Feijão prova seu valor no saibro. Estamos de olho…



João Feijão Souza tem muito ainda a melhorar no piso rápido como já descrevi. É ansioso, sobe em tempos errados à rede, abusa da agressividade e ainda peca um pouco na movimentação. É até normal, lhe falta experiência, jogar mais frequentemente nesta superfície.

Mas no saibro o tenista de 23 anos é completamente diferente e vem assimilando cada vez mais o jogar agressivo com a direita usando a paciência e o bom serviço para construir ótimos resultados. Filippo Volandri e Fernando Gonzalez já caminham para o fim de carreira, passaram dos 30, mas são jogadores ainda respeitados. O primeiro ainda figura no top 70 da ATP e o segundo ganhou quatro vezes em Viña del Mar, há pouco tempo estava entre os dez melhores do mundo e tem uma torcida que até desrespeita o oponente quando ele joga em casa.

Feijão marcará retorno ao grupo dos 100 melhores do mundo na próxima semana e sonha terminar a temporada entre os 60, 50 disputando as Olimpíadas em Londres (precisa estar ao redor dos 80 mais ou menos até junho). Para tal é importante construir mais vitórias sobre quem está neste grupo e seria uma ótima notícia superar o top 25 Juan Ignacio Chela nesta sexta-feira. Acrescentaria e muito em sua confiança para tais objetivos.

E Thomaz Bellucci ? Definitivamente era estranho ele levar uma surra de um qualifier 172 do mundo que ainda nada havia feito em ATPs. Horas depois, via assessoria de imprensa, a justificativa. Uma gastroenterite, diarreia. Uma pena que ela aconteceu justo no torneio que é o mais fraco da gira latinoamericana no saibro e pelo qual tinha chances claras de alcançar pelo menos a semifinal.

E a CBT ? Surgiu a denúncia da federação do Espírito Santo publicada pela FOLHA que o presidente Jorge Lacerda teria um caixa 2 e que estaria se perpetuando no cargo. Jorge negou as acusações e declarou que vai se reeleeger para o 3º mandato após pedidos da maioria das federações. Ele está no cargo desde 2005 e assim feito ficaria até 2017. A justificativa é de que os presidentes das federações o querem tocando os projetos até os Jogos Olímpicos (LEIA AQUI reportagem do Globoesporte.com sobre o caso)

Só fico triste com as seguidas mudanças de estatutos onde inicialmente não era previsto reeleição e agora se muda para ficar mais no cargo. Vamos ficar de olho, fiscalizando para não termos os mesmos problemas do antigo presidente Nelson Nastas. Mas por enquanro Jorge Lacerda vem fazendo um bom trabalho.



MaisRecentes

Zverev tem tudo, mas ainda falta muito. Estranho, não ? 



Continue Lendo

Nem sempre se pode ganhar todas



Continue Lendo

Djokovic a caminho de recordes



Continue Lendo