Djokovic mostra quem manda. E Nadal que se cuide…



É um outro Djokovic em comparação ao que jogou em Monte Carlo. É um outro Djokovic que jogou as primeiras rodadas de Roma. O sérvio voltou a mostrar, neste sábado, aquele fino tênis do ano passado e dominou Roger Federer para se garantir na final no Foro Itálico.

Djokovic fez Federer não jogar tão bem bem hoje. O sérvio foi preciso no serviço, bem no jogo defensivo, regular e ofensivo nas bolas de fundo e até bons slices aplicou. Com sua resistência nas trocas acabou minando a confiança de Federer logo de cara e fez com que o suíço errasse bastante. Quando passou a sacar melhor (no 1º set aproveitamento de 39% de 1º serviço) conseguiu dar mais equilíbrio, mas seus bons momentos se resumiram a alguns games no fim do jogo.

Djokovic não está com aquela regularidade das ótimas atuações de 2011, mas mostrou que é ele quem ainda manda no circuito. Afinal esta partida tinha um bom peso na briga pelo número 1. Se Federer ganhasse o troféu ficaria a 1 mil pontos do sérvio na luta pelo topo.

E neste domingo certamente Djokovic não mostrará aquela apatia da final de Monte Carlo em parte motivada pela turbulência gerada pela da morte de seu avô dias antes. Nole resgatou a confiança e está na ponta dos cascos. Nadal que se cuide para não permanecer na freguesia instaurada no ano passado.

Para o espanhol, a vitória neste domingo vale a retomada da vice-liderança do ranking (se perder a final entra em Roland Garros como o cabeça 3) e tem um valor ainda maior do que aquele triunfo de Monte Carlo pelo motivo citado acima. Nadal precisa jogar um tênis parecido com o que fez contra Tomas Berdych. Agressivo, indo pra cima e sacando firme. buscando mais as linhas e os winners. Não deixar o sérvio à vontade. Se sacar fraco, vai levar chumbo e pode até ser dominado por nole assim como Federer foi na maior parte do jogo de hoje.

Minha aposta ? Pelo que vi hoje vou do sérvio. Voltou a jogar um grande tênis e tem o número para vencer Nadal.

Curtinhas:

Ferrer é aquele lema: ‘joguei como nunca, perdi como sempre”. Impressionante como no saibro ele cria inúmeras chances, quebra o saque de Nadal, mas na hora decisiva falha.

Bellucci está na final do quali do ATP de Nice. Deu umas deslizadas, mas passou por rodada dupla e tem tudo para furar o quali neste domingo. Seus prováveis rivais da chave seriam Stakhovsky (UCR), Kukushkin (CAZ), Young (EUA) e Sela (ISR). Todos bem ganháveis no saibro.

E no future de Manaus título para o santista Fernando Romboli sobre a revelação João Sorgi, jovem de 18 anos. Sorgi vai ficar perto do top 500 e segue subindo com outro bom nome que faz seu 1º ano de profissional, Bruno Sant´Anna, que migrou para o top 500 esta semana após quartas em Rio Quente (GO), torneio challenger, na última semana.



MaisRecentes

Nem sempre se pode ganhar todas



Continue Lendo

Djokovic a caminho de recordes



Continue Lendo

Indomável, Djokovic agora postula ida ao Nº 1. Brasil tem por quem torcer



Continue Lendo