vika encara a eslovaca Dominika Cibulkova, contra quem virou um jogo incrível este ano em Miami. A bielorrussa venceu sete dos oito jogos entre as duas.

A zebra do dia ficou por conta da eliminação de Agnieszka Radwanska, número três do mundo, que levou uma surra da experiente Svetlana Kuznetsova, campeã de Roland Garros em 2009. Ana Ivanovic também decepcionou e perdeu de virada para a italiana Sara Errani. A musa sérvia tem melhorado bastante esse ano, mas ainda não consegue embalar com um grande resultado. Já Maria Sharapova segue nadando de braçada e atropelando as rivais. Apenas dois games perdidos em dois jogos. Tá difícil parar a russa.

Curtinhas – Marcelo Melo e Bruno Soares seguem firmes na chave de duplas. Jogando com o croata Ivan Dodig, Melo avançou hoje às oitavas superando os experientes Cermak e Polasek. Eles lutam por uma vaga nas quartas contra Melzer e Petzschner, que já venceram dois Grand Slams juntos. Parada dura. Já Bruninho e o americano Eric Butorac estrearam com vitória apertada sobre os espanhois Granollers e Montañes e tem boas chances de chegar às oitavas amanhã contra Sela/Volandri.

Teliana Pereira segue embalada. Nossa número um alcançou nesta sexta-feira em Maribor (Eslovênia) sua quarta semifinal seguida, e jogando sempres ITFs de pelo menos US$ 25 mil em premiação (que equivalem aos challengers no masculino). Ele já é a 210ª colocada no ranking da WTA e nesse ritmo tem tudo para seguir subindo. Vamos torcer.



  • Ronaldo Ponce

    federer tá jogando mal, pra mim nao passa das quartas ja que seu adversario deve ser o berdych a nao ser que suba de nivel.

    Nadal e Djokovic a final, nao vejo outra final pelo que veem jogando.

  • Bom dia!
    Vá sonhando Ronaldo Ponce..!(rsrs) Continue sonhando..!(rsrs)

  • wellington

    o Federer continua viajando, contra adversarios medianos ele consegue vencer pelo o seu talento. Mas quando ele pega os cachorrões como Nadal e Djokovic ele paga caro. O Suiço tem muito altos e baixos parecendo montanha russa. Já o Djkovic e principalmente o Nadal são mais intensos e táticos. Eu acredito que a final vai ser entre Djokovic e Nadal , e acredito que o espanhol ganhe o seu 7 titulo em paris, pois esta jogando o melhor tenis e ganhou do 2 vezes do sérvio no saibro.

  • realmente fabrizio o federer vem patinando muito se perder nas quartas nao sera surpresa mas se tratando de federer podemos esperar sempre algo especial mas vamos aguardar

  • christopher

    Federer e um genio!
    Ele so viaja contra esses caras que sao praticamente inofensivos.

    Esse ano Federer conquista seu segundo Roland Garros.
    Quando ele ganhar voces vao lembrar do meu comentario!

  • Beta

    Tudo bem que Federer às vezes perde o foco da partida ( não sei o motivo, já que é um gde e histórico tenista ainda em atividade e suas conquistas não precisam mais provar nada, perdendo no momento ou não ). Mas não entendo pq críticos falam qdo ele perde algum set pra vencer. Djokovic tb tem perdido sets este ano pra vencer.

  • Cléber

    Já ganhou do Goffin. Aguardemos. Djoko sofreu bem mais que FED, só Nadal até agora não teve trabalho. Acho que o Touro ainda vai ter trabalho em rolanga.

MaisRecentes

Qual o limite de Roger Federer ?



Continue Lendo

Cilic e a missão (quase) impossível contra Federer



Continue Lendo

O verdadeiro Dia Mundial do Tênis



Continue Lendo