São Paulo ganhará o Challenger Tour Finals em novembro



Se o circuito já tem o ATP World Finals no fim de novembro com os oito melhores jogadores do circuito de primeira linha ATP, em Londres, terá também, este ano, o Challenger Tour Finals, destinado para os melhores jogadores de torneios de médio porte.

A capital paulista sediará o evento com os oito melhores pontuadores de challenger do ano.

O evento terá premiação de US$ 220 mil dólares, maior do que qualquer challenger (que dá até US$ 125 mil) e inferior aos US$ 400 mil oferecidos pelos ATPs.

O formato será o de round-robin igual ao tradicional ATP World Finals, com os oito divididos em dois grupos de quatro jogando todos contra todos.

Mais detalhes serão oferecidos em uma coletvia de imprensa nesta segunda-feira no Clube Harmônia em São Paulo.

Sem dúvida uma ótima oportunidade de ver bons tenistas no Brasil no fim do ano!



  • Jader Magri

    Muito legal, creio que os nomes estarão entre o 50º e 100º posto, vamos torcer para jogadores consagrados e grandes promessas se classifiquem. E suponho que o campeão, invicto, deva faturar uns 200 pontos, que seria mais que o maior challenger e menos que o menor ATP (o 250). Veremos…

    • Fabrizio Gallas

      Tomara que dê pontos! E muitos pra atrair os jogadores!

  • Marcio

    Isso é que é amor pelos torneios Challenger! Mas ao invés dessa palhaçada deveriam era comprar as datas de Johannesburg ou Chennai, que andaram em crise nos últimos tempos, e trazer mais um torneio nível ATP para o Brasil, em São Paulo de preferência, podendo até ser no Harmonia que tem estrutura para tal. Na rota do Australian Open poderíamos atrair pelo menos os Americanos e os Argentinos, como Del Potro e Roddick. Não creio que o clássico Eric Prodon x H. Zeballos vá atrair tanta audiência.

    • Fabrizio Gallas

      Marcio,

      É muita grana envolvida, cerca de US$ 2 milhões pra se fazer um torneio de US$ 500 mil e a proximidade de Johanesburgo e Chennai com a Costa do Sauípe é grande. A Koch Tavares organiza o Sauípe e organizará este evento.

      Para se ter outro ATP por aqui precisa outra promotora ter grana para bancar as datas disponíveis que são raras.

    • John

      ô, mas um clássico Ricardo Mello x Paul Capdeville ia ser da hora 😀
      Ou Pablo Cuevas x Feijão, quem sabe

      vamos esperar 😀

    • karlos

      marcio cara tu paresce aqueles moleques ranzinzas uma noticia boa pro tenis aqui no brasil tu chama de palhaçada mas talvez a culpa nem e tua nem deve saber como fonciona o mundo do tenis quanto custa ter um torneio atp est amos no lucro em termos esse chalenger finals e ter mos um tenista na eleite do tenis ai cara assista mas tenis pesquise tambem e deixa de ser pessimista valeuuuuu

      • Marcio

        Sim é caro, sim eu sei que é caro, sim eu acompanho o mundo do tênis e sei que as datas são raras. Agora proximidade de um Atp com o outro não é desculpa, primeiro porque as datas podem muito bem serem trocadas, depois , os EUA recebem torneios em nada mais, nada menos que 7 semans seguidas, no mundo do tênis tem que ser 2 pesos e duas medidas? Eles podem e nós não? E francamente, dinheiro e gente com vontade de patrocinar este torneio não faltam aqui no Brasil, ou ninguém sabe quanto que o Itaú depositou nos cofres dos promotores de Miami para estampar a sua marca nas quadras do complexo? Há também outras promotoras de eventos esportivos de grandíssimo porte no Brasil que poderiam bancar este evento lucrativo. Aprimeira coisa a ser feita é abandonaro complexo de vira-lata e pensar grande, podemos ter um Masters 1000 aqui no Brasil!

        • rafa_cs

          Cara, porque vc não pega seu fundo de garantia, previdência privada ou qualquer coisa do gênero e faz um no quintal da sua casa ? oferece seu carro de prêmio.
          Foca no título da matéria do Fabrizio e pronto !

          Muito legal a iniciativa ! espero poder ir em algum ! abs a todos ! notícia importante e estimulante pro tênis brasileiro ! além de inovador !

  • Carlos

    Bacana isso, tomara que tenha algum brasileiro pra torcer, embora seja difícil, talvez Mello se ele abdicar dos ATP’s em que poderá entrar(coisa que ele faz frequentemente). E quanto à adição de torneios no Brasil(outro ATP, como foi citado em cima), penso que minha cidade, Porto Alegre, deveria pelo menos sediar um challenger, visto que junto com São Paulo é a cidade com maior tradição tenística no Brasil.

  • Brito

    Achei muito legal o Challenger Tour Finals ser no Brasil. Concordo também com o Karlos, é muito bom ter um tenista brasileiro na elite do tenis mundial como o Bellucci e o próprio Mello que está entre os 100 melhores do mundo.

  • Daniel

    Pra saber quem são os melhores dos challengers no momento só pesquisando mesmo né, não tem nenhum ranking espeifico para isso em algum site…

    Ricardo Mello deve ficar entre os 8 melhores, talvez o Dimitrov fique também, ta disputando bastante challneges, mesclando com ATPS. O Harrison, Tomic, seria uma boa também um desses, Harrison ta no caminho, já tem umas boas campanhas…

    Feijão é outro que pode chegar, ta na segunda final do ano hoje.

  • Carlos Eduardo Scioli

    Eu concordo com quase tudo o que foi dito aqui.
    Concordo com o Márcio, de que há patrocinadores e outras organizadoras possíveis para a realização de um outro Atp, além do já existente na longínqua Costa do Sauípe (que agora será em hard ainda, pra piorar); e concordo que um investimento tão alto como esse, seria mais proveitoso em um Atp a Challenger.

    Por outro lado, tb fico mto contente com mais um torneio em SP (bem acessível p/ mim) e um torneio maior que os demais (Villa-Lobos e Petrobras). E acho que poderemos ver bons jogos/jogadores, sim…….incluindo brasileiros (hoje, Mello, Feijão e Rogerinho brigariam pra ficar entre os 8 melhores) e futuras estrelas do tênis, os jovens que ainda “brigam” nos Challengers (assim como Del Potro, Gonzalez, Baghdatis e outros tantos que já jogaram Challengers anteriormente no Brasil).

  • Sergio stauffenegger

    Caso haja algum patrocinador interessado o Clube Paineiras doMorumby teria interesse de sediar e tem uma estrutura pronta com arquibancada de concreto para 1000 pessoas que pode ser duplicada com estrutura metálica e iluminação para transmissão noturna pela TV. Alem disso 2 quadras cobertas com arquibancada para 800 pessoas.

    Abs. a todos

MaisRecentes

Federer acirra disputa com Nadal



Continue Lendo

Nadal manda recado para Federer. Halep, enfim, realiza



Continue Lendo

Laver Cup faz história e dá um tapa na cara da Davis. E Bia Maia muda seu patamar no circuito



Continue Lendo