Mello, a grata surpresa no Sauípe



Quando saiu a chave do Brasil Open, a maior dureza estava com Ricardo Mello em seus adversários e a pressão também pois defendia 90 pontos de uma semifinal, algo que não é fácil. Mas o campineiro mostrou sangue frio, experiência e é claro, um tênis agressivo e regular, o mesmo que o levou ao top 50 em 2005.

Foram três jogos, três atuações sólidas e triunfos que saíram melhor do que a encomenda contra Santiago Giraldo – embalado pela boa campanha e o vice-campeonato de Santiago – , Albert Montañes – mesmo não tendo muitos recursos técnicos já ganhou 5 títulos de ATP, é um top 25 e tem vitória sobre Roger Federer no saibro – e uma aula sobre Pablo Andujar, algoz de Tommy Robredo.

Nos últimos anos Mello vem se caracterizando por ter ótimos resultados no Brasil, algo que se conseguir levar com mais frequência pra fora do país, conseguirá elevar ainda mais seu ranking (78º colocado).

Sobre suas chances de conquistar o título. Aumentam bastante. Está confiante, firme e por enquanto não temendo ninguém.

– Até o momento são 13 vitórias seguidas no país (títulos de Salvador em agosto de 2010, São Paulo em janeiro e agora a semi no Sauípe).

– Mello possui 13 títulos de challenger na carreira, 12 foram vencidos no Brasil. Em ATP ele tem um título em Delray Beach nos Estados Unidos em 2004. Fora isto seus melhores resultados em ATP foram no Sauípe em 2005 e 2010 perdendo para Nadal e Ferrero, campões em seguida.

Bellucci em crise – Como o próprio Bellucci disse, a torção no tornozelo não foi culpa de sua derrota. Atrapalhou sim, mas o brasileiro esteve muito aquém do que pode produzir.  Como eu afirme posts atrás, Juan Ignacio Chela não é bobo e traria dificuldades. Usou a experiência de 31 anos para dominar o brasileiro.

Uma pena, mas Bellucci não está em boa fase. Segue somando derrotas melancólicas e aí a confiança vai ladeira abaixo. Somou 90 pontos na gira do saibro onde tem potencial para muito mais. Não joga Buenos Aires e terá uma chave dura em Acapulco.

O que nos resta ? Torcer para essa maré passar. Fases ruins acontecem com qualquer jogador. Bellucci só não pode se deprimir. No jogo contra Chela vi ele com poucos momentos de vibração.

É Brasil Open ou Argentina Open ? O torneio é feito aqui no Brasil, mas a torcida argentina estava em igual ou até maior número do que a brasileira no jogo contra Chela. E vibrava muito mais do que a nossa. Triste isso.




  • paulo tiago – paragominas-pa

    cara! eu nunca botei fe no ricardo mello, mas hoje ele calou minha boca!
    estou torcendo pro belluci, mas do jeito que o mello ta jogando…
    o cara não ta errando nada! e não ta dando chance pra ninguem.

  • Carlos

    Bem, vendo o Mello desde o início do ano passado(desde quando venho acompanhando a fundo o circuito) eu penso no que ele vinha fazendo na faixa 150-200 do ranking, ganhando um challenger ou menos por ano. Seria falta de motivação? Se alguém souber, favor citar. Acho que ele pode ir a final no Sauípe ou mais até, mas ele vai ter que jogar MUITO contra o Dolg(provável adversário dele, tá ganhando 6-3 2-2). Só o fato dele conhecer suas próprias limitações e virtudes já ajuda demais, se a quadra tiver rápida como hoje, se ele angular tudo, calibrar o primeiro saque e acertar tudo que tenta(confiança é a chave) como vem fazendo, acho que ele vai pra final, tomara que contra o Bellucci. Se seguir assim, pode ir bem em Memphis(500) e até ser campeão de novo em Delray(ambos na rápida, onde ele mais gosta)… Vamos Ricardinho, rumo ao TOP 50 de novo!

  • Carlos

    TIRA ESSE TORNEIO DO SAUÍPE, PORRA! O BELLUCCI(QUE É MUITO FRAQUINHO E NÃO PASSA DAS QUARTAS DE UM TORNEIO A MAIS DE UM ANO) TÁ JOGANDO COM UM ARGENTINO NO BRASIL COM TORCIDA CONTRA. BEM FEITO PRA KOCH TAVARES, TÁ VENDO UM JOGADOR DELA TOMANDO PAU DUM ARGENTINO PORQUE NÃO QUEREM MUDAR O LOCAL DO TORNEIO. TRAGAM O ATP PRA SÃO PAULO OU AQUI PRA PORTO ALEGRE E VEJAM SE NÃO VAI LOTAR AS ARQUIBANCADAS DE BRASILEIROS!

    • Alexandre

      Totalmente apoiado!!!
      Aqui em São Paulo temos o Aberto de São Paulo e a etapa São Paulo do Petrobrás. Ambos os torneios tem bastante público, principalmente nos jogos noturnos.

