Nadal fez o Federer jogar mal. Tava difícil pro suíço



Muitos comentários após o jogo deque Roger Federer jogou muito mal. Fato é que ele esteve abaixo de seu melhor, mas motivado por uma ótima atuação de Rafael Nadal desde o princípio, a melhor do espanhol na temporada e a primeira ótima atuação contra um Top 10 de forma constante, sem altos e baixos.

O início de partida fulminante de Nadal foi crucial. Saque muito bem (83% de 1º serviço potente no 1º set), bolas firmes fundas e muitas altas na esquerda de Federer. A quebra logo no início e a não abertura de brechas foi minando a confiança de Federer que a cada game passava a errar mais.

O momento chave que poderia mudar os rumos do jogo e revigorar a confiançade Federer foi no início da segunda etapa. Nadal cometeu alguns erros, Federer teve break, mas o dia parecia ser do canhoto que teve sorte. Um pouco mais a frente um 0/30, mas dois erros na devolução, umdeles bobo. Nem mesmo a torcida em peso foi capaz de erguer o suíço que na metade da segunda etapa estava perdido em quadra.

Aspectos a se levantar. Digo e repito. Federer tem um jogo extremamente agressivo que funciona muito bem quando está confiante. Por isso é importante para ele tomar as rédeas da partida, abrir uma margem para seu volume crescer.

Quando joga atrás do placar e tem suas deficiências exploradas, tem muitos problemas para reverter tais situações. Daí vem certa teimosia em não mudar a tática, ir pra rede, usar mais slices curtos pra trazer o rival pro ‘quadradinho’, algo que Nadal não gosta. Federer pouco fez isso na partida de hoje.

Ainda sinto que Federer tem muito a dar e conquistar pelo tênis como fez em Londres em novembro. Sua decadência, como apontam jornalistas, não existe. O que ocorre é uma ascenção gradual de Nadal e Djokovic. O suíço precisa é trabalhar em suas deficiências.

Sobre Nadal e Djokovic. Esperança de um grande jogo mais uma vez. Se Nadal mantiver o nível de hoje no serviço e no fundo, conseguindo aproveitar suas chances, tem totais chances de vitória. Djokovic segue jogando muito bem, mas deu umas patinadas hoje, se safou pois foi muito bem nos breaks contra e Mardy Fish contribuiu. O

– Detalhe curioso. Djokovic salvou todos os 15 breaks contra que teve no torneio. Nadal perdeu o saque apenas uma vez, contra Tomas Berdych, que lhe custou o único set cedido na competição.

Agora quero a opinião de você leitor. Comente sobre este Nadal x Federer e sobre a final Nadal x Djokovic na tarde de domingo. Teremos a supremacia de Nole mantida em 2011 ? Ou Nadal pode desbancá-lo ?

Curtinhas:

Federer ainda não ganhou de um Top 10 em 2011. Quatro jogos e quatro derrotas. Três para Djokovic e uma para Nadal.

Nadal iguala o retrospecto no piso duro com Federer: 4 a 4. No total são 23 jogos e Nadal ganhou 15.



  • suamy igreja jr

    federer tem contra ele o peso da idade, mesmo assim continua com o tenis mais lindo,elegante de todos os tempos, porém, a nova geração robotótica tem dado resultado considerável, vamos aguardar, acredito que ele(FEDERER),irá reverter esta situação ainda no segundo semestre.Quanto ao vencedor domingo,será a revanche, dará NADAL.

  • André Mesquita

    Com o devido respeito à campanha meteórica que o sérvio vem fazendo, acredito que Nadal não é jogador de deixar passar duas finais seguidas. Portanto, a não ser que demonstre estar entrando em declínio (o que é possível), acho que dá Nadal. Mas não acho que vai ser tão fácil a partir de agora para o espanhol ganhar títulos maiores, como masters 1000 e Grand Slams.

    • Michel Lafer

      Discordo. Ele tá jogando muito, vamos conversar no fim de Roland Garros (até Federer já avisou no Aberto da Austrália…).

      • Daniele

        roland garros ta bom, o dia em que Federer vencer nadal em roland garros a gente conversa

        • Pablo

          Sente e espere a aposentadoria de Nadal, e Rafa aposentado, Federer já terá se aposentado bem antes!!!

