Djokovic sublime. Fim da Dinastia ? Não…



Há tempos que não via uma atuação desse porte de Novak Djokovic. O sérvio simplesmente dominou Roger Federer. Pegou a bola com antecipação, respondeu muito bem aos ataques do suíço, devolveu firme e o principal: esteve praticamente perfeito nos momentos decisivos.

As únicas falhas do sérvio foram de ter jogado mal o game do 2/1 no 2º set quando errou demais e permitiu a reação de Roger, e o game do 4/3 e saque na 3ª etapa quando deu uma seguradinha de braço. Mas como ele mesmo disse na entrevista pós-jogo, Federer te coloca pressão o tempo inteiro.

Não acredito que Federer tenha propriamente jogado mal. Ele não esteve na ponta dos cascos como esteve diante de Wawrinka. Foi o Nole que tirou esta partida de Roger. E o primeiro passo pra isso foi vencer o 1º set. Como já disse em outros posts Federer não tem as mesmas atuações quando está atrás no placar principalmente contra tops. Tanto que a confiança se esvaiou quase que 100% na terceira etapa e Nole leu corretamente explorando seu revés e colhendo vários pontos sem precisar ir pro winner ou ataque.

– Não teremos Federer e Nadal em uma final de Slam após 3 anos. A última vez foi exatamente na Austrália. Nole ganhou de Roger e Tsonga bateu Nadal. O sérvio foi o campeão. Será que repetirá a façanha para vencer seu 2º Slam na quarta final ? (foi vice no US Open de 2007 e 2010).

– Federer soma mais de um ano sem ganhar um Grand Slam. Seu maior jejum desde que começou a vencer este tipo de torneio em Wimbledon 2003.

– Federer e Nadal completam 2 anos sem se enfrentar em um Major. Última vez na final da Austrália em 2009.

Com este resultado, Murray e Ferrer se agitam pra segunda semifinal de amanhã. Sem Federer e Nadal na final os dois vão entrar ansiosos e talvez até mais nervosos do que o habitual sabendo que suas chances de debutarem como campeões aumentaram.

– Djokovic é meu grande favorito pro título após a brilhante exibição de hoje.

Toni Nadal, técnico de Rafa, profetizou esta semana que 2011 seria o ano do fim da Dinastia de seu pupilo e o suíço. Acredito que é cedo para afirmar que isso pode acontecer após a queda dos dois antes da decisão. Um se machucou durante o jogo e outro sucumbiu diante de uma atuação primorosa de Nole. Estava na hora de algum outro jogador se quebrar esta corrente. Sem dúvida, Federer e Nadal voltarão mais fortes pra Roland Garros e Wimbledon. Se os dois não obtiverem sucesso nestes Majors aí sim é um sinal…

Curtinhas:

Como uma tenista pode ser número 1 e querer ganhar um Grand Slam dando 10 winners em jogo de 2h30min,apenas dois na primeira etapa e nenhum na terceira ? Esta é Caroline Wozniacki. Está sim uma baloeira de primeira categoria, com agressividade quase nuka em seu jogo. Uma pena ter uma líder assim. Dessa forma o 1º Slam vai demorar ou nunca vir como Jankovic e Safina.

Na Li foi premiada pela atitude ofensiva e boa cabeça na hora de salvafr o match-point indo pras bolas. Primeira chinesa numa final de Major. Mas a tarefa dela é indigesta. Clijsters resolveu jogar seu melhor no estágio final do torneio

No Tênis News há um tributo à Justine Henin que ontem anunciou sua retirada definitiva das quadras. Perdemos o backhand mais bonito do circuito e uma das maiores campeões. Uma pena.



MaisRecentes

Djokovic a caminho de recordes



Continue Lendo

Indomável, Djokovic agora postula ida ao Nº 1. Brasil tem por quem torcer



Continue Lendo

Del Potro pisa mais forte que Nadal no US Open. NextGen ainda não embala



Continue Lendo