Alguém pode evitar Federer x Nadal ?



Respondendo a pergunta acima. Muito difícil. Os dois vêm atuando muito bem. Federer muito agressivo, focado e consistente e Nadal se aproveitando da quadra mais lenta de Miami, mas mesmo assim jogando pra frente e com um bom saque.

Pobre de Aleksandr Dolgopolov, que ainda é ingênuo ao enfrentar os tops, e Olivier Rochus que sofreu com a ira do suíço por iniciar o jogo à 0h37. Um pai de gemêas não pode dormir tão tarde não é ?

Os adversários são complicados. Nadal sempre se enrolou com Tomas Berdych, mas nos últimos quatro anos com sua evolução pro jogo agressivo achou a fórmula para derrotar o rival que não está muito afiado na competição, apesar das vitórias. Federer sempre se complicou diante de Gilles Simon e deve ter paciência nas trocas de fundo para não ser fisgado pelas armadilhas do rival que contra-ataca de forma eficiente.

Miami foi o palco onde a maior rivalidade do tênis começou com o então menino prodígio espanhol de 17 anos derrotava o recém-número 1 suíço em 2004. No ano seguinte, em uma grande final, Roger virou diante de Rafa. A Flórida aguarda por mais um capítulo do duelo, o primeiro da temporada.

Curtinhas:

É duro acompanhar certos jogos femininos. Dupla-falta daqui, dupla-falta de lá, tenista que abre 5/1 e amarela. Sharapova ontem fez 17 duplas-faltas,mas ganhou, uma batalha de 3h28min. Ivanovic desperdiçou cinco match-points contra a brava e pra mim número 1 do mundo Kim Clijsters. Uma derrota dura que vai pode machucar por algumas semanas a sérvia.

Lado positivo é o retorno de Sharapova ao top 10 e o surgimento da alemã Andrea Petkovic que comemora suas vitórias de um jeito peculiar, dançando.



  • Neto

    Com essa quadra lenta o Federer deve ter dificuldade contra o Simon, mas a falta de cabeça do francês deve ajudar o suíço.

    Já o Nadal não deve ter dificuldades contra o Berdych.

    Essa quadra parece favorecer o Nadal e o Djokovic, então acho difícil o título não ficar com nenhum dos dois. O único que pode conseguir essa proeza é o Federer, se estiver em um dia brilhante.

  • Fabrizio porq vc ñ falou do título do Monteiro? e esse pessoal do challenger de Recife em vez de convidar o Monteiro né

    • Fabrizio Gallas

      Falei na minha coluna do jornal LANCE! de terça-feira 🙂 Ele merece oportunidade sim, mais do que o Augusto Laranja que não produziu muita coisa nem no profissional e nem no juvenil

      • Fabrizio se vc falou então ta tudo certo.

  • Joao Alves

    O Gilles Simon pode parar Federer sem sombra de dúvidas. O francês sempre dá trabalho e já levou 2 ou 3 partidas em masters 1000 salvo engano. Já do lado do Nadal não vejo dificuldades. O Dolgopolov, que poderia ter vendido mais caro não jogou nada, devido aos imprevistos climáticos, que obrigaram o jovem a fazer duas partidas no mesmo dia. Mais uma vez o Nadal caminha com facilidade na chave, e agora nas quartas vai encarar o Berdych, que está num péssimo nível e ainda por cima cansado e por isso não deve oferecer resistência. Quanto a análise que vc fez do confronto entre Federer e Simon eu não concordo Gallas. Se ele entrar nas trocas de bola, como vc mencionou, aí sim ele correrá muito perigo. Ele deve jogar como jogo contra o Rochus, ou seja, com muita agressividade, definindo os pontos rapidamente e sacando muito bem. E tentar agredir ao máximo nas devoluções. Pois ou o Federer ganha rapidamente em sets fáceis, ou ele perderá, pois mesmo ele vencendo o Simon em um jogo longo com muitas trocas de bola, como fez no Australian Open, ele estará cavando sua cova para o próximo jogo contra o Nadal, pois o suíço chegará cansado e o Nadal não.