  • Arthur Dias

    Infelizmente não houve nada que impedisse o Nadal de vencer o Federer nesta noite, o espanhol realmente foi muito superior na partida e mostrou que está em melhor forma atualmente. Não houve lesão e o Federer não foi tão ruim assim (quando perde é sempre a mesma desculpa), apenas o Nadal foi melhor! Será uma grande final, até porque tanto o Nadal quanto o Djokovic merecem estar onde estão, no topo do ranking!

  • Olavo

    Parabéns fabrízio. Vc tem muita coragem e falou a mais pura verdade

    • Daniele

      concordo! parabéns mesmo fabrízio, muito bem colocado seu post

  • Rodrigo

    Eu não acho que o Federer está em decadência, mesmo “velho”, desde Wimbledon do ano passado que ele está nas finais/semi-finais, o que não é para qualquer um. Decadência seria perder nas primeiras rodadas igual ao Murray.

  • Neto

    O que eu vi foi o Federer errando todos os tipos de bolas, tanto no forehand quanto no backhand, uma atuação muito abaixo do normal. E o Nadal não acho que fez uma grande apresentação, na verdade nem precisou pressionar o suiço, que já entrou derrotado.
    Acho que o Djokovic vence sem grandes dificuldades.

    • Rafael Pereiro

      Aliás, se compararmos o momento.. Nadal jogou IW depois de quanto tempo parado mesmo?? vindo de contusao.. esta muito mais firme agora.. chegou na final em IW pq a chave abriu e nao tinha ngm forte para parar ele na semi..

      • Opernambucano

        Falando nisso, a chave em Miami também abriu pro Djokovic. Só adversários fracos.

        • Fabrizio Gallas

          Assim como abriu pro Nadal em Indian Wells

  • sandra arbex

    Por favor , me respondam uma coisa, Como é que pode um ser humano, conseguir não colocar uma bola para fora, uma bola na rede, não cometer nehum tipo de erro? É só treinamento? Mas e os outros também não treinam, tanto quanto ele? Afinal eles não são os 3 melhores do mundo a toa.
    Será que a sorte para o Nadal não é maior do que para os outros? O unico tenista que vi derrotar os dois de maneira contundente foi o Andy Murry, mas ultimamente está mal.
    Sou fâ incondicional do Djokovic, torço desesperadamente por ele, mas do jeito que o Nadal joga,
    acho humanamente o Nole ganhar domingo. Nem vou ver o jogo já sei o resultado.
    Obs: O nadal além das qualidades nasceu com o bumbum para a lua.

  • Renato

    Parabéns Fabrizio pelo blog e site.
    Por aqui o tenis está parecido com o futebol. Todo mundo dá seu palpite e mostra interesse nos jogos. Saudável para o esporte que cada vez mais se destaca, daí a possibilidade de surgir novos valores neste país.
    Quanto ao jogo tudo normal. Os top 10 podem sim ganhar uns dos outros, provocando um rodízio que só nos proporcionará melhores jogos e maiores emoções.
    O Federer é um grande jogador e continuará sendo, a não ser que pare definitivamente, quando então entrará para a história como um dos melhores do mundo. Por enquanto vamos vê-lo entre os top 10 até o final, que chegará mais cedo ou mais tarde. É natural.
    Penso também que o suiço tem estado focado em outras questões que não o seu esporte e espero que possa retornar em plena forma.
    Quem não conhece a história do Andre Agassi?
    Enfim, estou torcendo para ver por mais tempo ainda jogos como o de ontem que nos encantam se não torcermos de maneira irracional para um dos dois do lado da rede.

  • Alexandre Reis de Farias

    Bem, acho que a critica mundial está exagerando um pouco a respeito do declinio do Federer. Antes de mais nada ele merece ser respeitado, pois, afinal de contas não sabemos se Nadal e Djokovic chegarão aonde ele chegou. Ele continua sendo o melhor de todos os tempos e pronto. Nâo restam dúvidas que Djokovic vive um grande momento, mas isso será passageiro. Nadal é sempre vibrante e ganhará muita coisa ainda pela incompetência dos demais. Prova disso foi o jogo de ontem, onde Federer fez o dobro de winners que Nadal e 38 erros não forçados contra 11 de Nadal. Agora para quem viu o hoje foram erros (90% não provocados por Nadal) mas tão somente pela inoperância ou falta de vontade do suiço.

