Perigo para Federer. A ansiedade que atrapalha



Duelo mais esperado das oitavas do Aberto da Austrália no momento será entre Roger Federer e Bernard Tomic que vai definir até onde este jovem menino de 19 anos vai poder chegar.

Com um tênis versátil ele tem todos os golpes e mostrou que o antes questionado físico está em dia. A parte mental também é cada dia melhor. Venceu jogos parelhos contra jogadores já experimentados e tie-breaks apertados. Na minha opinião Tomic ainda precisa ser um pouco menos muleque em certos momentos das partidas, menos displicente e sobre fundamentos, melhorar o segundo serviço.

O australiano a cada cresce, joga um tênis mais eficiente e ganha experiência. Logo se torna cada vez mais perigoso e Federer precisa abrir o olho. Na minha opinião ele tem tênis para ser top 10 em breve. Agora se vai ser um novo fenômeno como Federer, Nadal, Djokovic ou Murray, a partida do próximo domingo pode ser um divisor de águas.

Falando em Federer o que foi aquele fim de tie-break do primeiro set contra Karlovic. Contra estes grandalhões que sacam muito o improviso é bem-vindo e nisso Federer é mestre. O lob que ele deu no gigantão e depois o winner de devolução foram incríveis.

E Nadal continua firme. Pegou adversários não muito complicados, mas está jogando aquele tênis agressivo com revés longo e firme. A partir de agora começa seu teste e Feliciano Lopez é um ótimo desafio, em seguida pode piorar contra o agressivo Tomas Berdych. Vamos aguardar mais um pouco para avaliar a quantas anda o estilo mais ofensivo do espanhol.

A Ansiedade que Atrapalha Bellucci – Ontem o dia foi corrido, não pude escrever. Virando noites às vezes fica complicado de ajustar o sono. Mas a cada dia que passa fico com a convicção que vai demorar ainda bastante para Thomaz Bellucci eliminar o fator ansiedade de dentro de si. Ele começou muito bem contra Gael Monfils, explorando a esquerda do rival, aproveitando as chances e levando o oponente ao desgaste mental. Mas na hora de manter o foco e o sistema de jogo, fez duas, três bobagens, recolocou o oponente na partida e não conseguiu manter com constância aquele disciplina tática que teve no início do encontro. Bellucci já mostrou em Madri por exemplo que quando jogou disciplinado durante toda uma partida, controlou seus nervos, o resultado veio.

O misterioso psicólogo (Bellucci disse outrora que estava trabalhando com uma pessoa, mas não quis dizer quem era e nem sobre o trabalho) do brasileiro terá que trabalhar bastante neste aspecto pois a ansiedade é da pessoa Thomaz e que se insere constantemente no jogador ali dentro da quadra.

Curtinhas:

Após 39 anos os Estados Unidos não têm nenhum jogador nas oitavas na Austrália.  Eu diria que é uma entre-safra que uma escola passa, assim como vinha ocorrendo com o tênis australiano até o surgimento deste menino Tomic. Outro fator é a mudança do estilo de jogo. Hoje em dia se joga mais no fundo de quadra até mesmo no piso rápido. Os sacadores e voleadores perderam espaço e os americanos só agora estão dando carinho para basear seus tenistas com jogo mais de fundo ao construir mais quadras de saibro no país. O tenista mais completo, que joga melhor no fundo  é melhor desenvolvido na superfície lenta. O resultado está aí. O tênis americano tem bons valores, mas nada promissor, que possa vingar como um top 10, apenas os medalhões Roddick, Fish que estão em fim de carreira.

 



  • Tomic e Raonic deverão ser tops-10 em um futuro próximo. No máximo até o fim de 2013 acredito eu. O australiano vejo com ainda maior margem de evolução que o canadense. O Tomic jogou com o Murray recentemente em Brisbane, e até fez um bom jogo, mas esteve um pouco longe de bater de frente. A melhor partida que ele fez com os tops-4 até hoje foi em Wimbledon ano passado, frente o Djokovic. Mas ele está evoluindo a passos largos…ah, lembrei agora… já tirou um set do Federer na Davis ano passado na grama, quem sabe não apronta uma surpresa.

  • Rafael

    O backhando do Nadal está eficiente? Profundo? Os adversários quando foram no revés do Nadal ganharam todos os pontos. Erros atrás de erros. A sorte dele é que um backano Lopez é canhoto e tem um backhand horroroso. Qualquer top 10 com paciência é capaz de fazer um estrago naquele backhand. Quanto ao forehand, a raquete mais pesada está fazendo com que ele cometa vários erros. Isso fica claro na hora que o Nadal tenta mudar a direção da bola. Ele tá atrasando o ponto de contato e errando todas. O insede -out tb. A partir das quartas poderemos avaliar o “novo Nadal”. Até agora só pegou adversários inofensivos. Já o Federer terá mais dificuldades com Tomic e Del Potro.

