Qual será o Murray da final ? Nadal abrirá 2 Slams para Federer



Ver o Andy Murray jogar dá uma certa irritação às vezes. Hoje não foi diferente. Quando ele jogou de forma passiva, pediu para ser derrotado e ofereceu milhares de chances para o bravo e lutador David Ferrer. O mais engraçado é que quando ele esteve atrás do marcador ou numa situação de break-point contra, sempre tirava um bom saque e uma bola pesada pra se safar.

O britânico é muito talentoso. Tem todos os golpes e sabe jogar indo pra cima, agredindo, ditando o ponto. Ele só jogou 3h46min hoje porque quis, só se enrolou pois foi preguiçoso.

Resta saber qual Murray teremos na final. Se for o Murray passivo e preguiçoso, Djokovic vai engoli-lo. Se foi o Murray indo pra cima,temos tudo para ser uma grande final que pode chegar até a 5 sets.

É bom pro tênis termos esta decisão, dá novos ares e sai do óbvio Federer-Nadal. Meu favorito ao título é o Djokovic não só pela confiança que está jogando na Austrália, mas também por ter vivenciado quatro decisões e ter conquistado um Slam. Ainda acredito que Murray possa sentir o peso desta final, ainda mais vislumbrando maiores chances já que os dois maiores do mundo não estarão lá.

Situação do Ranking – Nadal, que entrou no torneio com pouco mais de 3 mil de vantagem, sairá com 4,3 mil pontos a frente de Federer, equivalente a dois Grand Slams. Acabou saindo no lucro apesar da lesão. Chegará tranquilo para os Masters americanos onde defende semis e poderá somar para aí sim se preocupar no saibro e na grama onde terá que repetir mais de 7 mil.

Djokovic, se for o campeão, vai grudar em Federer. Caso o vencedor seja Murray, ele retoma o 4º posto que é de Robin Soderling.

– David Ferrer ascende ao sexto lugar (melhor posição foi o quarto lugar em 2007); Jurgen Melzer será top 10 pela primeira vez.



  • Paulo Filho

    Fabrizio, o Murray talvez pudesse terminar o jogo antes por conta de tudo o que vc disse, mas o que eu achei é que o jogo do Ferrer o estava incomodando mais do que o britânico tinha previsto.

    Eu nunca vi o espanhol correndo tanto como ele fez nos primeiros dois sets. No terceiro ele estava visivelmente cansado, e no quarto ele partiu para o tudo ou nada. O Ferrer luta muito, mas sua técnica é limitada. O Murray é um dos jogadores mais completos do circuito. Bate na bola como poucos e sabe variar muito bem em todos os sentidos.

    Contra o Djokovic eu creio que ele jogará no nível que ele jogou contra o Nadal em Londres no ano passado, e se assim for eu tenho até pena do Djokovic, que também tem uma variação excelente de golpes, mas se irrita muito fácil e começa a cometer erros bobos quando está de cabeça quente, é só lembrar da final do US Open do ano passado.

    Eu acredito que o Murray desencante e finalmente leve o slam em 4 sets e 2 tie-breaks, igual ao jogo de hoje. O segredo para isso é não perder intensidade.

    • Fabrizio Gallas

      O Ferrer já é aguerrido, fica ainda mais numa semi de um Grand Slam. O Ferrer tem uma boa devolução que muitas vezes anula o saque do adversário e coloca a bola em jogo sem ficar em tanta desvantagem. Isso ajuda ele mesmo sendo um pouco limitado do fundo.

    • Kleber Araujo

      Pena do Djokovic!?

      Pra mim, o melhor do Murray contra o Melhor do Djokovic, dá Djokovic, sem dúvidas.
      O rei do slice (até de drive ele da slice kkkkk) vai perder domingo.

      3×1…
      e vai chorar depois hahahahah

      • Branca

        Fabrizio, boa tarde.
        Gostei muito do jogo FerrerXMurray. A permanência dele no top 10 melhor ainda. Merece muito. Ferrer é um guerreiro.
        Quanto ao confronto MurrayXDjokovic, pra mim não há favorito, mas Djokovic leva uma pequena vantagem: menos pressão e menos cansaço.
        Quanto ao Nadal, sempre com sorte, tranquilo na ponta. Não foi bem no torneio mas salvou os pontos que precisava.
        Boa sorte para Murray e Djokovic, que vença o melhor.
        Abraços.