  • JFK

    Federer está jogando seu pior tênis de uma carreira fantástica.
    Muito longe daquele jogador rápido, brilhante e agressivo que detonava os adversários em alguns minutos de jogo. Hoje, até jogadores de nível inferior estão fazendo o suiço perder a concentração e se enrolar nas partidas. A sua vida de casado não está judandomuito. O Tênis exige dedicação integral, treinamento apurado e forte e preparação física e mental constante e rigorosa. Nada disso o federer consegue fazer atualmente. A moçada que está aí está voando baixo, mesmo nos clubes a gente vê jogadores com nível de jogo assustador. Até mesmo o pessoal de meia idade está devolvendo tudo, errando pouco e cada vez mais ligado nas partidas.
    Quando o suiço resolver voltar a jogar, deverá ter em mente que o treinamento e a preparação técnica, físca, mental e tática deve ser levada muito a sério se quiser bater tops 10. Não dá mais prá ganhar só pela fama que tem. Na quadra a lei é outra. Quando se está na selva deve-se aprender e usar a lei da selva.

  • Berg

    Concordo em parte com o Fabrizio. Mas sinceramente meu amigo, o Nadal jogou bem como na maioria das vezes joga contra o Federer. Muito solido e atacando a esquerda. Agora, errar tantas bolas de DIREITA, algumas no pé da rede como o Federer errou. Ta de brincadeira! Pior atuação do Federer contra o Nadal na historia, superou aquela infeliz final de Monte Carlo de 2008. Vergonhosa! Federer é o melhor da historia, mas a sua deficiencia mental é evidente.

  • Daniele

    Sou Nadal desde de sempre e para sempre, pra mim ele é um gênio, sou facinada pelo seu jogo! Ele jogou muito bem ontem, mas tenho sempre que admitir que Federer também tem um estilo de jogo louvavél e que a palavra decadência foi muito mal colocada a ele. Assim como foi mal colocada a muitos outros tops. Sei que na final, meu idolo (nadal) irá superar Nole, ele é o unico que pode parar a supremacia dele no momento!

  • Júlio Marinho

    Fabrício, muda aí para “Se o Nadal MATIVER …”. Abç

  • Eduardo

    A realidade é que Federer não tem mais, próximo dos 30 anos, a mesma velocidade de pernas pra chegar nas bolas como Nadal e Nole. E isso é essencial para seu jogo, principalmente para fugir da esquerda e golpear de forehand. Isso pra mim é crucial na análise, Djoko e Rafa sempre chegam nas bolas em condições de defendê-las ou contraatacá-las, já o suíço não tem a mesma mobilidade nos dias atuais. Qdo o espanhol e o sérvio não estão na melhor da forma física, Federer tem boas chances de vitória, já que seu talento é impar. Qdo a parte física não se iguala, fica difícil para o suíço.

  • Rafael Pereiro

    Sinceramente.. Nunca vi Nadal perder duas finais seguidas para o mesmo jogador..
    Quando ele joga bem em finais e nao patina.. ele geralmente ganha.. E mais.. se no piso duro, ele e Djokovic estão pau a pau (ganhou em IW no terceiro set) quando chegar o saibro a diferença fica muito grande.. é sempre assim. Nadal continua jogando mto bem.. e teho ecrteza que vai dominar a temporada de saibro caso nao se machuque.

