Safin, o dia-a-dia da estrela explosiva



A Rússia é que está em ação, mas o mais badalado da equipe não é o ex-top 10 Mikhail Youzhny, herói do título de 2002, e sim Marat Safin, dono de dois Grand slams (US Open 2000 e Australian Open 2005).

O ídolo mundial e delírio para a mulherada é parado a todo momento para fotos na Academia de Tênis de Kazan e também no hotel dos jogadores. O que ele está fazendo por aqui ? Eu diria que curtindo bastante e ajudando o time russo. Safin é vice-presidente da Federação local de Tênis e treina com os jogadores, dá instruções, é um braço-direito do capitão Shamil Tarpischev.

Por não jogar mais profissionalmente, o russo não é mais cobrado por suas noitadas e por isso não economiza – saiu praticamente todos os dias. Além da tradicional vodka, não esconde o gosto pelo whyski.

A postura, modo de andar, mostram um semblante de marra. E o temperamento explosivo dentro da quadra se transfere para fora delas. Gosta de estar no controle de tudo e não economiza no “esporro” quando os recepcionistas e garçons fazem cagada.

Foi difícil falar com o homem. Marat Safin também não é dos caras mais acessíveis pra uma entrevista. Ele não curte muito a imprensa, encheu o saco durante a carreira para falar a verdade. Mas quando fala, bota a boca no trombone, não quer saber de ‘diplomacia’.

As tentativas já vieram do Brasil para marcar o longo bate-papo de 15 minutos (ter esse tempo com uma figura que foi ex-número 1 do mundo é uma raridade), depois foi necessária muita insistência aqui na Rússia, correr atrás do cara mesmo. Mesmo com a ajuda do assessor, o próprio Safin remarcou a entrevista duas vezes até me receber no sofá da entrada do vestiário das equipes para um ótimo bate-papo.

Mostrou ser aquele cara sincero, relaxado, respeitoso e também um pouco mais simpático do que esperava. A conversa você pode ver no Diário LANCE! de hoje ou então neste link no site Tênis News (Leia a Entrevista!)

Perna de pau no futebol – O time russo vez ou outra gosta de jogar futebol nas quadras de treino aqui (são oito cobertas, quatro disponíveis para o confronto). Quem é que comanda ? Safin. É um zagueirão alto que chuta com as duas pernas, mas fica longe da qualidade apresentada no tênis. Igor Andreev joga melhor do que ele e Tarpischev, que comanda também o time russo da Fed Cup, não consegue nem correr coitado, a idade pesa.



MaisRecentes

Qual o limite de Roger Federer ?



Continue Lendo

Cilic e a missão (quase) impossível contra Federer



Continue Lendo

O verdadeiro Dia Mundial do Tênis



Continue Lendo