Esquentou o clima!



Que dia tivemos em Wimbledon amigos! Graças a Deus o tempo ajudou, fez bastante sol e o calor ajudou a esquentar o torneio com ótimos jogos e algumas zebras principalmente do lado feminino.

Era claro que Serena e Venus Williams não chegavam nas melhores condições, mas como são experientes e ganharam nove dos últimos onze torneios em Londres, fica o sentimento de surpresa suas eliminações.

E agora na chave só sobrou Maria Sharapova como vencedora de Grand Slam. Leve favoritismo pra ela. Mas sigo sem vê-la como dominante. Azarenka, Bartoli e Kvitova estão muito bem.

E no masculino ? Surpresa mesmo foi a derrota em sets diretos do Berdych que estava demolindo todo mundo. Belo resultado do Mardy Fish.

Uma pena que tivemos jogos simultâneos de Roger Federer e Rafael Nadal. Ficava difícil se concentrar em um. Vez ou outra uma partida pegava fogo, e os quatro tenistas faziam jogadas incríveis. Mas de qualquer forma o duelo Delpo x Nadal teve muita emoção e drama com os dois tenistas se machucando, se levantando na raça para seguir adiante e prosseguir com a partida que teve 105 winners (61 do espanhol e 44 de Delpo) e menos de 40 erros.

Bastou Rafa pedir atendimento médico no 6/6 do 1º set para surgir a chiadeira de quem torce contra ele. Não vejo dessa forma. Nadal estava jogando muito bem e criando várias chances e não tinha motivos para catimbar. Del Potro é que fechava a porta no saque. E o argentino não esfriou no tie-break, chegou a abrir 3 a 0 diante de um errático Nadal, claramente com problemas para efetuar o forehand na corrida, mas não aproveitou.

Incrível como o Nadal e o próprio Delpo são exemplos. Estes dois só entregam uma partida se quebrarem a perna deles. E incrível também o nível alto apesar dos problemas que tiveram. Del Potro perdeu, mas mostrou evolução na grama e virá muito forte pra temporada do piso duro nos Estados Unidos.

Nadal ganhou e adere muita confiança. Mas fica a dúvida. Ele fará exames nesta terça-feira e acredita que quebrou um osso do pé esquerdo e está preocupado com seu futuro no torneio. Todos sabem que horas depois o corpo esfria e é aí que a dor verdadeira aparece. Se estiver em condições é favorito nas quartas.

Federer levou um susto, perdeu o primeiro set, mas passou ileso. E terá uma batalha que promete ser complicada contra Tsonga que vem sacando muito na grama desde o torneio de Queen´s. Expectativa de alguns tie-breaks e muitos aces.

Quero ver se a mãe do Murray vai soltar piadinhas se o filho dela perder pro Deliciano Lopez. Incrível como o apelido pegou e a imprensa mundial só usa isto. Mas o escocês precisa tomar muito cuidado. O espanhol é demasiado perigoso quando saca da maneira que vem fazendo. É jogo pra tie-breaks, uma ou duas bobeadas e você já pode se encontrar com um ou dois sets abaixo.

Novak Djokovic é muito favorito contra Bernard Tomic. Não o vejo jogar há algum tempo, mas pelo que vem fazendo, deve ter melhorado muito. Ninguém tira o Soderling, Davydenko e Malisse em três sets sem ter talento. De qualquer forma, Tomic enfrenta o tenista que está e um padrão acima destes que já derrotou. Tudo para ser um jogo interessante.

Curtinhas:

Atualizando as posições do ranking dos brasileiros. Thomaz Bellucci cai pro 34º e Mello sobe pro 84º por enquanto. Tomic subindo pro 70º.

Sobre o juvenil. Thiago Monteiro e Bia Maia venceram a 1ª em Grand Slams. Bia acabou de completar 15 anos e o Thiago 17. Ótimo potencial dos dois. Na grama de Wimbledon é difícil eles ganharem, mas vamos torcer. Bruno Santanna e João Sorgi perderam em simples, mas seguem nas duplas.



MaisRecentes

Indomável, Djokovic agora postula ida ao Nº 1. Brasil tem por quem torcer



Continue Lendo

Del Potro pisa mais forte que Nadal no US Open. NextGen ainda não embala



Continue Lendo

Emoções no US Open



Continue Lendo