  • wagnaomga

    O Ricardo Mello está sendo a nossa salvação ele ta jogando muito conseguindo impor o ritmo ao jogo, administrando bem as dificuldades, uma cabeça legal. Ele ta arrebentando o Pablo Andujar ainda ta procurando quem passou poe cima dele rsrsrsr. Ricardo Mello parabens ta mostrando que com garra e determinação da pra mostrar um tenis otimo.
    A derrota do Bellucci daqui a pouco a gente comenta…

  • OTAVIO NEVES

    Qualquer pessoa que entende um pouco de Tênis (e vc entende mais do que eu) sabe que mudanças são graduais – e resultados dessas mudanças custam um pouco para aparecer. Não devemos cobrar resultados imediatos da nova dupla Larri/Bellucci só em razão do calendário da ATP colocar o Brasil Open em fevereiro. Vamos dar um crédito p/ eles – a temporada tá só começando. Vamos Bellucci – e boa sorte…

    • Fabrizio Gallas

      Sim, concordo e venho escrevendo sobre isso. Mas mesmo assim, Bellucci poderia estar jogando melhor, estar sendo mais constante. Ele tem ótimas atuações e na partida seguinte não joga nada. Foi assim em Auckland, no Sauípe e parte de Santiago.

    • Fernando

      UHAUHAHUAUHUHA, conta outra, o cara é ruim mesmo. Tenho pena é do Larri, que tá perdendo tempo dele com esse cara, poderia estar treinando algum tenista bom de verdade.

      • Fabrizio Gallas

        Fernando,

        Bellucci é muito bom. Ele não é excepcional como o Guga, mas é muito bom. Mas o trabalho do Larri só está começando. Esse início é assim mesmo, quebrar a cabeça e seguir trabalhando. Thomaz tem recursos, mas está sem confiança. Isso não começou esse ano com o Larri e sim no ano passado aquela derrota em Hamburgo e depois Gstaad…Torcemos para que passe logo.

  • Felipe

    Eu acho que algumas pessoas esperam demais do Bellucci, mas ele nunca vai ser um Guga, nem se compara. Ele é muito fraco, não tem confiança, perde jogos teoricamente fáceis… Nem a torcida ajuda!Não sei se vai adiantar ser treinado pelo Larri Passos, ele não deve fazer milagre! Vamos esperar para ver se ele me desmente nos próximos torneios, acho difícil! Vamos esperar pelo Mello, tomara que esse ano ele vença o torneio, apesar de ter um jogo dificílimo contra o Dolgopolov, que é a revelação desse início de temporada!

  • Carlos

    próximo post: “Bellucci, a ingrata surpresa no Sauípe”

  • Branca

    Olá Fabrizio, lembra que te falei da roupa de astronauta?
    O Bellucci, tem talento, longe de mim de dizer ao contrário, mas, viaja legal. Perder, faz parte do jogo, mas perder sem jogar, sem lutar dói mais. Parecia que ele tinha 31 anos e não o Chela.
    Rogerio Dutra, perdeu pro Chela, mas jogando, jogando muito, vendeu caro a derrota.
    Não posso esquecer de louvar o Ricardo Mello. Tá jogando muito bem, estou torcendo muito prá ele, sabendo que Dolgopolov é um jogador talentoso, inteligente, joga fácil,porém, nada é impossível. Tomara que hoje seja o dia de Ricardo Mello.
    Abraços.

  • Marcio

    Eu sou grande torcedor do Bellucci, pois é ele quem faz o tênis de verdade. Em outras palavras, é muito legal ver Federer ou Nadal quando estão jogando um contra o outro, mas quando jogam com outros tenistas espera-se uma carnificina. Com o Bellucci é diferente, não só porque ele é brasileiro, mas porque é o jogador mais imprevisível da ATP, quando você pensa que ele vai deslanchar, ele perde para o n° 240 do mundo, mas quando você não espera mais nada dele, ele fura um qualy e derruba todo e qualquer adversário naquela semana. Outros pontos inconfundíveis, qual outro tenista já venceu uma final de ATP levando um pneu no segundo set?? Mas o que mais emociona nos jogos do brasuca são o número de quebras, ele tem uma facilidade de quebrar e ser quebrado acima de qualquer outro. Acompanho o Bellucci desde que ele era n° 800 do mundo, e não vou para de acompanhar e torcer pelo garoto de Tietê, pois eu sei que em determinado momento ele vai surpreender a todos.

  • wagnaomga

    Ah ele vai sim Marcio quando anunciar sua aposentadoria rsrsrsrsr
    Brincadeiria Gente Eu em particular gosto muito do Belluci e acho que com a parceria do Larri ele vai melhorar muito assim como falou o Otavio Neves mudanças são graduais e demoradas. Mas nos esperamos mais garra dele poxa ele eh o 30, 31, 35, 37 do mundo tem que jogar bem

  • luques

    é Fabrizio esse ranking do Bellucci é apenas uma fébrite, uma coisa passageira, ou seja uma combinação de resultados, seu jogo está pra 70 pra baixo. Abçs.

  • Os tenistas brasileiros jamais vão conquistar um grande torneio. Uma triste realidade.
    Há inúmeros tenistas, bastante mesmo tenistas no circuito, melhores que os nossos. Mesmo aqueles que não estão bem ranquedos. Melo, Belucci, Alves.. todos são medianos. Lamentavelmente.
    Abraços.

MaisRecentes

Federer acirra disputa com Nadal



Continue Lendo

Nadal manda recado para Federer. Halep, enfim, realiza



Continue Lendo

Laver Cup faz história e dá um tapa na cara da Davis. E Bia Maia muda seu patamar no circuito



Continue Lendo