Azedou pro Belucci. Nadal e Nole com vidas mais tranquilas



E não que os dois principais favoritos ao título do US Open pegaram dois adversários mais fáceis na estreia ? Novak Djokovic enfrenta um qualifier, muito provavelmente alguém fora do top 100, e Rafael Nadal Andrey Golubev, tenista com 19 derrotas nos últimos 20 jogos.

Pra quem não viu, na semana passada reproduzi no Blog um estudo da ESPN constatando que o US Open poderia manipular o sorteio da chave. Leia Aqui!

Para completar pela quinta vez seguida nos torneios da ATP temos Federer x Djokovic e Nadal x Murray no emparelhamento das semis. Já está ficando tão batido que metade do meu texto fica semi-pronto antes do sorteio começar. Os tenistas caíram no mesmo lado em Roland Garros, Wimbledon, Cincinnati, Montreal e agora no US Open.

Mas deixando isso de lado vamos ao que mais interessa. Bellucci x Federer numa bem provável segunda rodada. O brasileiro tem o israelense Dudi Sela, que não vem em boa fase, na primeira rodada enquanto que Roger possui Santiago Giraldo. Mais detalhes sobre este jogo darei em outro post se ele realmente for acontecer, mas se rolar, vai ser muito duro para o brasileiro ainda mais na superfície rápida.

Mas fato é que Bellucci, eu diria, cavou a própria cova com as vaciladas na temporada americana no piso rápido. Sem ser cabeça de chave ele entrou solto e poderia pegar um destes gigantes até mesmo na primeira rodada.

Falando dos grandes. Djokovic pode ter um Davydenko na terceira rodada e Nadal um Nalbandian. Motivo para preocupação, mas nem tanta visto que estes seguem em má fase. Estes dois tem caminhos relativamente mais fáceis. Nadal por exemplo vê Jurgen Melzer e Mikhail Youzhny como potenciais rivais de oitavas e Roddick, Ferrer nas quartas, todos que não empolgaram ultimamente.

As partes mais indigestas s]ao a do Federer e Murray. O suíço tem duelo contra o Tomic ou o Cilic na terceira rodada, nas quartas tem Tsonga ou Fish como mais perigosos. Murray pode pegar um Lopez na terceira, em seguida um Wawrinka nas oitavas e Del Potro nas quartas. Não sei como estão as condições de Robin Soderling já que ele não apareceu no verão americano por conta de lesão. Se estiver confiante, aí é outro concorrente de peso.

Curtinhas:

Os americanos chegaram a cogitar a hipótese de colocar os cabeças de chave em sistema semelhante ao de Wimbledon, por desempenho nos torneios do piso rápido. Algo que não concordo. Tudo questão de patriotagem para ajudar Serena Williams. Duvido que sequer ventilariam algo se fosse tenista de outra nacionalidade.

O sistema de cabeças por ranking é o mais justo. As outras pré-classificadas não tem culpa que Serena ficou um ano parada, a maior parte do tempo pela estranha lesão do corte no pé, e logo não deveriam ser deslocada para favorecer a dona da casa.

Lado bom é que teremos provavelmente um Serena x Azarenka na terceira rodada. Tanto no masculino quanto no feminino as primeiras fases costumavam ser remotas. Isto dá a possibilidade de um movimento e bons jogos logo cedo. Afinal, Venus Williams já pode pegar a semi de Wimbledon, Sabine Lisicki na segunda rodada.



  • mauricio weiss

    Eu achei que o Bellucci teve sorte mesmo de não pegar nenhum top na 1a rodada, ainda pegou um bem fraquinho. Fabrizio, ele chegou até a 2a ano passado né? Se for assim e ganhar pelo menos não perde pontos. Sem contar que teremos um jogão pra assistir.

  • Marcio

    Não se preocupe em fazer simulações de Federar para terceira rodada, oitavas ou quartas de final, pois o suiço este ano cairá na segunda rodada diante de THOMMAZ BELLUCCI!!!!

    • Fabrizio Gallas

      Opa, será ? ehehehe

    • Raul

      Confesso que se isso acontecer, digam a todos os parentes e amigos que os amam, depois façam tudo que gostariam de ter feito e não o fizeram, pois se o Bellucci ganhar do melhor tenista de todos os tempos, será o final do mundo.

      • Fabrizio Gallas

        Dizem que o fim do mundo é em 2012

        • Raul

          Muito boa Fabrizio, kkkkk. Podemos propor o seguinte então: talvez se o Bellucci jogar com o Federer todos os dias até dezembro de 2012, “talvez” ele consiga vencer apenas uma vez, e assim as previsões do fim do mundo estarão corretas. O que acha ?

