Qual Nadal teremos contra Federer ?



O Roger Federer que entrará em quadra nesta sexta-feira às 20h será aquele ofensivo, atacando, buscando a definição dos pontos e uma quebra para sair na frente e jogar confiante, evitando as trocas de bola que lhe são desfarováveis.

Agora qual Nadal teremos em quadra ? A lesão no ombro pode responder negativamente, mas mesmo sem dores, o espanhol vem alternando.

Sem dores, certamente será aquele que sempre encara o Federer. Indo pra esquerda do suíço, tentando dominar os pontos no fund, sem cometer erros não-forçados.

Mas está difícil decifrar a regularidade das atuações do espanhol. Em Indian Wells alternou altos e baixos. Na final jogou muito bem e de forma correta o 1º set e depois despencou no saque e no fundo diante de Djokovic.

Em Miami vinha tendo ótimas atuações, mais regulares e confiantes. Mas hoje contra Berdych, fez um primeiro set ao nível de um número 1 do mundo, sacando bem e jogando firme no fundo, dando um baile no tcheco (13 winners e 5 erros). Tendo lesão ou não, a partir do 2º game do segundo set o espanhol cometeu demasiados erros não-forçados e deu uma bela ‘afinada’ de braço. Prato cheio pro tcheco atacar e comandar.

Se o saque o havia deixado na mão há dez dias atrás, acabou sendo o ‘turning-point’ do encontro. No 1º game do terceiro set um 0/40, Nadal visivelmente preocupado no olhar para seu staff. Três aces, game salvo e início da progressão. Terminou jogando dois bons últimos games, mas abaixo do que havia feito na etapa inicial (Berdych ajudou também não é ?).

Federer x Nadal é um clássico e este tipo de jogo é decidido em detalhes. Em um game onde um salva ou confirma quebras, um ou dois pontos espetaculares produzidos.

Se Nadal for capaz de jogar a forma que atuou no 6/2 contra Berdych e 6/4 contra Djokovic o tempo inteiro, ele leva esta talvez num jogo com´altíssimo nível. Se oscilar, pode ser fisgado pelo suíço.

Curtinhas:

Será o tira-teima em Miami. Em 2004 Nadal, com apenas 17 anos, derrotou o recé-número 1 Federer. Mas o suíço deu o troco na final do ano seguinte virando em cinco sets.

A primeira semi entre os dois desde o ATP Finals de 2007 em Xangai, a primeira do circuito regular (ATP Finals é o único com formato de grupos) desde 2005 em Roland Garros.

Que curioso. Federer ainda não ganhou de um Top 10 no ano. Venceu o então 13º Tsonga na semi de Doha e Wawrinka, então 14º, nas quartas de Indian Wells. Perdeu 3 vezes para Djokovic. Nadal venceu sua 1ª sobre top 10 contra Berdych. Havia perdido duas, uma para Nole e outra para Ferrer.



MaisRecentes

51 vezes Nadal. Uma boa ideia



Continue Lendo

Djokovic está de volta!



Continue Lendo

Um racha no circuito ? 



Continue Lendo