  • Celso

    Murray é sempre uma incógnita;se vier “ligado” vence o jogo.Djokovic é um guerreiro que precisa mais do fisico que o adversário e terá que ter cabeça fria se quiser vencer.Qto ao Nadal se ele estiver bem fisicamente , raramente será vencido, pq está um degrau acima dos adversários.Federer é um excelente jogador, mas acho questionável a maneira como vem jogando ultimamente.Ele vai do “Nirvana”ao Inferno em questão de segundos;é só ver o que aconteceu no jogo contra o Gilles Simon e no jogo contra o Djokovic, qdo tinha o set praticamente ganho.Quer dizer:Nadal deve seguir absoluto e os outros que corram atrás…

  • alexandre

    Perfeito o comentário do Paulo Filho !

    Murray Cmpeão ……..

  • Luís Braga

    Estou torcendo pelo Murray, mas não vai ser nem um pouco fácil… Qto ao Nadal, ele é o atual no.01 do mundo, então, o negócio é aguentar a pressão, se mantiver o físico, ainda vai ficar mais um bom tempo como no.01, se não, de nada vai adiantar culpar o corpo e usá-lo como desculpa nas derrotas, esportistas ( milionários) têm a obrigação de estar em forma ( e a verdade é que apostar tudo no físico tem dado certo para o espanhol). Federer é Federer, não é preciso dizer mais nada, mas ainda espero mais um recorde dele, o de semanas como no.01, mas tem de voltar a liderar o ranking, e no momento parece bem difícil, mas o futuro é imprevisível. Djoko e Murray ( e outros) vão dar cada vez mais trabalho para os demais, prevejo um grande ano para o tênis.

  • Julana

    Estou curiosapra saber como vai ser essa final!!!!!!!!!!

    Vai depender da cabeça dos jogadores, porque se o NOLE for bm nos pontos decisivos como foi contra o Federer………

    O Murray é uma incógnita!!!!!!!!!!!! mas faz tempo que tá merecendo um Slam

    Que venha a FINAL

  • Jomar Romariz Xavier

    Apontar um favorito entre Murray e Djokovic é difícil, porque ambos têm qualidade técnica e condicionamento físico equivalentes. O que pode fazer a diferença, é o fator paciência. Acho que nesse quesito, o escocês leva uma ligeira vantagem sobre o sérvio. Sei que o jogo entre o Federer com o Djokovic não está em questão, mas o suíço demonstrou a velha conhecida impaciência, fazendo com que errasse com mais regularidade. Para finalizar, há um outro fator, que pode ser determinante, a motivação do Murray em conquistar o primeiro Grand Slam. Agora, independente de quem seja campeão, o que nós admiradores do tênis queremos, que seja um jogo muito disputado, com um placar de 3×2.

  • Marcelo

    Djoko “sublime” so ganha do Federer quando este ultimo vacila. Ate o 6×6 do 1o. set, Federer jogava melhor, e entao viajou no tie-break. No 2o. set, 5×3 e saque, vacilou, 5×5 e cometeu 4 (ou seja, 1 game) erros nao forcados, sendo 3 de forehand e 1 de backhand de slice (inacreditavel). Esse foi o set chave para o jogo. No 3o. set, lutou muito para recuperar a quebra e chegar ao 4×4 (outra chance de voltar pro jogo), e ai sim sacou um game simplesmente bisonho para o melhor tenista de todos os tempos (por enquanto, e pelos proximos dois anos – tempo para Nadal ganhar mais 7 Slams, como se isso fosse possivel, dentre outros feitos), e ainda assim salvou 2 match points e perdeu o jogo num erro nao forcado. Djokovic eh um excelente jogador, mas a historia mostrara que nao esta nem proximo de Federal-Nadal-Sampras (desculpe os demais, mas historicamente acredito que varios outros grandes nao estao nesse nivel). Torco sempre pelo Federer pelo talento, mas louvo o Nadal pela dedicacao, eh um esportista exemplar, parabens pra ele. Veremos se alguem realmente se intromete entre os 1 e 2 no ranking ao final da temporada (acho que so a partir de 2013, e olhe la). Abraco.

MaisRecentes

Um novo patamar para o Next Gen



Continue Lendo

Touro afia as garras para Roland Garros



Continue Lendo

Maior de todos no saibro, Nadal já pode almejar liderança na temporada



Continue Lendo