          • Fabrizio Gallas

            Em dez de 2012 ele teria muitas chances hahaha. Brincadeira

  • Paulo Filho

    Fabrizio, concordo quando vc diz que esse emparelhamento é no mínimo suspeito, e pra apagar a fogueira com gasolina, eu digo isso porque o que realmente dá dinheiro hoje quando o assunto é tênis são as partidas de Federer x Nadal. Ridículo! Hoje o número 1 é outro, e a culpa de ele não fazer tanto sucesso é exatamente da mídia e dos torneios mercenários que certamente manipulam o sorteio, ainda mais quando o assunto é o US Open, o torneio de tênis mais mercenário do mundo! Como eles fazem isso eu não sei, mas é realmente muito triste. Falando em números, a possibilidade de o mesmo emparelhamento dos 4 primeiros acontecer 5 vezes seguidas é de 1 em 32, ou seja, cerca de 3%!!!!!!!!! Dá pra acreditar que não tem mutreta? Difícil, muito difícil… Não estou querendo agourar nenhum dos tenistas, mas seria muito bom pra organização que os 4 primeiros fossem derrotados nas primeiras rodadas, só pra eles largarem a mão…

    Em relação ao Bellucci, ele tem que entender que ser só jogador de saibro não rola. Saibro somente na gira européia, o resto do ano tem que ser quadra rápida (exceto no período de Wimbledon). Torneios menores como o Brasil Open, Santiago, Acapulco não trazem retorno! Nessa época tem que jogar em Doha, Roterdã, Dubai… enfim, qualquer torneio que seja preparatório para os Masters americanos do início do ano, que o Bellucci nunca foi bem. E quando estiver treinando aqui no Brasil, tem que ser em quadra dura! O mesmo eu digo para o Feijão, que finalmente está com ranking pra entrar direto nos torneios mais importantes. Acorda Larri e Pardal!

    Voltando para a ladainha do US Open, dá pra acreditar na imparcialidade de um torneio que cogita mudar uma regra de décadas só pra favorecer a queridinha??? PELAMORDEDEUS!!!!! Gosto muito dela, e queria saber a opinião dela sobre isso. Tenho certeza que ela dirá que isso não faz o menor sentido e que se sentiria humilhada se isso realmente acontecesse. Ela é outra que deveria levar uma chapuletada logo nas primeiras rodadas só pra jogar as $$ do torneio lá no buraco. Já não teremos a Clijters, então só mesmo as Williams e a Sharapova pra alavancar algum bom resultado financeiro para o torneio, e eu acho que a loira vai levar esse ano. Tendo esse cenário, vou torcer demais para a Victoria “gritinhos” Azarenka varrer a Serena do mapa, mas não pelas tenistas, porque as duas são fantásticas, mas sim pela organização mais uma vez.

    #TaVirandoPiada

    Fabrizio, muito bom o seu post!

  • sandra arbex

    Todos os grands slams desse ano, quando o Nadal era primeiro cabeça de chave o Nole o segundo, o Federer terceiro e o Murry o quarto, na hora do sorteio sempre saia no cruzamento o numero dois com o tres ou seja Nole e Federer e Nadal com Murry. Porque só nesse agora que o Nole esta como numero 1 resolveram inverter?
    É sorteio? Ou dá mais grana uma final entre Federer e Nadal?
    Seria possivel voce dar uma resposta plausível, independentemente para que vai a vai a sua torcida?
    Grata,
    Sandra

    • Rodrigo Alvez

      Sandra,

      É sorteio. A única coisa certa é o rank 1 de um lado e o 2 do outro. O resto é sorteio. Bom, é o que a ATP diz né ?

      Pq nos ultimos 16 Grand Slams 14 vezes foi Federer x Nole…

  • Felipe Gonçalves

    Nos últimos 16 Grand Slams, o Djokovic estava na chave do Federer em 14, ou 87,5% do total. A exceção foram duas vezes em Roland Garros. Dá pra confiar nesses sorteios?

  • Joao Alves

    Alguem ainda tem dúvidas de que há trabalho de bastidores nos grand slans??
    Eu alertei disso aqui em 2010 quando começaram a ajudar o Nadal.
    O Toni Nadal é o que melhor faz esse trabalho, tem contatos fortes dentro da ATP, sendo um deles espanhol.

