Agressividade com recursos reserva um lugar de Raonic no top 10



Está surgindo de uma nova estrela no circuito mundial. Milos Raonic une o arsenal de golpes para se dar bem no esporte atualmente. Saque poderoso – com aces a todo momento -, direita potente, excelente voleio, boa mobilidade e jogo agressivo. Para completar, o sangue frio e boa cabeça nos momentos decisivos são notáveis no jovem de 20 anos nascido em Montenegro e que já é o maior tenista de simples da história do Canadá.

A ascenção de Raonic é impressionante. Começou o ano como número 156 do mundo e já está no 37º lugar com oitavas do Australian Open, um título de ATP 250 e uma final de ATP 500. E ele não bateu em galinha morta não. Ganhou duas vezes de Fernando Verdasco, número 9 do mundo, e uma vez de Mikhail Youzhny, décimo, levando Andy Roddick ao sufoco num jogo espetacular na final de Memphis.

Raonic já é realidade e estará entre os 20 melhores rapidamente. O top 10 pode demorar um pouco, é preciso mais “cancha” no circuito, mas certamente virá se ele se manter livre das lesões este ano. A única dúvida é se seu jogo vai encaixar no saibro. Provavelmente não. Acapulco dará a 1ª resposta. Mas não fará tanta diferença já que o circuito tem a maioria de torneios no piso duro.

Milos é o melhor talento que apareceu no tênis após Murray/Djokovic e Del Potro/Cilic nos últimos anos. Roger Federer, Rafael Nadal e cia. que se cuidem!

Não concordo com o rótulo de que Thomaz Bellucci está azarado ao ter Verdasco na estreia no México que ocorre nesta terça-feira. Ele se deu bem na maioria dos sorteios até aqui, mas não aproveitou as chaves teoricamente abertas. Como já dito, a fase não é das melhores. Mas o brasileiro pode se beneficar visto que é difícil a troca brutal de condições que se submeterá Verdasco que joga a 1ª no saibro no ano e estava no frio e o piso rápidíssimo coberto nos Estados Unidos.

Quem sabe pode pintar a 1ª vitória de Thomaz sobre um top 10. Já está mais do que na hora. São nove confrontos e nove derrotas contra tenistas neste grupo.

Curtinhas:

Ainda não me conformo com o fato de Bellucci ter excluído Buenos Aires do calendário. Era mais simples ter se inscrito e caso fosse bem no Sauípe desistia alegando algum problema físico. Após o sorteio em Acapulco ele corre o sério risco de somar apenas 90 pontos na gira latinoamericana no saibro, bem abaixo dos 340 do ano passado e 210 de 2009.



  • Felipe Araújo de Queiroga

    Não acho que dará trabalho para o quarteto, mas quem sabe para os que estão abaixo. Esse menino tem uma frieza notável e bons golpes. Espero que vingue, pois já estou com saudades de um voleador no circuito…

    • Fabrizio Gallas

      Acho que dará trabalho sim pro top 4 no piso bem rápido principalmente. Ele voleia bem mesmo.

  • Wanda Ribeiro

    Gostei de ver a apresentação do Raonic. Que bom, temos mais uma grande promessa para desafiar os grandes tenistas que já circulam nos grandes torneios. Apesar do seu grande desempenho, torci, òbviamente, pelo Roddick. Agora, caro Fabrizio, gostaria de saber, porque o site de tênis não está informando os horários das partidas de Dubai e de outros torneios exibidos na atual temporada. Abraços.

