Bellucci e Nalbandian escapam no Dia das Batalhas



A primeira rodada do Australian Open terminou nesta terça-feira com verdadeiras epopeias no chamado terceiro escalão do tênis (1º Escalão é Federer/Nadal e 2º é Murray,Soderling e Djokovic). Se ontem já haviamos tido várias viradas e jogos de cinco sets, hoje foi um dia incrível a começar pelo clássico Nalbandian x Hewitt.

O grande jogo da 1ª fase, Nalbandian x Hewitt, até passou da enorme expectativa com quatro horas e quarenta e sete minutos de muita luta, chances perdidas, situações criadas. Ou seja, emoção em quadra.

A piada do Twitter em geral (@tenisnewsbrasil para quem deseja seguir) é que Nalbandian “entrou em forma física” após este encontro. Uma crueldade com a singela pancinha do ídolo argentino que nunca economiza na determinação quando está em quadra. Só temo pelo cansaço nas próximas rodadas. Com este talento dpa gosto de ver Nalba jogar muitas vezes.

Thomaz Bellucci literalmente escapou. Poderia ter perdido os dois primeiros sets já que Mello teve quebras em ambos e assim o jogo poderia ter ido em três ou quatro parciais. Infelizmente o prestígio deste duelo não foi muito alto para a organização que o colocou naquadra 19. Justo pois tanto Bellucci quanto Mello ainda não tem reconhecimento comparado com outros top 10, top 20 do circuito. Logo não houve TV e não pudemos ver este que deve ter essa batalha nacional emocionante.

De qualquer forma Bellucci venceu e isso é o importante. Para quem acha que a vaga parapegar Soderling na 3ª rodada é garantida, pode tirar o cavalinho da chuva. Jan Hernych estava meio sumido, mas vem embalado por furar o quali e bater o competente Istomin. Para quem gosta de coincidências e místicas, uma notícia ruim. O tcheco derrotou duas vezes Guga já nos últimos anos da carreira do brasileiro. Pelo menos Larri Passos poderá dar as dicas para que Bellucci não caía na laia do tenista do leste europeu.

Além deste dois jogos tivemos Tsonga e Baghdatis vencendo jogos de cinco sets e a promessa de partidas longas e disputadas só elevam com o afunilamento do torneio.

Cadê a Raquete ? Nunca havia visto algo parecido no tênis. Agnieszka Radwanska ficou abismada quando a cabeça da raquete descolou do grip e voou do nada! Ruim para a imagem da fabricante. Segue aqui o vídeo!

Cadê Safina ? A russa irmã de Safin jogou duas partidas em 2011 e fez apenas um game. Levou 6/0 6/0 de Clijsters. Lamentável para quem foi nº 1 do mundo há pouco tempo atrás.

Triste despedia de Ivanovic em uma batalha no feminino. A produção nos últimos Slams não tem sido boa apesar do retorno ao top 20.

Marcos Daniel ganhou mais do que o Campeão de 1975 – Quem brincou que ele não faria nenhum game no Rafa, acertou…Uma pena. Marquito pareceu machucado desde o início se movimentando mal. Jogar bem fisicamente contra Nadal já é difícil fazer games, imagina quando se está lesionado ?

Dado curioso. Daniel levou 20 mil dólares australianos para não fazer nenhum game enquanto que Mark Edmondson ganhou menos que isto para ser o último australiano a vencer o torneio em 1975.

O habitat do gaúcho é o piso de saibro. É focar na recuperação para jogar em Santiago, Costa do Sauípe, Buenos Aires e Acapulco.

As primeiras palavras de Nadal foram elogios a Marcos Daniel ”É um sentimento terrível, com certeza. Desejo a ele tudo de melhor e uma rápida recuperação, espero que não seja nada sério, Daniel é um cara muito legal”. “Acho que o Daniel começou o jogo machucado. Ele tentou seu melhor durante o jogo. Isso fala muito por ele.Nem todo mundo é capaz disso. Ele fez todo o possível, mas realmente estava machucado”.

Nadal aplicou seu 50º pneu na carreira. Ele soma 10 levados. Federer tem recorde de 71-4 e Muster de 71-22. São os melhores na borracharia.




MaisRecentes

Nadal chega em Paris com sobras. Djokovic pode brigar



Continue Lendo

Nadal não será afetado por derrota em Madri. Zverev cresce, mas precisa confirmar em um Slam



Continue Lendo

Triplo 11 de Nadal ?



Continue Lendo