Nadal e Murray na corda bamba



E quem diria hein ? Quanta zebra logo nas rodadas iniciais de Montreal. Rafael Nadal e Andy Murray fora. Dois dos favoritos absolutos para chegar pelo menos à semi.

A queda de Murray melancólica, mostrando uma apatia irritante assim como havia feito em Miami/Indian Wells este ano. Por essas quedas e mais a não confirmação como um ganhador nos Slams é que ele não briga mais com os top 3.

A derrota de Nadal é a típica queda de alguém que estava sem ritmo (quatro semanas sem atuar, preparação prejudicada por conta da lesão no pé) e pega um rival sacador e joga nos riscos na primeira rodada. Mas acrescento o principal, Nadal se mostrou mentalmente abalado, situação que não é inédita para ele em 2011. Coloque isto na conta de Novak Djokovic.

Rafa mostrou tudo aquilo que vinha desempenhando nas primeiras rodadas de Roland Garros. Ou você não lembra que nas três, quatro primeiras rodadas ele jogou um tênis de péssima qualidade ?Vinha de porradas seguidas para Djokovic e jogava bem mal se complicando seguidamente em Paris, mas conseguia vencer, até encaixar seu melhor tênis e deslanchar contra Robin Soderling.
Mas infelizmente, para Nadal, Montreal é no piso rápido.

O que fica de ruim para Nadal e Murray ? A pressão por ir bem em Cincinnati, um torneio que é até pior para o espanhol por conta da velocidade maior da superfície. Se a vaca for pro brejo cedo para eles por lá aí a confiança chega baixa para o US Open. Pior para o natural de Manacor, que defende o título.

Até o fim do dia publico meu texto sobre Thomaz Bellucci.

Curtinhas:

Nadal não perdia na estreia de um torneio eliminatório, sem contar o ATP Finals, desde Roma 2008 quando caiu para Juan Carlos Ferrero.

A chave de baixo tem Tomas Berdych e Mardy Fish como principais ranqueados. Chance para os digamos mais modestos…



MaisRecentes

Djokovic está de volta!



Continue Lendo

Um racha no circuito ? 



Continue Lendo

Federer com muitos concorrentes para o All England Club



Continue Lendo