Bellucci desabrocha em Copa Davis e dá esperanças ao Brasil



Demorou, mas finalmente Thomaz Bellucci teve aquela atuação de alto nível que estava faltando em uma Copa Davis e resgatou o bom tênis que estava meio esquecido nos últimos meses.

Mikhail Youzhny também não deu chances a Ricardo Mello e dominou o brasileiro. Mas o brazuca poderia ter jogado melhor, errado menos e complicado mais pro rival caso aproveitasse alguns breaks que teve. Ricardinho ficou meio perdido e tentou subir à rede com bolas não tão fundas e daí quase sempre levou a pior. Buscou uma alternativa, ponto positivo, mas esse estilo é incomum pra ele.

Como disse ontem estou otimista para chegar com o 2 a 1 no domingo. Nossa dupla tem mais de consistência de resultados do que a rival e gosta do piso rápido. E concretizando a vantagem a tendência é que Bellucci jogue igualmente solto contra Youzhny, o que seria fundamental pois o número 1 do time da casa não tem um estilo que agrade muito o brasileiro. Ele varia, dá slices, acelera, cadencia.

Outro ponto positivo. A tática do capitão russo de cansar Bellucci com Andreev foi pro espaço. Pontos mais longos foram jogados, mas Thomaz fez seu papel corretamente e não desgastou-se, chegará em condições plenas para decidir ou então dar o empate. Tomara que decida. Estou com boa sensação.



MaisRecentes

Djokovic a caminho de recordes



Continue Lendo

Indomável, Djokovic agora postula ida ao Nº 1. Brasil tem por quem torcer



Continue Lendo

Del Potro pisa mais forte que Nadal no US Open. NextGen ainda não embala



Continue Lendo