Os 10 Tenistas que Mais Gosto de ver jogar



Provocado por Fernando Meligeni via Twitter (risos) e discordando um pouco da lista dele (risos) meu post de hoje é minha eleição dos 10 Jogadores que eu mais gosto de ver atuar no tênis atual. Não necessariamente os jogadores escolhidos precisam passar por suas melhores fases, mas é preciso estar em atividade.

1 – Roger Federer. Em Roland Garros o suíço recuperou a magia mesmo com a derrota na final. Tem o tênis mais plástico, bonito e com arsenal de golpes de todos. Direita muito solta, esquerda muito bela, slice, serviço, voleio. Tem tudo.

2 – David Nalbandian. Gosto muito de ver o “Gordo” jogar. Habilidade tremenda no fundo de quadra, golpes soltos, uma esquerda de duas mãos de dar inveja, devolução que não teme os serviços poderosos e já sai comandando o ponto na segunda bola. Um craque.

3 – Rafael Nadal. Mesmo não tendo um jogo muito bonito em todos os golpes, gosto muito do seu forehand, principalmente o de dentro pra fora e o gancho. É diferente. Não é reto, mas muito pesado, cheio de spin que incomoda 99% dos tenistas. O revés, quando não está confiante, fica engessado, mas consegue produzir várias passadas inimagináveis na corrida. Sua intensidade e incrível poder mental para sair de situação complicadas e ganhar tenistas com mais habilidade o colocam no top 3 pra mim.

4 – Juan Martin Del Potro. Craque da potência. Não alivia em momento algum, parece um trator. Uma direita que pra mim hoje é a mais pesada do circuito. Quando está na plenitude domina tenistas como o Federer e Nadal vide o US Open de 2009. Tem um coração enorme. Pode estar capengando em quadra que não entrega. Isso conta também, na minha opinião.

5 – Novak Djokovic. Não tem um jogo super bonito, não sai dando winners pra todo canto, mas ultra eficiente em todos os golpes. A curtinha é uma excelente variação, mas não é bela. O revés é muito firme, a devolução é ótima e a disciplina tática tremenda.

6 – Andy Murray. Ele só não está mais a frente pois não gosto muito de ver seu jogo passivo, passando bolas. Murray tem duas caras. Quando joga agressivo, indo pra cima do oponente, tem tênis pra ganhar de todo mundo, possui todos os golpes e assim o coloca nesta lista. Falta um pouco de coragem e orientação para tanto talento.

7 – Fernando Verdasco. Não vive a melhor fase, mas quando encaixa seu melhor tênis é bonito de se ver pois é agressivo e habilidoso nos dois lados.

8 – Tomas Berdych. Incomoda qualquer um do circuito com suas pancadas nos dois lados. Quando está confiante, como no ano passado, é capaz de fazer final de Wimbledon em semi de Roland Garros enchendo a estatística de winners com bolas retas e precisas.

9 – Richard Gasquet. Dá gosto ver aquele revés lembrando em parte os dias de Guga. Afinal, o francês copiou o golpe do brasileiro.

10 – Thomaz Bellucci. Às vezes dá raiva dele com suas viajadas, mas confiante, Thomaz tem um jogo bonito, ofensivo, acuando o adversário e encaixando winners. Ganharia algumas posições neste meu ranking se soubesse jogar melhor na rede.

Menção. Andy Roddick. Há alguns anos o colocaria no top 10, mas seu jogo hoje está muito passivo e perdi o gosto de vê-lo atuar. Colocou bastante consistência em seu estilo, algo que necessitava, mas perdeu a agressividade e o ímpeto.

Esses são meus eleitos. E o seu ? Pode cornetar, concordar dando seu palpite na caixinha de comentários!



MaisRecentes

Djokovic está de volta!



Continue Lendo

Um racha no circuito ? 



Continue Lendo

Federer com muitos concorrentes para o All England Club



Continue Lendo