Nadal construirá Centro de Treinamento de R$ 91 milhões em casa



Rafael Nadal, número três do mundo, já está pensando no futuro do esporte de seu país. O espanhol já começou a fazer as contas para construir o Centro Internacional de Tênis Rafael Nadal em Manacor, sua cidade natal, que custará 35 milhões de euros (R$ 91 mi).

O centro terá área de 47.500 m2 e vai demorar cerca de cinco anos para ficar completo e será disponível para melhora, profissionalização a aperfeiçoamento de jovens entre 8 e 17 anos. O CT terá um alojamento com 85 quartos além de 20 quadras de tênis, sendo algumas cobertas, uma academia e piscina climatizada.

A verba para a construção do CT de Nadal será toda privada. A prefeirura de Manacor cedeu 15% de seu terreno que será revertido em titularidade do município. Em troca, Nadal se comprometeu a pagar 15% do valor dos terrenos além de deixar uma área verde de 3.126 m2.

O jornalista David Nadal (twitter dele é @davidjnadal), este mesmo o nome, que vive na mesma região de Rafa, quem passa essas informações. Segundo ele, o tio e técnico de Rafa, Toni, será um dos principais nomes para comandar o CT do tenista.

É uma grande iniciativa de Nadal em prol do tênis local. Mas como a reportagem acima afirma, vem quase tudo na base do privado. Enquanto isso no Brasil ainda ficamos esperando que as inúmeras promessas de CTs para o tênis nacional saiam do papel muito pela BURROCRACIA de nossas leis.

Nos limitamos a poucos e ótimos CTs privados como o da Amil, no Rio de Janeiro, o Instituto Larri Passos e Instituto Gaúcho. Ainda é pouco.

Curtinhas:

Nadal tem apenas 25 anos de idade (faz 26 em menos de um mês). Ele soma quase US$ 48 milhões em prêmios na carreira. Estima-se que esse valor triplique por conta de bônus e patrocínios que os tenistas possuem. Ou seja, Nadal deve ter uns US$ 150 milhões mais ou menos. Obviamente que esses R$ 91 mi a maioria vem de parcerias privadas que o tenista deve ter realizado.



MaisRecentes

Nem sempre se pode ganhar todas



Continue Lendo

Djokovic a caminho de recordes



Continue Lendo

Indomável, Djokovic agora postula ida ao Nº 1. Brasil tem por quem torcer



Continue Lendo