Psicólogo urgente para Bellucci. Federer irregular



Já não é a primeira, nem segunda, nem terceira vez. Está mais do que claro o motivo principal pelo qual Thomaz Bellucci não ter entrado ainda no top 20 e ter conseguido executar todo seu potencial em poucas ocasiões. Ficou visível, no US Open, estampado que a cabeça do nosso número 1 é frágil.

Tomar uma virada vencendo por 2 sets a 0 é frustrante, amargo. Mas acontece. O que é lamentável e não deveria nunca acontecer é a atitude de derrotado do brasileiro que abaixou a cabeça muito cedo, brigou com o juiz, não soube se controlar com a barulheira da torcida e saiu do jogo levando um pneu.

Coincidência ou não, aconteceu algo parecido em Los Angeles. Bellucci vencendo fácil com quebra acima contra Alex Bogomolov e leva a virada com um 6/1 na etapa final.

O que nos resta sempre é torcer por dias melhores, pois essa temporada no piso rápido do brasileiro acabou sendo desastrosa. Um puxão de orelhas enorme de Larri Passos seria bem-vindo, mas além disso fica mais latente que é necessária uma ajuda psicológica. Não custa nada tentar …

Roger Federer fez uma estreia irregular apesar de ter passado em sets diretos. Eu diria até kamikaze. Uma agressividade que faz parte de seu jogo, mas por certas vezes afobada que o levou a muitos erros e bobeadas que lhe custaram mais trabalho do que deveria ter nas duas primeiras etapas.

É um sinal que aquele Federer dos últimos torneios está mantido e, continuando assim, fatalmente não irá aguentar um tenista de maior qualidade e com um jogo sólido e mais paciente.

A esperança pro seu torcedor é que em um Grand Slam é longo, dá tempo de recuperação e o suíço tende a evoluir. Caso contrário não ficaria surpreso se parasse até as quartas.



MaisRecentes

51 vezes Nadal. Uma boa ideia



Continue Lendo

Djokovic está de volta!



Continue Lendo

Um racha no circuito ? 



Continue Lendo