Guga não aceitaria convite para volta nostálgica ao profissional



Entre as mulheres é moda a tenista se aposentar e voltar anos depois. Exemplos estão fartos: Justine Henin, Kim Clijsters, Martin Hingis, Lindsay Davenport, entre outras. Os homens estão buscando seguir o caminho. Thomas Muster retornou aos 43 anos, mas por enquanto não consegue sucesso e neste final de semana Goran Ivanisevic aceitou um convite pra jogar o ATP de Zagreb em fevereiro de 2011 dias após vencer o Masters de Londres entre os veteranos.

Depois de superar Andre Agassi, dono de oito Grand Slams e que o venceu sete vezes nocircuito, por 7/5 7/6 com uma bela atuação não seria nenhum mau perguntar ao nosso ídolo Gustavo Kuerten o que ele acha desse retorno dos figurões

“A ideia de voltar é de cada um que se conhece melhor do que eu. Não sei do que se passa sobre eles pra fazer um julgamento que é diferente em cada caso”, disse Guga sobre Muster e Ivanisevic.

Aproveitando o assunto perguntei ao Guga se aceitaria um desafio de jogar
o Brasil Open caso o torneio lhe oferecesse o convite. Mais por nostalgia do que propriamente um pensamento de retorno como deseja Muster. Mas a resposta foi negativa.

“No meu caso eu não aceitaria esse desafio. Estou convicto que meu ciclo já se encerrou no circuito competitivo e minha vida segue neste tipo de evento pontual que fiz hoje e venho fazendo nos últimos anos”.

Sobre jogar o circuito de veteranos, que abriga duas promotoras com torneios organizados pela ATP e pela empresa do americano Jim Courier (no Brasil temos o Grand Champions em São Paulo e o Rio Champions na capital carioca), Guga também descartou de início.

“Vontade eu tenho de jogar, o problema é o físico. Acaba este jogo contra o Agassi e eu tenho que ficar de molho uns três ou quatro dias. Este ano fiz dois jogos, ano passado fiz um, se fosse num ritmo de fazer uma partida, descansar algumas semanas e poder voltar a treinar e jogar, daria pra mim”.

Depois do que você viu contra Agassi, daria pro Guga aprontar num Brasil Open por exemplo ? Eu acho que ele ganharia de muita gente…

Curtinhas:

Excelente e emocionante jogo de Guga x Agassi. Impagável estar lá no Maracanãzinho para nove mil pessoas.

Agora a assessoria de imprensa/organização pecou e precisa rever muita coisa para 2011. Primeiro na logística de acesso aos jornalistas. Nós precisavamos sair do Maracanãzinho e entrar no mesmo local da torcida. Acesso muito complicado à sala para publicar reportagens etc.

Não tinhamos banheiro dentro da sala de imprensa. Precisavamos sair do Maracanãzinho e entrar num longo trajeto ou então nos constranger ao pedir para a assessora nos liberar junto aos seguranças o nosso acesso.

A coletiva prévia do jogo teve 3 perguntas. A coletiva pós-jogo teria apenas 5 ou 6 se dependesse da assessoria do torneio. Os jogadores, muito solícitos, queriam falar mais. Guga e Agassi impediram o término abrupto da coletiva para continuar dialogando com mais de 40, 50 jornalistas.

– Outra. Ao passo que ocorria a coletiva de imprensa, desligavam o wifi e deixavam os jornalistas na mão. Muitos precisam bater reportagens após conversar com os tenistas não é verdade ?



  • Mauricio M.

    o Guga sempre se superou nos momentos dificeis das partidas.
    Mesmo o fisico sendo um fator preocupante para ele, tenho certeza que se jogar o Brasil Open 2011, conseguirá algumas boas vitórias.

  • rafael

    acho que essa pergunta ainda acompanhará o Guga e seus torcedores por muito tempo. kkk
    pros amantes do tênis seria algo extraordinário, mas ele sempre deixa claro que a questão é física.

    não duvido que ele faça uma aparição dessa de vez em quando. acredito ainda que ele possa fazer uns 4 amistosos por ano. nao só no Brasil, mas em outros lugares do mundo também.
    Ele sabe do poder comercial que traz o encontro entre lendas do tênis e com certeza usará isto mais vezes para impulsionar seus projetos sociais !

    abraço, rafa_cs (frequentador do fórum tenis news)

  • ñ pelo jogo com Agassi mas por tudo que Guga fez acho que ñ faria feio se jogasse apenas este torneio. Fabricio me responde será que só eu que acho q o problema maior do Thomas é a movimentação?

  • Daniel

    Não seria bom pra ninguem que ele voltasse!!!!! O ideal é manter-se assim, fazendo amistosos eventuais, e usar sua imagem el prol de projetos socias….. mesmo pq grana ” per se” ele nãop precisa mais!!!!

MaisRecentes

Um novo patamar para o Next Gen



Continue Lendo

Touro afia as garras para Roland Garros



Continue Lendo

Maior de todos no saibro, Nadal já pode almejar liderança na temporada



Continue Lendo