    • Fabrizio Gallas

      Teremos os horários dos jogos de terça em Dubai e Acapulco

  • Gaspar

    Prezado Fabrizio,
    Assisti alguns jogos do Raonic e gostei. É mais um grandalhao de saque forte, mas que tem um pouco mais de recursos que os outros grandoes. Acho prudente aguardar um pouco para fazer algum prognostico tao favoravel a carreira deste jovem. Ele ainda nao foi visto como bola da vez pelos outrois jogadores e tambem ainda joga sem pressao, por ser tao jovem. Quando a coisa esquentar de vez para o lado dele, vamos ver de que ele realmente e feito. Eu tenho a tendencia de achar que jogadores grandes e de saque forte podem ser bons, mas dificilmente permanecerao entre os top 10. Este menino vai ser excecao? So o tempo dira, mas tenho minhas reservas.
    Quanto ao Bellucci, ja dei minha opiniao ANTES do Brasil Open, lamento contraria-lo, ja que defende o Bellucci com unhas e dentes, mas continuo com minha opiniao: Foi muito alem do que poderia. Vai despencar, pois, aceitemos que contra fatos nao ha argumentos, ele e fraco. Pode melhorar? Todo mundo pode, mas nunca sera top 20!!!

    • Fabrizio Gallas

      Gaspar,

      Não acho o Bellucci fraco. É um ótimo jogador, mas tem deficiências. Avalio suas condições de ser top 20 por lá termos alguns jogadores não tão talentosos. O Troicki, por exemplo, está lá agora e não tem esse talento todo. Se ele pode, porque o Bellucci não ? É questão de confiança. Eu não defendo o Bellucci com unhas e dentes, critico quando tenho que criticar e elogio quando tenho que elogiar.

      • Gaspar

        Olha o ato falho…. vc disse que o Bellucci NAO tem deficiencias… Leia a resposta que vc me deu!!! Aquilo e o que seu subconsciente pensa!!! O Troiki e um lutador, viu a fria que ele entrou e o que fez no final da Davis? Vc viu o fiasco do Bellucci na Davis? Nao da pra comparar os dois!!! Troicki tem muito mais recursos que o Bellucci. Saque, direita e esquerda, voleio e semelhante. Alem de ser muito mais síolido no fundo.

        • Fabrizio Gallas

          Gaspar calma! Escrevi errado (corrigi já!). Na pressa saiu o “não”. O Bellucci tem várias deficiências. A começar pelo voleio que é muito fraco e a ansiedade, fora os excessivos erros. Desculpe 🙂

          • Gaspar

            Legal amigo!!! Eu entendi!!! So estava brincando com sua forma de ver o Bellucci. Abracao e desculpe!!!

          • Fabrizio Gallas

            Não, Desculpe eu que escrevi errado (risos)

  • GLEIBSON RODRIGUES PEREIRA

    Tenho lido e ouvido comentários a respeito do tênis brasileiro e mundial. Respeito a opinião de todos os comentaristas e narradores pelo Brasil afora. O Tênis brasileiro somente irá se alavancar quando tivermos profissionais de fato (Professores formados em Educação Física) atuando. Não quero e/ou pretendo desfazer a capacidade de nossos boleiros ou ex-jogadores de tênis. Sei que muitos deles fazem o possível dentro da sua capacidade para ministrar uma aula de tênis. Temos que criar um meio de disponibilizar a estes instrutores condições de fazer um curso superior.
    Estamos falando de professores capacitados para ministrar uma aula para um ser humano, que abrange aspectos fisiológicos, psiquicos, didáticos, cultural e etc…
    Quando vemos um jogador aparecer na mídia, nos questionamos! Cadê o nosso potencial esportivo?
    Às vezes olhamos apenas os belos golpes de um determinado atleta, e não nos alertamos que por trás daquele atleta há uma boa estrutura e profissionais qualificados que não ficam somente lançando bolinhas para o seu aluno/a.
    Há um trabalho de capacidade motora/qualidades físicas inerentes ao desporto em questão. Como e quando trabalhar cada valência física em questão, somente sentando num banco de escola no mínimo 4 anos (curso superior) e se aperfeiçoar constantemente (diariamente).
    A CBT faz o possível administrando cursos de capacitação! Mas, não depende somente da entidade em questão. Temos que de fato é estudar, arregaçar as mangas e trabalhar.
    No Brasil temos tb boas revistas no mercado e bons jogos sendo narrados por profissonais competentes que podem auxiliar o dia a dia de qualquer professor, onde são dadas boas dicas.
    Esta é apenas a minha opinião. CREF/G-MG 008293