  • MARCELO SILVA

    FEDERER VEM JOGANDO BEM DESE O FINAL DO ANO PASSADO. TENHO CERTEZA QUE ELE VAI TER UM GRANDE ANO. ELE COMEÇOU BEM TB. AFINAL DE CONTAS, NINGUÉM GANHA TUDO. DJOKO LOGO LOGO COMEÇARÁ A PERDER. MIAMI SÓ FEDERER , NADAL OU O SÉRVIO LEVARÁ.

  • Jose Santana

    Gosto de ver estes grande jogadores, nº 1-2-3-4, acho que O Nadal poderia jogar usando menos a bola balao, nao sei parece que o jogo fica feio, outra detalhe Novak-NadaL_Murray e outros ainda temem o Federer, pois só vejo jogarem no Backhand. Goto muito das exibições as jogadas bonitas são mais constantes…

  • gregory

    Acho Que O Federer Vai ter Dificuldades contra simon
    mais se o suiço estiver focado e com o seu backhand bom
    acho ki ele ganha em sets diretos
    mais se o backhand
    começar a falhar
    pode contar que o simon vai jogar só lá como todos fazem contra o FEdex
    Nadal Vai ter Jogo Duro Com O Invocado Berdych
    acho Que nadal Leva Em 3 Sets
    E NA Semi final
    FEdex x RAFA Acho Que O Federer Ganha
    apesar Do Ultimo Jogo TEr sido durrisimo

    Aposto Em Federer E Djokovic

    A Revanche De 3 Jogos Seguidos
    Que Federer Não Vence!!!!!!! OBG

  • Paulo Filho

    O confronto Nadal x Federer tem 95% de chance de acontecer. Além de tudo o que foi dito, o Berdych está bem mais cansado que o Nadal e o Federer parece que aprendeu a neutralizar o Simon. Só por milagre esse jogo não sai. Só que se o Federer quiser passar do Nadal, é bom ele calibrar a esquerda, que anda suficiente para bater os demais adversários, mas nem de longe está boa o suficiente para combater o número 1.

    O jogo do Ferrer e do Fish acabou agora com vitória do americano, e esse eu acho que será um adversário bem mais duro para o Djokovic que os demais (alguém duvida que ele vai ganhar do Kevin Anderson?). O Fish joga com a torcida a favor, não parece estar cansado, está jogando demais e tem uma cabeça pra lá de tranquila e confiante. Se o Djokovic bobear, pode ser surpreendido.

    Eu não acredito que a quadra favoreça a um ou a outro. Ela está mais lenta que a de Indian Wells, ótimo, mas não é possível deslizar numa quadra dessa igual ao que se faz no saibro, e isso principalmente para o Nadal faz toda a diferença, pois ele é um verdadeiro “surfista” das quadras de pó de tijolo. Nesta quadra também o quique, apesar de mais lento, não sofre influência de possíveis imperfeições do solo. Fora que o Federer também é um excelente jogador de saibro, melhor até que o próprio Djokovic, então eu creio que todos estejam com condições similares. Talvez o Nadal tenha uma pequena vantagem porque fica mais fácil colocar efeito nas bolas, mas tanto o Federer quanto o Djokovic têm condições de sobra de neutralizar isso.

    Chances de levar o caneco: Nadal 30%, Djokovic 35%, Federer 25% e Fish 10%.

    • Concordo plenamente com o comentário do Paulo Filho, porém conhecendo o menino prodígio chamado Rafael Nadal na escalada brilhante dele no tenis desde os 17 anos, eu mudaria um pouco as estatísticas, pois o que mais impressiona é a determinação e vontade do Rafa, tendo um nível de exigência muito grande. O Djokovic é impressionante, porém um tanto instável emocionalmente, apesar de que em 2011 está a mil por hora. O Federer, parece que está fazendo um jogo “meia boca” falta raça, o que sobra no Nadal. Portanto, eu colocaria que as chances da taça seriam : Nadal 50%, Djokovic 30 % e Federer 20%. Somente não concordo que o Federer seja um excelente jogador no saibro. O saibro tem tudo a ver com o Nadal, tinha tudo a ver com o Guga. E os efeitos que o Nadal vem colocando nas bolas, principalmente no último jogo com o Dogolpolov, foi um show!