  • Sinceramente, acho que neste momento existem dois estigmas que perseguem R. Federer. Por um lado, concordo com o Fabrizio quando diz que o Federer está cada vez mais com um ténis mais, e mais agressivo. O que acho, é que frente a Nadal tem de ter muito cuidado com as pancadas muito em spin do Nadal. Dá para perceber que tem de ter mais paciência na forma como ataca as bolas. Deu para perceber que Nadal jogou muito, mas também deu para ver que o Federer atacava quase todas as bolas, daí ter cometido tantos erros não forçados. O Federer está necessitando com urgência vencer um dos dois (Nadal e Djokovic), ou pelo menos um deles para a sua confiança crescer. Ainda que Nadal tenha jogado muito, acho que o Federer tem perdido muito em termos psicológicos quer para o Nadal, quer para o “Nole”. Mas não estou muito certo que o Federer vá conseguir dar a volta a isso. É que o Nadal e o Djokovic estão crescendo muito. Agora, é preciso manter o respeito (claro que sim) pelo que Federer conseguiu até aqui, e acredito que venha a ganhar mais ou 1 ou 2 GS. Mais do que isso acho dificil…

  • Felipe Rabello

    É uma pena que a ATP está acabando com os jogadores talentosos. Não há nenhum surgindo hoje que jogue de maneira ao menos parecida com o Federer. São todos corredores e passadores de bolas que se dão bem nas quadras cada vez mais lentas. Duvido que o Sampras ganhasse metade dos Grand Slams dele nos dias de hoje. Ou que o Agassi tivesse seis títulos em Miami nesta quadra. Ou que Rafter, Ivanisevic, Becker – jogadores realmente talentosos – pudessem sobreviver no top ten de hoje em dia.

    Depois o Nadal reclama que há poucos torneios no saibro na temporada. Ele está jogando em um agora.

    • ALEXANDRE REIS DE FARIAS

      Perfeito Felipe. Dissestes tudo. Não quero desmecerer o Nadal e o Djokovic, porém a força fisica tem acabado com a técnica. Quero ver os dois com 29 anos o que serão capazes de fazer, mormente, chegar a 5 semi no inicio da temporada.

  • sergio

    Não dá para entender o motivo que tantas pessoas “entendidas” do tenis se aborrecem com quadras lentas. Nas quadras muito rápidas, o que se vê é um sacar e outro tentar devolver, isto quando consegue. Não se vê jogadas maravilhosas (como o lobby, por exemplo), não se vê preparo físico (necessário onde haja esporte), não se vê estratégia e não se vê o mais importante: inteligência. Se a maioria das quadras ficar muito veloz, não haverá público para assistir, pelo menos pessoas que realmente entendem e apreciam o jogo de tenis. Velocidade é para formula 1, motovelocidade, corrida de lanchas e de avião. Tenis é inteligência, estratégia, preparo físico, talento, técnica e muita vontade de vencer. Para finalizar, caso as quadras ficassem muito rápidas, como alguns (minoria) gostariam, apostaria minhas fichas em Andy Roddick que saca muito bem (só isso).
    Abraços tenísticos.

    • Felipe Araújo de Queiroga

      Mas as quadras desse semestre no circuito já eram lentas, o problema é que eles estão deixando elas ainda mais lentas. E olhe que não é só nessa parte do circuito, Wimbledon também ficou assim. Dessa maneira estão abolindo do tênis os jogadores que voleiam, os jogadores mais técnicos, são exceções os que sobrevivem. Se você olhar no top 10, poucos são os jogadores que você pode chamar de técnicos. Esses estão dando lugar aos regulares e defensivos. A maioria do circuito tem como sua grande virtude o físico, a potência. E para os fãs que gostam de um outro tipo de jogo fica difícil.

    • Neto

      Beleza, tênis é só força e correria então …
      Porque quadra lenta é basicamente isso, vide nadal que nunca foi grande sacador, voleador ou mesmo de ir para os winners. O Nole tem um pouco mais desses fundamentos, mas também não é nada espetacular.

      Agora se você acha que os voleios, saques, slices e os winners não são os lances mais bonitos do tênis, então talvez você goste de outro esporte.

    • Henrique S.

      O que nós queremos não são quadras mais rápidas, o que nós queremos é que cada piso seja como ele foi criado para ser. O saibro tem que ser lento, a rápida tem que ser rápida e a grama mais rápida ainda. O jogo veloz não tira do jogo a parte tática, ele apenas muda o paradigma estratégico. Além disso, o que o tenis precisa não é de uma indústria de atletas, mas da valorização daqueles que jogam o esporte como uma arte. Não estou dizendo que Rafa, Nole e outros não o jogam dessa maneira, só estou dizendo que o circuito precisa ter lugar pra todo o tipo de tenista. Somente dessa maneira o esporte ficará mais rico.