  • Thiago

    Não vou mentir…como eu queria que esse Raonic fosse brasileiro…
    Pq tá dificil…nós não temos nenhuma esperança de um jogador se destacar novamente…
    E talvez única esperança que era o Thiago Fernandes, sumiu.!!!Será que realmente não temos condições de colocar ninguém no Top 20, 15???
    Ainda mais agora, com Bellucci em má…não em péssima fase, obviamente não passa da primeira rodada de Acapulco, apesar de eu torcer para queimar minha lingua.Espero que essa garotada do juvenil suba logo e nos dê alguma alegria.To cansado de “promessas” que não dá em nada…por exemplo o Lindell, era “a promessa” e até agora nem top 300 conseguiu(com 19 anos já, ou seja não mais um garotinho de 16,17)….Clezar….nem em Future……Estourar com 21,22 23 anos não dá né…O que vc acha Fabrizio?

    • Fabrizio Gallas

      Tiago Fernandes está naquela dolorosa transição juvenil-profissional. É preciso paciência. Ele teve uma lesão e só volta a jogar em março.

  • Branca

    Olá Fabrizio,
    Fiquei encantada com o jogo do Raonic, só espero que não seja mais um “só” sacador.
    Jogo só de saque é muito chato. O que me chamou a atenção, é a concentração dele, o tempo todo focado. O Bellucci, mais uma vez no saibro, vamos ver o que acontece.
    Não quero ser pessimista, mas acho que o Bellucci, vai perder para o “Merdasco”.
    Abraços

    • Fabrizio Gallas

      Ele tem jogo de fundo, seguraa onda na esquerda e tem direita agressiva. Muito melhor do que Isner e Karlovic por exemplo.

  • Marcos

    Creio que enfim temos mais uma safra de novas promessas (tomara que não fiquem só como promessas) Como Aleksandr Dolgopolov e o até então desconhecido Milos Raonic. Eu sinceramente fiquei impressionado com o desempenho desse menino. Um saque devastador, mas se fosse eficiente como o de Ivo Karlovic,juntado a suas muito melhores habilidades ele teria atropelado Andy em Memphis. O menino tem futuro garantido, tem um ótimo saque, voleia bem, sabe usar com sabedoria sua direita reta, plana e muito profunda. Espero que ele vingue mesmo e se aperfeiçoe nos diversos pisos, afim de se manter por cima. Acredito nele sim no top 10 até o fim do proximo ano. queria ver um jogo dele com Robin Soderling. Sacadores, bolas chapadas e longas trocas de bolas…acho que o menino daria muuuito trabalho…podendo até surpreender.
    abraço a todos.

  • Fernando

    Aff, quando é que vocês vão parar de falar desse inútil do Bellucci, que não passa de um jogadorzinho qualquer?

    E ainda fica torcendo pra esse mané ganhar do Verdasco…

    Impressionante, falam, falam, falam, de Bellucci, Feijão, Mello e outros tenistas medíocres que por acaso nasceram aqui e não falam do Roddick, por exemplo, que conquistou seu trigésimo título no início da semana; ou do Soderling que vem numa maré pra lá de boa, já ganhou três torneios esse ano, putz…

    É lamentável isso.

  • Wilson

    Nossa como nego enche a bola desse Roddick, o cara tem 30 títulos sendo 1 grand slam e nunca mganhou o ATP Finals. Se o Fereder ou o Nadal ganhassem esses títulos do Roddick ambos teriam passado o Connors já. Aliás, o cara simplesmente perde de 20X2 para o Federer e não consegue trocar 5 bolas de fundo de quadra. O raonic vai ser MUITOOOO melhor que o Roddick.

    • Fernando

      É, só 1 GS em 5 finais, 30 títulos em 50 finais, só perde pra Federer e Nadal; ex-nº1, já taí há 8 ou 9 anos entre os 10 melhores. Nossa, realmente, ele é ruim demais.

MaisRecentes

Maior de todos no saibro, Nadal já pode almejar liderança na temporada



Continue Lendo

Bellucci se reencontra



Continue Lendo

Rep. Tcheca seria o melhor rival do Brasil na Copa Davis



Continue Lendo