Davis – Decisão acertada do capitão. Como seria sua escalação ?



Com um pouco de atraso escrevo sobre a Copa Davis. Brasil convocado para o duelo contra o Uruguai entre os dias 8 e 10 de julho, duelo no Carrasco Lawn Tennis Club, em Montevidéu.

E o time esta renovado e com alteração tática. Thomaz Bellucci permanece junto com Bruno Soares que é o único duplista do time. Entram Rogério Dutra Silva e João Souza, o Feijão, que terão a primeira chance no time titular.

Ricardo Mello optou por não jogar a Copa Davis para jogar o WTT, World Team Tennis, nos Estados Unidos segundo informação do meu colega jornalista Alexandre Cossenza. Certamente o saibro uruguaio não seria bom para Mello (que prefere quadras mais rápidas) e aos 30 anos de idade ganhar um $$ valioso em solo americano pode ser o ideal.

Marcelo Melo não vai para o Uruguai, na minha opinião, por dois motivos. O primeiro é que desde que retornou da lesão no tornozelo não vem fazendo um bom papel no circuito. A segunda é a razão tática. Ficar com um duplista e três simplistas faz com que o time ganhe uma opção a mais para o caso de algum deles sentir algum problema físico ou cansaço, como já aconteceu no último confronto diante da Índia. Thomaz Bellucci e Mello fizeram jogos ultra desgastantes na sexta-feira debaixo de um calorão e não suportaram no domingo. Thomaz inclusive abandonou.

Feijão e Rogerinho representam sangue novo no time, bom para ter opções pro futuro, colocá-los neste tipo de confronto para sentir a pressão e ganhar experiência em Copa Davis. O lado arriscado é que ambos não tem experiência em partidas de cinco sets e fica a dúvida sobre o quanto podem aguentar caso os jogos se alonguem para quatro ou cinco horas.

Pro duelo contra o Uruguai, a primeira opção é usar Thomaz e Rogerinho no 1º dia nas simples, Feijão e Soares nas duplas. Caso Thomaz não se canse no jogo contra Marcel Felder ou Martin Cuevas, poderia jogar nas duplas também.

Mas acredito que a cabeça de Zwetsch pode estar confusa sobre o segundo simplista. Rogerinho jogou uma vez contra Pablo Cuevas e perdeu em três sets e Feijão ganhou as duas contra o mesmo rival incluindo uma no início deste ano. Sempre fica a dúvida e o quebra-cabeça na mente do capitão. Quem eu vou escalar ?

Vou com o meu jogador que queria pra dupla pra jogar o primeiro dia de simples um jogo duro e posso cansá-lo pro sábado e talvez até pro domingo. Mas em contrapartida, posso usar o Bellucci no sábado, mas cansá-lo pro domingo no jogo que pode ser decisivo contra o Pablo Cuevas. De qualquer forma sempre terá a 3ª opção de simples, o coringa. Tanto Feijão quanto Rogerinho tem tudo para ganhar até fácil de Felder ou Martin, daí se a decisão for pro 5º jogo vai o que estiver mais inteiro e confiante.

Então pessoal. O que acharam das novidades no time ? Qual seria a formação ideal de vocês pro confronto ? Mandem seus palpites!

 

Curtinhas:

Robin Soderling fora do confronto Suécia x Sérvia em Halmstad,na Suécia. Chance para Christian Lindell, o carioca-sueco ? Não. Como o confronto é no piso rápido, ele fica de fora.



  • César Luiz

    Bellucci
    Rogerinho
    Bellucci/Soares
    Bellucci
    Feijão

    Essa é minha escalação… Colocando o Rogerinho pra cansar o Cuevas.

  • Rafael Burgos

    Eu gostei da convocação. Levaria os mesmos jogadores, agora, não colocaria Feijão ou Rogerinho pra duplas. Acho bem arriscado!

  • Jorge Ramos

    Fala Fabrizio! Com certeza com essa convocação o João Zwesch vai ter mais opções para o confronto mais não deixa de ser arriscado chamar dois jogadores que nunca jogaram uma Davis na vida. A participação do Bellucci se tornou mais importante ainda, sendo a participação dele nas duplas fundamental ao lado do Bruno, essa é a melhor formação na minha opinião para as duplas tendo eles já alcançado bons resultados jogando juntos em nível challenger, com certeza essa formação é melhor que Felder e Cuevas. Se o João colocar o Feijão para jogar nas duplas ao lado do Bruno eu acho que ficaria quase do mesmo nível que a dupla uruguaia. O capitão já deixou bem claro que pretende escalar o Rogerinho no primeiro dia (provavelmente para cansar o Cuevas).
    Se o confronto for para o 5º jogo sinceramente não sei se seria melhor jogar o Feijão ou o Rogério. Feijão na minha opinião é melhor, mais provavelmente seria o seu 1º jogo do confronto e ele poderia sentir muita pressão mesmo sendo bem mais jogador que Felder. Dependeria da “sensibilidade” do Zwestch para sentir quem estaria melhor para o jogo.
    VC CONCORDA COM A MINHA OPINIÃO? UM ABRAÇO!

    • Fabrizio Gallas

      Sensibilidade dele de acordo com o que ele sentir dos jogadores no momento 🙂

  • Rafael

    Não sei se vc concorda comigo Fabrizio, mas o Rogerinho não me convence muito.
    Faz um tempo que ele não ganha uma partida de simples.
    Eu levaria o jovem Clezar que vem jogando muito bem e está confiante.