    Bom, mas o que importa mesmo é o título né? Deixa o Nadal remar e morrer na praia, pois acredito que o Djokovic deve chegar novamente às finais e o espanhol para por ali mesmo, será até mais engraçado heheheheh…..Resta saber também como o espanhol irá jogar a semi contra o Murray, pois o psicológico dele estará no Djokovic já pensando na final, podendo ai o britânico se não amarelar, derrubar o espanhol na semi mesmo. Mas do Murray nunca espero grande coisa, vamos esperar que dessa vez seja diferente.

    Já o suíço deve partir nas quartas. Essa é minha opinião.

  • Mani

    Bom, pelo menos o Bellucci vai poder falar ao fim de sua carreira que ele teve a oportunidade de jogar contra o Federer..rsrs

    Mas pra falar a verdade, o Bellucci não passaria da segunda rodada, mesmo… em Grand Slam de quadra dura ele perde para Jan Hernych’s da vida e vamo que vamo…. (a propósito, eu vi o Hernych jogar o quali de Stuttgart esse ano, perdeu na segunda rodada para o irlandês Louk Sorensen, do qual eu nunca tinha ouvido falar antes, e olha que eu já ouvi falar de muitos nomes por aí, por duplo 6-2… esse é o nível do Bellucci em quadras rápidas).

    Quanto ao sorteio, concordo com vcs Fabrizio, Paulo e João… deu no que todo mundo sabia que ia dar, Djokovic e Federer de um lado, Nadal e Murray do outro. Como eu disse antes há algumas semanas atrás, o US Open ainda precisa de uma final entre Federer e Nadal, e o Federer está ficando velho, então enquanto o Federer estiver jogando, ele e o Nadal vão sempre estar em lados opostos da chave no US Open.

    Acho que é melhor aceitar isso como fato do que se irritar toda vez por causa disso…. ainda mais porque não vai dar certo mesmo, se o Fish ou o Tsonga chegarem às quartas, ambos irão passar pelo Federer, a não ser que o que tiver nas quartas chegue muuuuuito desgastado do jogo anterior. E o Nadal, do jeito que vem jogando, é até capaz de perder para um das dúzias de freguezes que estão na sua chave.

  • Ceará

    o Federer não está mais conseguindo manter o alto nível de algum tempo atrás, por isso acredito que não há melhor oportunidade para o Bellucci derrotalo do que essa, mas, mesmo assim a chance será muito pequena, pelo nível que o brasileiro vem atuando em quadras rápidas, mas, se o brasileiro conseguisse esse feito talvez engrenasse de vez na carreira com a confiança que iria lá para cima! Torço também pelo Feijão e Rogerinho, que eles obtenham êxito na fase qualificatória e tenham sorte de pegarem boas chaves também, ah ia esquecendo do melo, espero q ele se recupere e retorne ao top 100! Também torço para que a zebra apareça muito no torneio hehehe principalmente se as zebras forem do Brasil! Para cima deles Bellucci

  • Celso

    Fabrizio, fico feliz que, após o sorteio das chaves, seja possível um confronto entre Federer e Nadal na final do US OPEN, pois, se isto acontecer este confronto completará o Carrer Slam, considerando que só falta este grand slam para haver um confronto entre eles. Gostaria de saber se já houve na história do tênis alguma rivalidade (confronto) que tenha acontecido em todas as finais de grand slam, não só no masculino, mas também no feminino.

  • azedou e muito fabrizio quando ele fez semi final em madri muito entitularam que o guga renasceu que nunca foi verdade mas como vc disse ele ta pagando um alto preço pelas bobeadas na temporada mas so nos resta esperar se a logica prevalecer teremos um dkovic e quem na final o que vc acha ,mas claro quando existe um genio chamado roger federer tudo pode acontecer

    • Fabrizio Gallas

      Joelson,

      Um Federer confiante pode desafiar o Djokovic. É importante ele passar bem pelas rodadas iniciais para tal. Ele joga bem no US Open.

  • Suellen Clemente

    Pois é, não é mais nenhuma novidade o Nadal enfrentar o Murray e o Djokovic enfrentar o Federer nas semis, o estranho é que isso sempre acontece no Us Open. É muito estranho e deveria ser investigado, pois um torneio como esse não poderia ficar manchado por manipulação no sorteio.
    Muito bom o post Fabrízio, parabéns.

MaisRecentes

Um novo patamar para o Next Gen



Continue Lendo

Touro afia as garras para Roland Garros



Continue Lendo

Maior de todos no saibro, Nadal já pode almejar liderança na temporada



Continue Lendo