A má performance de Bellucci no piso rápido



Perder para Richard Gasquet não é de todo ruim. O que não é legal é ver que Thomaz Bellucci mais uma vez teve uma atuação abaixo do esperado, como o mesmo diz em comunicado enviado por sua assessoria de imprensa, assim como ocorreu diante de Alex Bogomolov Jr. em Los Angeles e nos dois sets finais diante de Marcos Baghdatis em Washington.

Foram três torneios no verão americano sobre o piso rápido e aquela ideia de chegar com mais confiança para o US Open por enquanto não surtem tanto efeito para o número 1 do Brasil, salve uma boa campanha na semana que vem em Cincinnati. Pelo menos com algum ritmo ele chegará a Nova York.

Mas o que desejo chamar a atenção é a má produção de Thomaz Bellucci no piso rápido. Volto a frisar. Não é nenhuma torcida contra. Sempre quero e torço pelos resultados positivos do tênis nacional.

Bellucci não conseguiu vencer mais do que dois jogos sobre a superfície em 2011. Foram sete torneios e somente no primeiro, em Auckland (Nova Zelândia) venceu duas partidas (em Los Angeles saiu de bye na estreia). No ano passado foram 13 eventos disputados e apenas duas vezes Bellucci ganhou duas partidas, em Miami (parou nas 8ªs) e Brisbane (caiu nas 4ªs).

Sua melhor campanha até aqui foi em outubro de 2009 quando fez semifinal no piso rápido e coberto de Estocolmo (venceu três partidas). Na temporada ainda jogava qualies de torneios, mas não vou contar essa fase.

Já destaquei, em outros posts, quais os motivos técnicos que levam Bellucci a não ter a mesma produção nesta superfície se comparado com o saibro. A bola anda mais rápida e baixa e Thomaz é um tenista alto, com golpes amplos e logo seu tempo de reação é menor para executá-los, assim como faltam golpes de variação como slices e idas à rede.

O que não pode é Thomaz não usar uma de suas maiores armas com eficiência: o serviço. Perder sets de 6/1 para Bogomolov, Gasquet e 6/2 para Baghdatis cometendo uma série de duplas-faltas dizem por si só.

Fazer de Bellucci um tenista mais competitivo e eficiente no piso rápido é um desafio para Larri Passos e por isso a escolha dos Estados Unidos ao invés da pequena gira no saibro europeu. Afinal, é neste tipo de quadra onde se concentra o maior percentual de torneios importantes e é um ótimo caminho para Thomaz entrar no top 20.

Subida no ranking e baixo percentual – Bellucci terá, na semana que vem, 1215 pontos na ATP e será o 33º do mundo subindo três posições com os 45 somados em Montreal (descarta 10 de 2010). Destes, 460 foram somados na superfície rápida – 100 a mais do que ele ganhou com a semi em Madri – o que representa 37,86% de seu total. Pouco.



  • Gabriel

    Fabrizio, sinceramente vc acha que o Bellucci chegará um dia ao top 10? E outra coisa, acompanho todos os jogos dele, e acho que ele tem que parar de lamentar as derrotas, pois não adianta nada, é sempre a mesma coisa, bellucci lamenta isso bellucci lamenta aquilo. Tá na hora dele jogar mais e lamentar menos.

    Presidente Prudente – SP

    • Fabrizio Gallas

      Potencial o Bellucci tem, agora isso é uma questão de como ele vai evoluir principalmente no jogo mental. Se conseguir as evoluções técnicas ajudará muito, mas se o mental nção acompanhar ele vai continuar batendo na trave até mesmo do top 20.

  • Felipe Gonçalves

    Em Cincinnati, a quadra é ainda mais rápida do que em Montreal. Prevejo mais uma derrota na 1ª ou 2ª rodada para o Bellucci.

  • Bruno

    uma duvida, tem tanta diferenca do golpe amplo do Bellucci e do golpe amplo do Soderling?

    • Fabrizio Gallas

      Ta aí um bom exemplo. Não tem muita diferença não, mas o Soderling saca melhor no piso rápido e tem um pouco mais de recurso que o Bellucci, voleia melhor, tem melhor movimentação e bate até mais forte quer o Thomaz, além de ter um cabeça melhor.

