Pedidos para 2012



Papai Noel foi digamos um pouco generoso neste ano de 2011 comigo. Em meus pedidos ao fim de 2010 ele atendeu poucos. Thomaz Bellucci derrotando tenistas do top 10 – foram três -, alcançando um ótimo resultado em um Masters 1000, João Souza, o Feijão dando um salto e indo parar no top 100, apesar de ter terminado fora (104º).

Mas o bom velinho não foi capaz de trazer nosso melhor tenista pro top 20 e tampouco concretizar uma boa parceria entre Bellucci-Larri Passos assim como dar ao brasileiro um ótimo resultado em um Grand Slam, uma quartas de final pelo menos. Não se dá para ter tudo é claro, precisamos ficar satisfeito com o que ganhamos e lutar para mais conquistas no novo ano.

Por isso montei uma lista de desejos para a nova temporada que se inicia no dia 2 de janeiro. O primeiro deles é que Roger Federer mantenha o foco nos treinos neste finalzinho de 2011 e chegue babando para os torneios da Austrália em 2012 assim como Rafael Nadal recupere a ilusão perdida um pouco nos últimos meses. Ambos em boa forma e com gana podem voltar a ser protagonistas nos Grand slams. Que Nadal trabalhe bastante para achar uma solução, um jogo mais agressivo e um mental ainda mais forte contra Novak Djokovic. Veja bem, não quero que o espanhol ganhe todas dele, mas é feio perder todas as seis em um ano e todas em finais. E que o sérvio não olhe somente pelo bônus de US$ 1,6 milhão no bolso se sacrificando em torneios onde não deva jogar e chegue baleado onde realmente interessa. Que mantenha o bom nível de 2011. Que Andy Murray consiga jogar o seu melhor nos na hora H dos Majors.

Se todos estes pedidos forem realizados, sem dúvida 2012 será mais competitivo e com chances de quatro campeões diferentes nos principais eventos além de surgir uma nova e saudável disputa pelo topo da ATP. Não acho que seria sonhar muito…

No feminino, Petra Kvitova e Maria Sharapova fazem parte de meus votos para um 2012 de muita briga nas principais competições e nos Majors junto com a chegada de Serena Williams e a recuperação de Kim Clijsters. Caroline Wozniacki, torço bastante por ela, merece um Slam coitada, mas com este joguinho passador de bola vai ficar difícil até mesmo com a ajuda do Papai Noel. Precisa mudar característica.

No lado brasileiro minha maior esperança é em Bruno Soares. Novo parceiro e confiança do fim do ano passado podem o levar no mínimo ao top 15 e aos 8 melhores que jogam o ATP Finals. Este mineiro merece. E que Marcelo Melo tenha sucesso com seu novo parceiro assim como o bravo André Sá.

Sobre Bellucci, como já afirmei acima, o top 20 e as quartas de um Slam assim como mais vitórias sobre o top 10 seriam o ideal, mas ele tem potencial para almejar mais que isso. É torcer para que o novo técnico, Daniel Orsanic, saiba tirar o máximo dele. E que João Souza ganhe a maturidade para se firmar no top 100 e quem sabe ser top 50. Em 2011 ele viveu novas experiências, agora é colher frutos.



MaisRecentes

Djokovic está de volta!



Continue Lendo

Um racha no circuito ? 



Continue Lendo

Federer com muitos concorrentes para o All England Club



Continue Lendo