  • Olha todos temos que entender o seguinte,o auge de um tenista é dos 22,23 anos aos 28 mais ou menos,e o auge do Federer já foi quando ele tinha essa idade ele ganhou muitos titulos,ganhava tres grand slams por ano e destruia mas agora com o Nadal em ótima forma e o Djokovic no seu melhor momento fica dificil.O Federer está fazendo uma boa temporada,não é nada espetacular mas é sim uma boa temporada.Ele já ganhou um titulo,chegou na final de outro e nos dois masters 1000 chegou na semi,perdendo só para Nadal e Djokovic e o jogo contra o Nadal e o segundo jogo contra o Djokovic Federer jogou mal,mais no Australian open e no masters de indian wells contra o Djokovic o Federer jogou bem e deu trabalho para o Djokovic que ganhou nos detalhes.Federer não está em decadencia,não ganhou de um top 10 porque só pegou o número um e dois do mundo,Federer vem ganhando todos os jogos considerados faceis e está muito bem,a unica diferença é que federer com quase 30 anos está jogando muito bem e nadal e Djokovic que são mais novos estão jogando de forma espetacular,Federer pode não ser favorito contra o Nadal ou o Djokovic,mas tem totais condições de vencer os dois e ganhar mais grand slams,só basta querer,e o Federer ainda na minha opinião é o terceiro melhor do mundo tirando o Djokovic e o Nadal o Federer entra favorito no resto das partidas,e acho que ele continua pelo menos no top 8 até daqui uns3,4 anos se ele n se contundir ou aposentar,desculpa o texto ser muito grande Fabrizio,mas por favor só me responda uma coisa,voce concorda com o que eu disse ou não?opine sobra isso por favor
    abraços

    • Fabrizio Gallas

      Discordo em partes. 22 e 23 anos é quando se inicia o auge de um tenista que atinge a maturidade com 24, 25. Federer começou a ganhar com 22, 23 e dominou quando tinha seus 24, 25. Nadal é que é precoce e já com 19 , 20 tava ganhando Slam. Djokovic está atingindo sua maturidade agora com seus 23 e 24 (fará 24 em maio). O mesmo aconteceu com o Guga. Ganhou Roland Garros aos 20 e só foi atingir o auge dele com 23, 24,25 anos.

  • Concordo em gênero, número e grau com as palavras de com Suamy Igreja Jr. Perfeito.
    E só um detalhe: Federer é presente, passado e futuro. Sem mais..

  • Parabéns Fabrízio! O site e o blog são formidáveis.Demais..

    • Fabrizio Gallas

      Obrigado!

  • @saidecow

    Sou fã incondicional do Federer, e fiquei espantado com o jeito que o suiço jogou ontem, deu pra contar umas 4 “madeiradas”, o que nao me deixou irritado, e sim triste, pois acredito que ele estava com a cabeça em outro lugar, menos no jogo. Na minha opinião, se Roger nao ganhar nem Roland Garros e nem Wimblendon, deve considerar a aposentadoria, pois é melhor parar e lembrar só dos bons momentos, do que se retirar jogando da forma como fez ontem. Força Federer…

    • Felipe Araújo de Queiroga

      Espero que não. Quero assistir muitas partidas do Federer ainda.

    • Neto

      Ou não. Sampras e Agassi tiveram momentos bem piores do que o suiço atravessa e voltaram a ganhar slam depois. Inclusive depois dos 30 anos.

  • Felipe Araújo de Queiroga

    Fabrizio, respeito sua opinião, e até concordo que o Federer jogou mal, também, por causa do Nadal. Mas a gente está falando de FEDERER. Mesmo ele pressionado, acuado, sem confiança, pode jogar milhões de vezes mais do que ele jogou ontem. Nem mesmo a direita estava boa, ele deve ter acertado uns 30% das direitas, e o resto foi na rede ou para fora. Daí vão dizer: ah, mas o Nadal faz o adversário ir mais para as linhas. É claro, mas não é a primera vez que o suíço jogou contra o Nadal, e o normal é ele acertar PELO MENOS uns 60%. Os jogos entre os dois sempre eram decididos nos pontos importantes, onde o Nadal é imbatível, e esse jogo foi uma exceção.