      • Cezar

        Bem citado ai pelo Fabrício a comparação entre o Soderling, e outra o réves do bellucci é muito fraco, e seu voleio não existe, fundamental numa quadra rápida….

      • Bruno

        Bastava falar que ele era melhor,rss. Como torcedor espero que ele evolua, e alcance os bons resultados mais constatemente, vide a semana especial de madrid. Essa parte mental dos jogos, e muito da personalidade, falta ”sangue nos olhos”

        • Fabrizio Gallas

          Bruno,

          É melhor sim, mas temos que especificar, fica muito vago dizer apenas que é melhor 🙂

  • Marcos K (Krabbe)

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Ele tem que treinar com o Rafinha!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Na verdade acho que o bellucci fez a escolha errada, era para ele ter disputado os torneios de Gstadd e atp 500 de hamburgo, eu já sabia que no piso rapido não conseguiria grandes resultados. agora deve ficar fora dos 32 cabeças de chave do us open, e pegar pedreira nas primeiras rodadas, e o pior com a confiança lá em baixo. mas o pior é que ele está jogando mal.

    • Neto

      Mesmo se pegasse cabeça de chave, o Belluci não conseguiria nada no US Open, não vejo a vantagem de fazer isso. Ele precisa sim jogar nas duras o máximo possível, visando o FUTURO.

  • Otávio Lima

    Vale lembrar uma coisa, ele tem que fazer uma ótima campanha em Cincinnati, pra pegar confiança, por que na Copa Davis, o confronto com a Russia é no piso rápido, e, agente tá totalmente dependente do Bellucci e da dupla Melo/Soares, que jogam bem em qualquer tipo de piso. Concorda comigo Fabrizio ?

    • Fabrizio Gallas

      Concordo, mas pra ir bem em Cincinnati vai ter que jogar o que nunca jogou na superfície, Verdasco, Youzhny e Nadal…

      • Otávio Lima

        Bem, eu acredito né,

  • Neto

    “A bola anda mais rápida e baixa e Thomaz é um tenista alto, com golpes amplos e logo seu tempo de reação é menor para executá-los, assim como faltam golpes de variação como slices e idas à rede.”
    É isso, você explicou 100% o motivo do Bellucci não se dar bem nas quadras duras. O fato do saque sumir nas partidas é normal, quando o jogador se frustra com os erros. O saque só vai funcionar bem nessas quadras quando o Bellucci conseguir jogar nesse tipo de piso.
    A escolha pela temporada nos EUA foi correta, mas o resultado não vai aparecer de imediato. Para chegar no top 20 ou sonhar com top 10 é essencial que o Bellucci aprenda a jogar no piso rápido, mas isso vai levar tempo, e não vai ser em meia dúzia de torneios que essa evolução vai aparecer. Não dá pra esperar muita coisa do Bellucci nas duras agora, nem mesmo no ano que vem. Esses resultados estão dentro do esperado.
    É preciso tempo, e vocês precisam dar isso a ele.
    abraços

    • Fabrizio Gallas

      Concordo!

  • Vitor

    o Bellucci tem muito Potencial mas não consigo entender oque acontece com ele de um Torneio para o outro

    Quem assistiu o jogo dele contra Haas viu que ele fez 17/1 pontos no segundo saque antes do Tie-Break do 1º set , fora as 7 Duplas Faltas… , fora uma coisa que vem me deixando muito irritado nele , em Los Angeles e Washington ele ganhou o primeiro set tranquilamente de todos os Adversarios (Tirando o Haas) Mas chegava no segundo ele meio que desandava

