Bellucci na dura Missão da Defesa do Título



Duas etapas foram cumpridas. Thomaz Bellucci já está nas quartas de final do ATP 250 de Santiago (Chile). Esta semana é especial pra ele. Defender o título com a possiblidade de perder muitos pontos e posição no ranking não é tarefa fácil para qualquer jogador.

Mesmo que ele enfrente uma chave teoricamente fácil a pressão por esses quesitos e ainda mais pelo paparico da mídia e da organização. Torna-se pior ainda se o jogador é da cada e tem a torcida a favor. Este não é o caso de Bellucci que derrotou dois chilenos no ano passado, incluindo Fernando Gonzalez, o queridinho local, nas semifinais.

Em 2010 Bellucci viveu a situação de defender seu primeiro título de ATP em Gstaad e mesmo com uma primeira rodada tranquila, acabou eliminado e ali perdeu o rumo para não entrar no sonhado top 20.

Bellucci teve seu caminho um pouco favorecido rumo à final no Chile com a derrota de Juan Monaco. Mas o argentino, atual vice-campeão, não estava em boa fase. Mesmo assim é preciso cuidado contra o italiano Fabio Fognini na quartas de final e provável duelo contra Tommy Robredo nas semis. Robredo é aquele mesmo que Thomaz ganhou no ATP de Auckland, mas no saibro se torna ainda mais complicado.

Ou seja. A semana não é fácil para Bellucci e ele ainda pode ver David Nalbandian na final.

Convite equivocado pro Brasil Open – Foi divulgado ontem o primeiro convite pra chave de simples do maior torneio do país que começa na próxima segunda-feira. Guilherme Clezar é o primeiro wild-card. Clezar é um menino de 18 anos com potencial. O vi jogar em Paris há um ano e meio. Tem uma boa direita e determinação.

Mas baseado nos resultados da última temporada fico com a clara opinião de que, para preservar o garoto, seria melhor colocá-lo no qualifying. Seu ranking está abaixo dos 700 do mundo. O melhor desempenho foi uma semi de um future. E ele parou na 1ª rodada de sete challengers no ano passado. Não ganhou um jogo sequer nos chamados torneios de médio porte.

Torço para que Guilherme jogue muito na 1ª rodada na Costa do Sauípe e, claro, vença, mas a tendência e o retrospecto mostram que ainda não é a hora do garoto.

O Brasil Open ofereceu convite pro Tiago Fenandes no ano passado e Larri Passos,sabiamente, rejeitou. Tiago foi jogar o quali e fez poucos games. É o processo de amadurecimento.

Curtinhas:

Bellucci defende 250 pontos esta semana e já marcou 45.

João Souza, o Feijão, defendia 102 pela semi + quali e somou 20. Perde 82 e deve deixar o top 130.

De acordo com o Blog Top Spin, do jornalista Gustavo Loio, Marcos Daniel para por um mês com a lesão no joelho e não joga no saibro latinoamericano. Uma pena. O gaúcho estava com gana de jogar bem no Brasil Open e o piso lento é onde tem mais chances de somar.



MaisRecentes

Nadal chega em Paris com sobras. Djokovic pode brigar



Continue Lendo

Nadal não será afetado por derrota em Madri. Zverev cresce, mas precisa confirmar em um Slam



Continue Lendo

Triplo 11 de Nadal ?



Continue Lendo