Bellucci segue sem aproveitar as chances



Estava tudo conspirando a favor. David Nalbandian e Juan Monaco haviam saído do caminho, a chave estava aberta para o bicampeonato. Thomaz Bellucci havia começado super bem a partida contra um Fabio Fognini irritado e desconcentrado principalmente com o barulho incomum de uma serra elétrica nos arredores da quadra.

Eis que nosso número 1 começa a errar, errar e errar. Leva de 6/1 na segunda etapa, se perde com o rival marcando duas quebras no 3º, consegue o feito de reagir e joga o tie-break fora.

Desde o começo do ano que Bellucci ainda não achou um jogo consistente. Ele consegue boas atuações por um set, um set e meio, mas do nada se perde dentro de partidas fáceis. Foi assim hoje, foi assim contra Rui Machado nas 8ªs, foi assim na estreia do ano contra Michael Russell.

Por certos momentos, em jogos como o de hoje que se apresentam fáceis, sinto que falta um pouco de inteligência ao Thomaz. Inteligência no sentido de ler o jogo para matar o adversário que se encontra debilitado mentalmente. Ele dá o primeiro golpe, leva o oponente à lona, mas não aproveita o momento favorável como deveria e começa a fazer bobagens.

E aí se vão jogos teoricamente fáceis, pontos importantes no ranking e aconfiança vai pro buraco. O começo do ano até aqui não é ruim, mas também não é bom. Que venha o Sauípe. Quem sabe com os ares baianos e mais descanso em relação ao que aconteceu em 2010, Thomaz possa jogar seu melhor tênis.

Curtinhas:

Ranking do Bellucci ficará 36 ou 37 na semana que vem. Se Tommy Robredo for às finais vai desbancá-lo. O sonho do top 20 fica distante por agora.

Convites acertados para Fernando Romboli e João Souza no Brasil Open. Romboli vem subindo e ganhou ótimos jogos com a final do CH de Bucaramanga na Colômbia. Feijão poderia ter um começo de ano melhor em São Paulo e Bucaramanga, mas venceu um ótimo jogo em Santiago contra o 62 do mundo, Pablo Cuevas.

Só volto a bater na tecla. Pra mim o 3º convite deveria ser pro Rafael Camilo que está em ótima fase. Mas vamos torcer pelo Guilherme Clezar. Quem sabe ele não cala minha boca. Espero que sim.



  • luques

    É Fabrizio o Bellucci perdeu de novo, como sempre achei ele não é top 30, ele está top 30, seu jogo é para top 60, pois perde jogos fáceis e para tenistas desocnhecidos, mesmo assim continuo torcendo por ele. Abçs.

  • Fernando

    Me pergunto por que torcem por um tenista tão medíocre, que tem um jogo extremamente pobre, uma atitude em quadra patética e que fica falando bobagens por aí.

  • Carlos

    Na boa, desisti. Eu sempre lia os caras metendo o pau no Bellucci e pensava que eram críticas exageradas, que ele ia superar, etc. Cansei de ver derrotas pra Fognini, Hernych, Giraldo, Daniel, Chiudinelli, Seppi, Anderson, Mello. Daqui a pouco vem o Larri e resalta que ele fez cinco games seguidos e quase, sempre quase, virou. O Larri vai deixar o Tiago Fernandes a segundo plano pra treinar um cara que larga o jogo após perder 2 games seguidos. Até pro Ricardo Mello, que não tem a metade da potência do Bellucci nos golpes, dá mais vontade de torcer, pelo menos o cara toma pneu e não baixa a cabeça, tenta o jogo dele até o fim. Se o Mello tivesse os golpes do Bellucci, seria Top 15 fácil, até mais. Agora, se o Bellucci, com seu lado mental, tivese os golpes do Mello, não seria nem Top 300. Quanto ao Feijão, é o Bellucci II, perde muitos jogos fáceis, não aproveita chances e tá a mais de um ano tentando furar o Top 100, sempre sem sucesso. O Romboli já devia ter se consolidado nos challengers, embora ainda seja tempo pra lapidar um bom jogador, que o diga o Marcos Daniel, que estourou com quase 30 anos. Camilo tem um saque descomunal, uma boa direita e mostrou raça contra o ex-Top 40 Zeballos, merecia um convite, mas desde o ano passado a Koch Tavares tá forçando a barra pro Clezar, conseguindo vários convites em challengers pra ele, que devia tá arrebentando nos fracos futures brasileiros, assim como o Tiago Fernandes. Foi mal pelo longo desabafo, ainda espero por uma ascenção do Bellucci rumo ao Top 10, embora acredite cada vez menos, e deposite minha esperanças no Fernandes, Clezar, Monteiro e, quem sabe, no Lindell, se ele voltar a defender o Brasil. Abraço