  • eloi

    cada dia mais acho o Larri um PAIZAO DO GUGA do que um treinador. o futuro ja chegou e ele nao consegue desgrudar-se desse rotulo. coitado do Belluci que pensava que a mudança ia resolver….. Um dia encontrei com O Sr Larri num torneio em Sao Paulo e humildemente pedi a ele se nao podia passar um pouco de sua experiencia e propus a ele que desse um curso..
    ele foi extremamente arrogante comigo naquela època (Guga acabava de ganhar um torneio grande) e isso claro justificava sua arrogancia. Ele me disse: “Eu nao dou cursos, trabalho para uma empresa tal e so dou cursos para alguns convidados la em Santa Catarina” virou as costas e foi embora. confesso que fiquei meio sem jeito naquele dia e um pouco triste em saber que alguem que tinha a mesma formaçao academica e profissional que a minha e que tinha conseguido chegar la pudesse ter este tipo de comportamento. Em tempo: a Expressao PAIZAO DO GUGA nao foi inventada por mim, muito pelo contrario, Gustavo Kuerten que dizia quando se referia ao Larri Passos. Se O Larri fosse formador de jogador, certamente com uma academia, fama, e todo tipo de patrocinio em 10 anos teria hoje algum jogador ao menos entre os 100 do mundo. Realmente estava enganado quando pensava que fosse ele responsavel pela formaçao do Guga. Guga como muitos me diziam era um talento na mao de qualquer um, mas a intimidade entre eles fez a diferença no seu futuro. O papel de Larri Passos como Pai foi fundamental para ele chegar onde chegou. O mesmo nao esta acontecendo com Belluci…, uma pena.

  • Ele estar certo em jogar nessas quadras duras, sim não nunca vai passar de top 40;
    Outra coisa tem que jogar nesses torneio que possa marcar muitos pontos para subir no Ranking, acho que ele ja estar preparado pra enfrentar esses caras.
    VAMOS AS VITORIAS EM CINCINNATI-USA a partir dessa segunda dia 15/08.

    BOA SORTE P/ THOMAZ BELLUCCI.

  • Pingo

    Não é facil torcer para o nosso tenista Bellucci,mas o que fazer.
    Somos brasileiros e gostamos de esporte.

  • NICOLAS ALMAGRO JOGA TODOS OS TORNEIOS NO SAIBRO, MUITO POUCOS TORNEIOS NA QUADRA DURA, E É O Nº 11 DO MUNDO.O BELUCCI DEVERIA TER JOGADO TODOS OS TORNEIOS DO SAIBRO NA EUROPA(GSTAD, HAMBURGO, KTSBURREL E DEVERIA JOGAR EM BUCHARESTE EM SETEMBRO).
    JOGADOR SO EVOLUI COM CONFIANÇA.SE ELE TIVER UM BOM RANKING(ISSO É POSSIVEL JOGANDO BASTANTE NO SAIBRO”VIDE ALMAGRO”), ELE PEGARÁ CHAVES MAIS FÁCEIS NOS TORNEIO DE QUADRA DURA, PODENDO IR MAIS LONGE NA CHAVE, E APRIMORANDO SEU JOGO NA DURA.
    TENHO A OPINIÃO QUE O BELUCCI , NÃO TEM BOLA PARA SER TOP 10, MAS TEM CONDIÇÕES DE FICAR SEMPRE ENTRE OS 30 PRIMEIROS, POR VARIOS ANOS.E ISSO É POSSIVEL JOGANDO NO SAIBRO.
    O CARA QUE TEM BOLA PARA ESTAR ENTRE OS 10, NÃO PERDE NO MESMO ANO PARA O CUEVAS(2 VEZES), GIRALDO “AMBOS NO SAIBRO”, E NÃO PODE TOMAR PAU NO GASQUET TODA HORA.

    SEI QUE ME DIRÃO QUE ELE FOI A SEMI EM MADRI, TEM POTENCIAL ETC.
    MAS ALGUEM LEMBRA DO ALBERT PORTAS??TEVE UMA SEMANA PERFEITA NO MASTER 1000 DE HAMBURGO, GANHOU DE VARIOS TOPS E FOI CAMPEÃO.DEPOIS MAIS NADA.
    BELUCCI É UM JOGADOR RAZOAVEL, DO NIVEL DO CHELA, MONACO, ZABALETTA, MASSU, LAPENTTI.
    MAS NUNCA SERÁ DO NIVEL DE CORIA, NALBANDIAN, RIOS ,GUGA.NÃO DA PARA COMPARAR.
    ABRAÇOS.

MaisRecentes

Maior de todos no saibro, Nadal já pode almejar liderança na temporada



Continue Lendo

Bellucci se reencontra



Continue Lendo

Rep. Tcheca seria o melhor rival do Brasil na Copa Davis



Continue Lendo