Alerta Laranja para Federer e Nadal



Segundo Masters 1000 seguido que Roger Federer e Rafael Nadal decepcionam e sequer alcançam a fase semifinal. Seria leviano afirmar que Era deles terminou de vez. Não se pode contestar sobre a capacidade de recuperação destes dois ídolos.

Mas aquele Alerta de perigo – de mais decepções – subiu de nível e ficará no Vermelho, ou seja, no máximo, para o US Open, se eles não evouírem nos dez dias que tem até o início de Nova York.

Federer continua oscilando muito nas apresentações. Vai muito bem em um jogo. No dia seguinte entra errando tudo, jogando um tênis apressado, impaciente e acaba se perdendo e beira à apatia. Hoje foi mais ou menos assim. Berdych colheu as sementes da confiança com seu bom serviço e contribuição do suíço.

Não me surpreendi com a queda de Nadal. Desde o início do torneio esteve descalibrado e sem ímpeto ofensivo. Pegou um rival super consistente, confiante e que fechava a porta no saque.

Fez apenas um winner no primeiro set e terminou o jogo com 10, praticamente um terço do rival. Muito pouco para quem quer algo numa quadra rápida, ainda mais essa de Cincinnati (Nadal procura até agora uma maneira de jogar o torneio pelo qual nunca atingiu uma final. É seu carma nos Masters 1000).

A esperança é que Nadal repita o que fez em 2010. Mudou da água pro vinho em Nova York jogando um tênis muito ofensivo e com um saque potente. Mas reitero que a situação era diferente. Nadal era o número 1 do mundo, não tinha nenhum tenista assombrando a si, como ocorre hoje.

Enquanto isso, a Sérvia ri à toa. Djokovic mais uma vez não foi brilhante, mas venceu e caminha a passos largos para a décima final do ano. Já vislumbra ganhar o sexto Masters 1000 e igualar Andre Agassi como único a vencer 7 Masters diferentes. Afinal, não tem seus principais concorrentes pelo caminho. De novo.

Meu palpite para a final é a repetição de Montreal. Murray vai ter que sacar melhor e jogar mais agressivo para derrotar Mardy Fish. É bom que se lembre. O escocês perdeu as três últimas pro americano.

Kim Clijsters desistiu do US Open. A belga não sai do estaleiro desde que venceu o Australian Open. Algupem fez uma reza braba contra ela ou está se cuidando mal mesmo. Se for o segundo caso a aposentadoria definitiva está por vir. Seria uma pena…



MaisRecentes

Zverev tem tudo, mas ainda falta muito. Estranho, não ? 



Continue Lendo

Nem sempre se pode ganhar todas



Continue Lendo

Djokovic a caminho de recordes



Continue Lendo