    • Fabrizio Gallas

      Rafael,

      Clezar está no time como reserva, está confiante, mas não tem experiência nível challenger, algo que o Rogerinho tem mais mesmo sem muita cancha.

  • biel

    DIA 8 DE JULHO DE 2011 – SEXTA-FEIRA

    T.BELLUCCI X FELDER 6/4 6/3 7/5
    R.DUTRA X P.CUEVAS 1/6 7/6 6/4 3/6 6/7

    DIA 9 DE JULHO DE 2011 – SABADO

    T.BELLUCCI/B.SOARES X P.CUEVAS/M.CUEVAS 6/3 6/4 6/1

    DIA 10 DE JULHO DE 2011 – DOMINGO

    T.BELLUCCI X P.CUEVAS 7/5 7/6 4/6 6/3
    J.SOUZA X M.CUEVAS 7/5 6/4 6/7 6/3

    ESSES VAO SER OS RESULTADOS BRA 4 X 1 URU PODEM TER CERTEZA VITORIA BRASILEIRA EM SOLO URUGAUIO !!!

    VC CONCORDA COM MEUS PALPITES FABRIZIO ?

    • Fabrizio Gallas

      Interessante, mas no caso o 4º e 5º jogo já seriam amistosos pois o seu resultado mostrou 3 a 0 Brasil logo no 2º dia

      • biel

        Nao , no caso o Rogerinho teria perdido para o pablo cuevas apos um jogo muito complicado , neste caso so o jogo 5 seria considerado um amistoso, se bem q o jogo 5 seria a primeira partida do Feijao na davis ,provavelmente ele estará dando o melhor de si .

        Provavelmente vc deve ter se confundido ,erros acontecem.

        abraço!!!

      • Carlos

        Na verdade só o quinto jogo seria amistoso pois ele colocou o Cuevas vencendo o Rogerinho em 5 sets no primeiro dia

      • Rafael

        Não seria Fabrizio, por que ele colocou o Pablo Cuevas vencendo o R. Dutra por 3×2.

        • Fabrizio Gallas

          Ok isso mesmo. Confundi 🙁

  • mauricio weiss

    Minha escalação seria idêntica a do César Luiz. Rogerinho pra cansar Cuevas. Bellucci tem que ganhar rapidamente o seu primeiro jogo e jogar duplas. Feijão chega zerado pra garantir a vitória domingo.

  • mauricio weiss

    Meu palpite é 3×2 BR. Cuevas ganha os dois de simples.

  • Carlos

    Eu acho que sem o essa é a escalação ideal(talvez o Mello no lugar do Feijão, se o primeiro quisesse). Faz sentido abrir mão da dupla pois um duplista mais um simplista qualquer(Bellucci principalmente) já são favoritos contra qualquer formação uruguaia, além do fato da nossa dupla complicar jogos fáceis, e até perder pros irmãos Lapentti. Acho que dá Brasil 4×1, mas não me surpreenderia ver o Rogerinho vencer o Cuevas(no caso, 5×0)

  • vai dar BRASIL, dentro casa do Uruguay.
    ALTAMIRA DO PARANA-PARANA-BRASIL.

  • Emílio

    Com essa escalação se abrem muitas opções. Acho que, de início, faria com em uma disputa de penaltis: colocaria primeiro os melhores: Bellucci e Feijão no primeiro dia. Quem sabe não rola um 2 x 0? Aí, colocaria Belluci e Bruno nas duplas, para tentar garantir o 3 X 0. Se Feijão perder, ái vem a maior dúvida: jogar o maior trunfo (Bellucci) nas duplas, ou preservá-lo para as simples? Acho que vai depender do desgaste dele e do Cuevas no primeiro dia e é fundamental consultá-lo para isso, porque a responsabilidade vai ser dele e isso deve ficar bem claro para o nosso número 1. Explicando: temos que ganhar pelo menos uma do Cuevas. Se não der com o Feijão, vai ter que ser ou com o Bellucci nas simples, ou nas duplas, onde as chances aumentam se o Thomaz jogar. Ou seja: ou o Bellucci assume a responsa de ganhar do Cuevas no úlimo dia, ou tenta ganhar logo as duplas no domingo, assumido um confronto direto total com o número um deles.

  • Gabriel Vinicios

    E ai pessoal, tudo bem?

    Entendo muito pouco de tenistas nacionais, mas tenho buscado acompanhar. Não conheço Rogerinho. Alguém pode me dizer por que ele seria usado para cansar o Cuevas? Pelo estilo de jogo? Que estilo é esse que cansa mais o adversário?

    Um abraço, fiquem com Deus,
    Gabriel.

    • biel

      o nome dele é rogerio dutra da silva n 134 do mundo nascido em sp

      Este tenista é conhecido mais pelos jogos de nivel challengers onde consegue atuaçoes dignas de um top 50 ,e por isso todas falam q ele pode cansar o cuevas, mesmo ele nao tendo um ranking alto a maioria o-considera um tenista rasuavel no mesmo nivel do Feijão Jan Hernich, o proprio Pablo Cuevas!

      quem achar meu comentario bom fiquem sabendo eu nao olhei na internet e eu tenho apenas 11 anos

MaisRecentes

Zverev é mais que uma realidade. Federer deveria jogar Cincinnati ?



Continue Lendo

Qual o limite de Roger Federer ?



Continue Lendo

Cilic e a missão (quase) impossível contra Federer



Continue Lendo