Contra quem você gostaria de ver o Federer no Brasil ?



Assim como foi antecipado pelo Blog Fue Buena, do jornalista Jorge Viale e pelo Tênis News em setembro passado, Roger Federer fará uma turnê pela América do Sul passando pela Colômbia, contra Jo Tsonga (14 de dezembro), Argentina, contra Juan Del Potro (12 dezembro), complementando no Brasil com duas partidas.

A organizadora ainda faz mistério sobre os locais e adversários. Muito provavelmente os jogos serão no Rio de Janeiro e outro em São Paulo e especula-se em Guga Kuerten, Thomaz Bellucci (patrocinado pela empresa Gillette, que está trazendo Federer para cá), ou os próprios Tsonga e Del Potro. Pelo menos até maio teremos esta confirmação já que a partir deste mês os ingressos serão vendidos.

Minha proposta é a mesma que fiz quando anunciei, via Tênis News e Diário LANCE!, da boa possibilidade do suíço jogar aqui meses atrás.

Quais os adversários ideais para Federer aqui ?

No meu entender, a participação de Bellucci perdeu um pouco do ineditismo após o jogo entre eles em Indian Wells, mas de fato seria bastante interessante e traria por exemplo pra São Paulo um duelo interessante do público. Tem muita gente aqui no Brasil que iria torcer pelo Federer ao invés do brasileiro.

A participação de Guga seria a ideal no Rio de Janeiro, mais por questões nostálgicas. Guga fez uma boa apresentação contra Del Potro no início do ano em Punta del Este e poderia dar sim um calorzinho em Federer, mas por pouco tempo. Mas como se sabe, exibição é exibição, e provavelmente num jogo contra Guga, Roger virá com um pé no freio.

É bom que se lembre. Federer perdeu recenetemente para um decadente Andy Roddick no Madison Square Garden.

Outra pergunta que desejo fazer a vocês. Será que Federer vai provar nossa feijoada, nosso churrasco e dar um pulo em nossas praias ? Estou curioso pra ver isso!

Muito legal a entrevista de Federer ao Diário LANCE! ao repórter Paulo Conde, à Folha e OGlobo nas edições desta sexta-feira. Cerca de 30 minutos de bate-papo com o suíço falando de suas loucuras/travessuras quando era jovem e ambições no circuito. Ele quer voltar ao topo até o fim do ano. E de fato tem muitas condições. Defende 2,5 mil pontos até o fim de Wimbledon enquanto que Nadal terá que repetir 6,5 mil e Djokovic 6 mil.



MaisRecentes

51 vezes Nadal. Uma boa ideia



Continue Lendo

Djokovic está de volta!



Continue Lendo

Um racha no circuito ? 



Continue Lendo