  • marcelo

    oi fabricio. é a 1 vez que te escrevo. sou portugues mas o meu pai é brasileiro. Fabricio o que eu queria te perguntar era qual é a razao pa inconsistencia mental do thomaz. ele tem um grande saque.boa esquerda, preciasa de melhorar o voleio, mas dos jogos que vi do thomaz este ano fico com a sensaçao que quando as coisas parecem faceis ,na cabeça dele ele começa a desleixar no seu jogo, errando bolas faceis, apatico. literalmente ele da botijas mas das grandes pa o adversario que esta a afogar se respirar. quando o adversario recupera e o thomaz ve que ta a ficar apertado começa outra vez a jogar com atitude, e andamos assim na corda bamba em todos os jogos do bellucci. em santiago vimos isso com rui machado,e fognini, jogos que ele se mantivesse com a mesma atitude dos 1 sets era um deja vu aos 2 jogadores, mas nao ele parece que gosta de nos fazer sofrer, e como meu pai me diz(o bellucci nao quer ser feliz, da a felicidade para os outros). deculpa fabricio pelo meu desabafo, mas o que podemos esperar para o resto do ano. tudo bem que a relaçao larry só começou agora, mas estou a ficar extremamente preocupado com esas viagens e esses apagoes que tem perseguido o thomaz ja a algum tempo. sinceramente a ver um jogo dele so fico descansado mesmo quando acaba o jogo. Fabricio ele tem tanta qualidade que esta a ser desperdiçada aos poucos, mas eu acredito que estas derrotas vao limar as arestas e reabilita lo daqui pa frente. Continuaçao de um grande trabalho na divulgaçao do tenis brasileiro e um abraço de portugal Fabricio.

  • Victor

    Fabrizio, não só neste torneio mas até agora (nessa temporada) tudo conspirou a favor do nosso número 1 que não aproveitou foi nada, se continuar desse jeito vai despencar mais ainda…

    abraço.

  • alberto f s chaui

    Concordo com sua análise do comportamento do Bellucci.
    Fici pensando na irritação que o Larri

  • Branca

    Olá Fabrizio,
    Quando vejo tenistas brasileiros, participando dos torneios grandes, prá mim é sempre um orgulho. Mas cá prá nós, não dar vontade de torcer pro Bellucci. Displicente, apático, errando tudo. Estava otimista com a troca de técnico, mas o Larri vai ter muito trabalho.

  • Paulo Filho

    Depois do que eu vi ontem em Santiago, só dá pra voltar a acreditar no Bellucci se ele foi campeão na Costa do Sauípe, mas eu particularmente duvido um pouco (muito) disso. Abraço Fabrizio, sua análise foi muito consistente mais uma vez.

  • Rafael

    Não adianta, o cara é fraco demais …

MaisRecentes

Novo título em Wimbledon significaria muito para mim, afirma Federer



Continue Lendo

O melhor Rafael Nadal entra para a história do esporte



Continue Lendo

Djokovic ou Thiem podem parar Nadal ?



Continue Lendo