Federer com fome é outra história



Fica claro, a cada partida de Roger Federer, que quando ele tem uma baita motivação para determinado jogo ou campeonato, seu melhor tênis aparece. Mesmo tendopraticamente tudo, 16 Grand Slams, em todas as superfícies, há certos tipos de confrontos e até mesmo alguns eventos que ele não querdeixar escapar. E é por isso que acredito que ele tenha vida longa no circuito.

Na semifinal de Roland Garros contra o até então imbatível Novak Djokovic foi assim e ontem contra Juan Martin Del Potro foi igual. Contra o argentino eram duas derrotas seguidas e uma final de US Open em 2009 perdendo em cinco sets que ficou entalada em sua garganta.

Não acredito que tenha faltado motivação para bater Jo-Wilfried Tsonga em Montreal por exemplo. O que ocorreu no Canadá é que Federer foi teimoso ao explorar o melhor golpe do oponente, a direita, não soube aproveitar suas chances no primeiro set e o adversário estava muito bem. E em Wimbledon houve um pouco de falta de atenção após abrir 2 sets a 0.

Acontece que hoje em dia Roger não é mais aquela figura de 2005, 2006 e 2007 quando os oponentes já entravam derrotados, algo que está ocorrendo com Novak Djokovic hoje. Por isso, contra jogadores bons entre os 15, 20 melhores, ele precisa manter certa atenção, motivação e procurar ser eficiente também no jogo tático, algo que nem sempre acontece.

Cincinnati tem uma quadra bem rápida que favorece o jogo agressivo do suíço. São quatro títulos por lá, um bicampeonato a defender. Com certeza Roger se sente em casa em Ohio e sem dúvida não vai baixar a atenção para fazer a esperada semi contra Djokovic.

Curtinhas:

Federer ontem foi sublime. Mas vejo que está faltando um pouco de movimentação para Delpo. Chegou atrasado em algumas bolas e cometeu muitos erros. Ainda não conseguiu um baita resultado na temporada de verão no piso rápido nos Estados Unidos com fez no início do ano.

E quem vai parar Serena Williams ? São 12 vitórias seguidas na superfície e segue em busca do terceiro caneco seguido.



MaisRecentes

51 vezes Nadal. Uma boa ideia



Continue Lendo

Djokovic está de volta!



Continue Lendo

Um racha no circuito ? 



Continue Lendo