Entendendo a polêmica das bolas no tênis



Assistindo o vôlei feminino nos Jogos Pan-Americanos na pacata noite de sábado me surgiu a ideia sobre um post. As meninas reclamam da diferente bola que não é usada nos principais torneios mundiais. Como não acompanho 100% sobre o vôlei, não vou querer me meter no mérito deste esporte, mas usarei o gancho para falar um pouco do que ocorre no tênis.

Em nosso esporte são mais de 60 torneios do principal circuito da ATP e em todos eles há tipos de bolas diferentes (maiores, menores, com muita ou pouca pressão) com uma variedade enorme de fabricantes. Em primeiro lugar se prioriza aquele fabricante que oferecer o patrocínio. E o mesmo nem sempre agrada a gregos e troianos, sempre terá alguém para reclamar.

O que acontece são as giras que costumam utilizar as mesmas bolas. Ocorre isto na gira do US Open Series com a série de torneios nos Estados Unidos até o último Grand Slam do ano em Nova York e o mesmo com a série no saibro europeu até Roland Garros.

Duas polêmicas rondaram o esporte este ano. Roland Garros optou por mudar a bola, para uma mais rápida gerando muitos protestos visto que em todas as outras competições outro tipo foi usado. E agora nos torneios asiáticos aconteceu algo parecido com o principal torneio, em Xangai, China em relação às duas outras semanas. A diferença é a que a repercussão na Ásia foi menor visto que vários tops desprezaram ou não compareceram por problemas físicos. Mas Rafael Nadal e Andy Murray não esqueceram de dar aquela criticada.

A reclamação dos tenistas procede, é justa. Um mínimo de uniformidade tem que ser valorizado nas principais competições. Mas o que desejo atentar é que o tenista é um ser em constante adaptação. São de 20 até 30 em lugares diferentes, com fuso-horário e viagens desgastantes, tipos de superfícies distintas e bolas das mais variadas para se atuar.

Tudo isso influencia para que o tenista seja um ser especial e somente os grandes tenham aquela capacidade de ir bem sempre e o resto varie mais do que o torcedor deseje.



  • Cristiane

    Como fã do Nadal e acreditando sempre no seu caráter acho que ele não precisa de justificativas para não estar jogando bem e agora que leio o seu blog vejo que a sua crítica é justificável.
    Tem muitas coisas a serem mudadas no tênis e principalmente o calendário que aniquila os jogadores com lesões, cansaço e muitas outras coisas. Tem que rever isso, pois amo os jogos, mas amo mais os tenistas inteiros fazendo belíssimas jogadas e fisicamente bem tbm.
    Cris

  • Paulo Filho

    Concordo com o que vc disse, Fabrizio. É o cúmulo os tenistas já terem que se adaptar a tanta coisa e o principal material do jogo (a bola) não ter o mínimo de padrão.

    Nada contra os fabricantes e patrocinadores, inclusive é por conta deles que o tênis está cada vez mais caindo no gosto de todos, mas a ATP podia impor regras sobre tamanho, peso, material e pressão nas bolas. Somente desse jeito teríamos um jogo mais uniforme.

    No futebol durante um torneio grande as bola ficam mudando de especificação? É claro que não, então pq que no tênis tem que ser diferente?

  • jfk

    Bom dia. As bolas utilizadas no tênis, tênis de mesa, voleibol, futebol, etc seguem as especificações das federações internacionais que regem cada um deles. Assim, um torneio somente utilizará as bolas de um fabricante se essas estiverem de acordo com as especificações. Atualmente com a evolução das raquetes e cordas, reclamar das bolas é mera perda de tempo. Aliás, todas as bolas atualmente usadas em nível de competição são de altíssima qualidade, e além disso são trocadas várias vezes durante a partida por bolas novas. No clube onde jogo, o pessoal abre um tubo de bola a cada 3 meses!!! Eu, ao contrário, prefiro usar bolas novas a cada 3 vezes que jogo no saibro e a cada 2 vezes em quadra dura. De maneira geral, os que reclamam são os que perdem as partidas. Alguém ou algo sempre deve ser o culpado pelas suas derrotas. Fiquem espertos!

    • Fabrizio Gallas

      JFK,

      O problema é que todos os 10 15 fabricantes de bolas no tênis são regulamentados. Acredita são vários. Só uma listinha pra você. Babolat, Wilson, Penn, Slazager (esses fabricantes para cada Slam), tem ainda a HEAD, Dunlop entre outras.

  • Felipe Gonçalves

    O Nadal reclamou das bolas porque perdeu – como, aliás, sempre faz (inesquecível aquela história da picada de abelha contra o Clement em Marselha-2006).

    A troca de bolas pode incomodar, mas a maioria dos domingueiros (eu, incusive), joga com bolas diferentes, tanto de marca como de tempo de uso. E não ficam reclamando disso porque seria muita chatice. Se não quiser jogar com bolas muito diferentes, compre várias novas toda semana se tiver dinheiro. Mas, se jogar, não reclame e, se perder, não dê esse tipo de desculpa.

  • Pesquisando sobre o assunto, gostei do seu texto e publiquei no nosso site com os créditos para seu nome. Espero que não tenha nada contra em divulgar suas idéias. O tema foi bem pertinente ao que acontece no ATP nesta semana, principalmente a frase “somente os grandes tenham aquela capacidade de ir bem sempre”…que acho muito apropriada a desistência do Bellucci.

MaisRecentes

Federer o franco favorito em Londres. Pouco a se tirar do Next Gen Finals



Continue Lendo

Quanto Nadal está disposto a arriscar por Londres ?



Continue Lendo

Quem é o melhor do ano ? Federer ou Nadal ?



Continue Lendo