Nadal tem melhor aproveitamento em vitórias. Federer é melhor em finais



Grande marca atingida por Rafael Nadal neste sábado. Chegar aos 500 triunfos é para poucos. Ainda fica latente a importância pela precocidade do espanhol que chegou a tal número com 24 anos e 10 meses, apenas atrás de Bjorn Borg que o obteve com 23 anos e sete meses. Ele deixa nomes como Ivan Lendl, Pete Sampras, Jimmy Connors (maior vencedor de jogos do circuito) e Roger Federer (11º da lista).

Vasculhando notícias antigas achei que o suíço – que hoje possui 767 vitórias e 179 derrotas – , atingiu seu triunfo 500 no dia 20 de Abril de 2007 ao bater o espanhol David Ferrer nas quartas de final de Monte Carlo. Ou seja, quatro anos atrás. Partindo do ponto que Roger dominava o tênis na época e Nadal é o número 1 hoje, colhi alguns números compativos entre dois  dos maiores tenistas de todos os tempos quando chegaram ao triunfo 500 (Roger o fez com 25 anos e 8 meses).

A conclusão é que os dois alternam em vitórias nos diferentes quesitos. Nadal tem melhor aproveitamento no total de triunfos e Federer se deu melhor em conquistas de títulos.

Com 500 triunfos e 105 quedas, Rafa ganha 82,64% dos jogos que faz. Na época, Roger chegou a 500ª vitória somando 128 derrotas, aproveitamento um pouco inferior (79,61%). Apesar de muitos apontarem sua decadência, Federer perdeu 51 jogos desde então e está melhor vencendo 80,82% dos jogos que disputa.

Em finais, Roger é melhor que Rafa. Na vitória 500 ele somava 47 triunfos em 60 decisões, ganhando 78,33% dos torneios que disputou. Nadal soma 44 canecos em 59 finais (74,57%).

Quase metade destas vitórias de Nadal foram no saibro (212, 42,4 %). Em Abril de 2007, Federer tinha 10 Grand Slams e Nadal possui 9. O suíço somava 12 Masters 1000 e o espanhol tem 19.

Considerações. O saibro ajudou muito estes números de Nadal e se existisse outro Grand Slam sobre o piso lento, ele teria vencido até mais. Não podemos deixar de concluir também que, se existisse Masters 1000 ou outro Grand Slam na grama – como já teve no passado – Roger também teria melhor índice. Afinal, os dois detêm números incríveis nas superfície.

Observação aos corneteiros de plantão. Meu post não tem por objetivo nenhum dizer quem é melhor ou pior, apenas mostrar um comparativo de números visto que os dois estão na história do esporte e ainda seguem em plena atividade e com muito sucesso.

A caixinha está aberta a comentários. Se alguém possui mais algum número interessante, pode colocar!



MaisRecentes

Nadal de outro planeta. O Adeus da Rainha Maria Esther Bueno



Continue Lendo

Pode Zverev segurar Thiem ? Djokovic comendo pelas beiradas



Continue Lendo

Nadal com caminho mais aberto. Bellucci regrediu



Continue Lendo