    • Fabrizio Gallas

      Discordo. Óbvio que o forehand dele é melhor que o revés, mas se vocêw viu o ATP Finals e está acompanhando o Australian Open consegue notar a diferença enorme de confiança no revés dele. Nunca será melhor que o forehand, mas quando joga mais agressivo, forte, faz seu jogo ficar mais confiante mesmo que erre mais do que o outro lado.

  • Bruno

    Concordo cmo o Rafael. Ainda não dá para fazer nenhuma avaliação precisa sobre a versão Nadal-2012. Mas vendo alguns jogos consigo visualizar alguns problemas que o atormentaram no ano passado. E concordo com o que ele disse sobre o seu backhand, continua ineficaz, atrasado e desconfortável. Pode ser apenas questão de acostumar a ter um novo ponto de contato com a sua “nova” raquete mais pesada, mas não consigo concordar com o autor no que diz respeito ao seu backhand. O Nadal nunca apanhou tanto na vida como na final do USO/11 e depois de lá passei a verificar o quão desconfortável ele fica ao bater aquela bola. Preciso de muitos jogos do Nadal para ser convencido que houve melhoras naquele golpe. Por enquanto, ENF continuam comuns por lá e será por lá que todos tentarão seu ganha pão contra o tenista espanhol.

  • Altaisio Paim

    O jovem australiano é muito talentoso, mas Federer passa sem sustos. Eu creio. O Nadal só pegou moleza. Ainda não foi testado. O Bellucci é impressionante. Como o seu jogo muda repentinamente. Seu talento é indiscutível, mas tem que melhorar no quesito emocional.

  • Mauricio Chinemann

    Acompanho o Nadal há dois anos já e percebi que contra o Lacko seu saque estava muito mais eficiente do que é habitualmente, mas seu pior fundamento, na minha opinião, é a devolução de saque de backhand, suas bolas sempre ficam altas, sem peso e em 70% das vezes no meio da quadra, o que possibilita que seu oponente possa ganhar o ponto com mais facilidade. O Nadal ainda consegue ganhar alguns pontos desta forma porque corre demais e é um exímio passador e devolvedor de bolas, mas acredito que Nadal poderia ganhar muito mais jogos se melhorasse esse fundamento, principalmente contra Djokovic, que é um ótimo devolvedor de saques. Arrisco ainda a dizer que a devolução de saque do Nadal é a pior entre os tops 30. Qual a sua opinião Fabrizio?

  • José

    Concordo com vc Fabrizio o Nadal está jogando um tenis agressivo com o reves muito melhor do que aquele apresentado em 2011, acho que se continuar firme chega a semifinal, contra federer (esperamos)!

  • Felipe Gonçalves

    Deliciano Lopez, o verdadeiro namorado do Nadal (a Xisca é apenas um disfarce), jamais será um perigo para o atolador de cuecas, assim como o Almagro. Com o perdão do termo chulo, pode-se dizer que ambos já entram com o KY na mão quando pegam o Nadal.

  • Acho q nadal e federer chegam as semi. Se o federer jogar taticamente sem querer ganhar do seu jeito leva como fez no atp finals. Basta jogar no reves do nadal que ca entre nós ainda nao foi testado. Abraço a todos e se Deus quiser Federer campeão do Australian Open 2012!!!!

  • Neto

    O Tomic é bom jogador, junto com o Raonic e o Dolgopolov formam as promessas para um futuro próximo. Mas não o vejo vencendo o Federer nessa quadra agora. Na grama ele teria mais chances, poderia arriscar mais. Eu chuto um 3×0 tranquilo para o Federer.
    Tanto Tomic quanto o Dolgopolov têm um jogo imprevisível, mais agressivo, bonito de se ver, já o Raonic possui um estilo mais sólido.

    Nadal ainda não jogou contra ninguém e deve começar a jogar só na próxima fase.
    Não dá pra prever muita coisa nesse torneio, está bem aberto. Eu arriscaria dizer que os mais sólidos no momento são o Djoko e o Federer.

  • Elinho

    Como o nadal ganhou tudo com esse backhand?

MaisRecentes

Orlandinho Luz, mais um talento se perdendo ?



Continue Lendo

Zverev é mais que uma realidade. Federer deveria jogar Cincinnati ?



Continue Lendo

Qual o limite de Roger Federer ?



Continue Lendo