    • Fabrizio Gallas

      Exato Felipe. Como foi dito no post, Federer poderia ter jogado melhor mesmo com Nadal em alto nível. Se o suíço tivesse mais afiado seria um jogo daqueles de arrepiar. Pena que não foi 🙁

  • Felipe Araújo de Queiroga

    Tubo bem que eu prefiro o Federer. Mas não é uma má idéia ter uma rivalidade entre jogadores na qual uma vantagem tática não prevalece. Os dois tem estilos parecidos e o Nadal não machuca o Djokovic tanto quanto machuca o suíço com o forehand cruzado. Está bem interessante o circuito e não me lembro de estar tão animado com um jogo que não seja Federer vs Nadal.

  • Victoria

    Federer é Federer. Quem fala em declínio é porque não entende de tenis.

  • Djokovic tá jogando demais. tô torcendo pra ele. Vai detonar o Nadal com certeza.

  • fejuncor

    Por que o Federer sempre avacalha contra o Nadal? Falta de treino, talento, condicionamento não é. Antes de treinar tênis acho que o suíço devia ir a um psiquiatra qualquer… Tomar um alprazolam, um remédio para ansiedade, sei lá. Já teria resolvido essa “pane” psicológica que sempre tem quando enfrenta o Nadal. Olha que hoje estava num dia bom para ele ganhar. O Nadal vinha com o backhand machucado. Ontem mesmo, tivesse o Berdych usado só um pouquinho mais a inteligência teria despachado o Nadal, que estava visivelmente com problemas no ombro direito, ou seja, com dificuldade em acertar seu revés que depende muito do braço direito. Mesmo assim o tcheco quase não explorou essa fraqueza, permitindo que o Nadal saísse para o lado em 80% das bolas batendo como queria de forehand. Era só insistir no backhand baleado dele caramba! Praticamente todos os erros não forçados do espanhol, podem verificar, foram ali. Ora eu duvido que de ontem para hoje essa lesão no ombro tenha melhorado. Mas que proveito o Federer tirou disso agora pouco? Nada. Ficou atacando de maneira insana tentando winners absurdos lá do fundo, errando voleios bizarros na rede, finalizando com um último ponto que é emblemático desse confronto: uma bola alta, suculenta, sobrando no “tê” – a mais fácil de se matar no jogo de tênis – onde o Federer deu de bico no pé da rede, entregando o jogo. Foi triste.

  • Federer esteve muito abaixo do normal mesmo, ele insiste em ir pra pancadaria com nadal e djokovic, ao invés de usar curtinhas, saque e voleio, mais slices… até o monaco ta dando sufoco nele… Mas o cara já ganhou tudo, está com gemeas, casado a um bom tempo, 29 anos, talvez não volte a ser oq era antes, é não deve estar muito interessado em trabalhar as falhas… Acho que vai ganhar alguns masters e wimbledon, talvez.

  • Rogério

    Para muitos e para mim o Federer vai ser e será pra sempre o melhor de todos os tempos,pois muitos que estão no cirquito nunca chegará ao titulos de Federer e convenha-mos que nenhum jogador ficar muito tempo assim do nivel dele por muitos anos como ele ficou.Então fabrizio os teus comentários as vezes são sempre contra Federer e ele vai mostrar ainda para muitos que ainda é o melhor de todos os tempos,pois vc verá.

  • Samis

    Federer precisa dar mais de si, se motivar mais, ser mais determninado, não se sentir humilhado por ter que correr mais do que está acustumado. Precisa também usar o que tem de melhor, que é a versatilidade do seu jogo, o que não vem sendo explorado. Ele tem sacado mal e sido irritantemente teimoso em não usar seus slices em dados momentos em que esse golpe é mais cabido. Um grande campeão sempre tem uma forte personalidade, e infelismente parece que ele se acovarda ao enfrentar o Rafa. Isto é o que de mais importante precisa ser resolvido.

MaisRecentes

O melhor Rafael Nadal entra para a história do esporte



Continue Lendo

Djokovic ou Thiem podem parar Nadal ?



Continue Lendo

Um novo patamar para o Next Gen



Continue Lendo