      • Paulo Filho

        Sandra, que bom que vc concordou com os meus comentários. O Nadal é realmente impressionante, mas o Djokovic este ano, convenhamos, está superior a ele. No saibro a conversa é outra, mas por enquanto ele é o “Rei do Hard”.

        Eu disse que o Federer é um excelente jogador de saibro por conta de todo o seu retrospecto. Ele já ganhou RG, fez mais 3 finais neste mesmo torneio e já faturou alguns Masters (inclusive Madri). O problema do Federer não é o piso, e sim o Nadal, que talvez seja o melhor jogador de saibro da história. Palavras essas ditas pelo próprio Federer há algum tempo.

  • Eu acredito que o Mard Fish pode ser uma pedra no sapato destes tenistas.Ele vem numa fase muito estável e como eu sempre digo tem que aproveitar a fase e ganhar.Arlete

  • sandra arbex

    É muito facio jogar com cachorro morto, pois o ucraniano jogou uma partida em dois dias e logo depois pegou o Nadal bem descansado.

    • Fabrizio Gallas

      Sandra,

      Não acho que influenciou não. Dolgopolov jogou as normais 1h50 num dia e depois uns 40min no outro dia. Não é muito. Se ele tivesse jogado 3h num dia e mais 1h30 2h no outro aí sim é problema.

      • RFZ

        Concordo, tambem acho que não influenciou. Simplesmente ele não tinha condição tecnica de vencer o Nadal.

        • Paula

          Verdade. Mesmo Dolgo tendo jogado uns 5 games no dia seguinte,isso não influenciou em nada . Na verdade,ele fez um treino,um aquecimento ,antes da partida com Nadal..

  • Rogério

    Não acho, tenho certeza. O confronto Federe x Nadal não vai acontecer.
    PREVISÕES:
    Simon ganha em três sets, de virada, quando o Federer der moleza no segundo set e perder o ponto de contado da esquerda, depois por ter ganho o primeiro (3×6, 7×5, 7×6);
    Nadal atropela o morto do Berdith, que ultimamente nem em boa forma tem ganho do Nadal nos últimos quatro anos (6×3, 6×4);
    Nole frita o Fish, em dois sets diretos, do tipo 7×5, 6×2.
    FINAL: aqui é mais difícil e não tenho certeza. Vou torcer para o Nole, mas acho que o Nadal ganha no terceiro set, em um jogo cheio de oportunidades para os dois lados.
    Abraço a todos!

  • RFZ

    E hj apesar do Berdych não estar muito bem, não acho que vai ser um jogo tão facil.

  • Rosângela

    Pra mim, vai dar Nadal e Federer sim! Nadal tem muita raça e no Federer sobra experiência que supera o entusiasmo de Djokovic.

  • Acredito muito que Nadal passa por Berdith e facil – Federer nesse momento já passou pelo Gilles por abandono do primeiro. E quanto a Nadal x Federer, sou mais Nadal, pois o suisso, apesar de conhecer todos os atalhos das quadras e ter todos os golpes, acredito que já está colocando o pé no freio, em sua melhor fase nem Nadal ou Djok, seria pareo para ele, mas agora…salvo algum imprevisto de percurso; é esperar a final entre Nadal e Djok e aí salve-se quem puder – Abcs

MaisRecentes

Laver Cup faz história e dá um tapa na cara da Davis. E Bia Maia muda seu patamar no circuito



Continue Lendo

Nadal no Olimpo



Continue Lendo

O enorme coração de Del Potro



Continue Lendo