Federer sem finalização. Será que agora vai Nadal ?



Roger Federer mostrou neste sábado que tem muita lenha para queimar, tem muitos anos mais de bom tênis no circuito e que ainda pode brigar para vencer os Grand Slams que é seu objetivo no circuito. Fez (quase) tudo certo. Só faltou finalizar. E contra tenistas como Djokovic e Nadal, o ponto final se torna ainda mais crucial.

Esta capacidade de finalização está sendo uma pedra no sapato pro suíço. Ele não define mais os jogos com tanta naturalidade como fazia até uns dois, três anos atrás. Os rivais estão cada vez mais fortes e encontrando formas de desafiá-lo, principalmente o grupo do top 4, e à medida que passa o tempo pouco a pouco as derrotas vão minando a confiança de Roger.

Por incrível que pareça a situação de 2010 se repetiu. Só mudou o contexto. Federer abriu 2 sets a 0 (em 2010 fez 1 a 0 , depois 2 a 1 e sacou pro jogo com dois match-points) jogando um tênis de primeira qualidade, mas seu serviço escapou e sua confiança também. Quando conseguiu melhoeres saques no início do 5º set resgatou a confiança. Mas após sofrer a quebra desmoronou e não teve mais forças.

Não podemos deixar de lado o fator sorte. Este ano ele não está do lado de Federer e está sobrando pro sérvio. A fita amiga de Djokovic, que o ajudou tanto com mais ênfase nos torneios do saibro este ano, voltou a aparecer justo no match-point contra.

Certamente Federer ficará algumas noites sem dormir depois dessa queda, mas é levantar a cabeça e seguir trabalhando duro para seguir na luta.

O que não gostei foi mais uma vez Federer dando pouquíssimo crédito para Djokovic numa virada que foi espetacular. O suíço se recriminou em 90% de suas palavras e usou poucos elogios ao sérvio. O sérvio mudou o jogo de uma maneira incrível a partir do terceiro set e foi corajoso quando esteve nas cordas.

Agora temos que ver o outro lado. Federer estava muito bravo por ter deixado esta chance escapar e mostra que estava muito afim de ganhar o torneio. Nas derrotas recentes se mostrou conformado demais, aceitando fácil as quedas.

Nadal x Djokovic na final – 6ª final que teremos Nadal x Djokovic. Será que dessa vez dá pro espanhol ? Eu diria que tem boa chance de jogar o tênis agressivo com saque forte que mostrou por certos momentos contra Andy Murray. Mas precisa ser mais consistente neste aspecto e jogar ainda mais dentro da quadra para evitar que o sérvio comande o ponto e explore seu backhand.
O terceiro set de Nadal contra Murray foi ruim e se aparecer aquele joguinho ele vai amargar outro vice-campeonato.

Não diria que Djokovic fez um torneio excepcional, mas ganhou uma baita confiança com a vitória de hoje. Enquanto que Nadal foi crescendo jogo a jogo e está com um tênis de alto nível. Tem tudo para ser outro jogo memorável.

Certamente vocês vão pedir o meu palpite. A vantagem mental do 5 a 0 sobre o espanhol costuma fazer a diferença e por isso vou de Djokovic. E você caro leitor, em quem aposta ?

Curtinhas:

Terceira semi seguida de Slam que Murray para em Nadal. O britânico não consegue jogar agressivo com consistência como fez naquele Australian Open de 2010. Está faltando uma mudança de atitude, pra ser mais ofensivo quase sempre. Ele já mostrou que pode fazer isso, mas quase sempre esquece nas horas decisivas dos Slams. Uma pena. Assim seu 1º Major nunca virá. Somente se algum dos top 3 não estiver por lá. Difícil.



MaisRecentes

Djokovic, o mais completo de todos ?



Continue Lendo

51 vezes Nadal. Uma boa ideia



Continue Lendo

Djokovic está de volta!



Continue Lendo