Vitória sobre o Ituano escancara amadurecimento do Corinthians e de seus jogadores



Antes de qualquer coisa, é importante que as comparações fiquem apenas no âmbito do torcedor. No futebol, ainda bem, cada situação tem sua identidade, sua peculiaridade e seus caminhos.

A introdução é para tentar ilustrar o momento vivido pelo Corinthians. Nenhuma outra equipe sofreu tantas baixas no início deste ano como a de Tite, seja em quantidade ou qualidade. Claro que peças chegaram, algumas de forma tardia, é verdade, outras ainda não se adaptaram e mesmo assim não comprometem a dinâmica imposta pelo seu treinador.

A partida contra o Ituano foi mais uma daquelas que todos os espectadores sabiam que, por mais difícil que ela estivesse, terminaria com vitória corintiana, o que até mesmo seus jogadores tinham noção:

– São líderes do grupo deles, marcam muito bem, nos deram muita dificuldade, mas a gente confiava que poderia definir o jogo no primeiro ou no último minuto – afirmou Uendel na saída do gramado.

Essa confiança exposta pelo time e confirmada por seus jogadores é fruto de um trabalho e uma filosofia de jogo transmitidas por um treinador que, de longe, é o melhor do país.

Mesmo que o duelo se mostrasse complicado, em momento algum houve desespero na tentativa de resolver o problema de forma imediata, pelo contrário, o Timão manteve seu esquema do início ao fim. Tanto é que lançou apenas 18 bolas durante todo o confronto. A média do campeonato é de 40 por equipe.

Esse jogo de paciência rendeu ao time 609 passes certos durante a partida. Recorde do campeonato e do Corinthians nesta edição. Embora surjam comentários como “E os passes laterais e para trás?”. Sim, eles existem, mas nesse nível e nessa qualidade, já não importa, faz parte do todo que é muito maior do que questionamentos simplistas.

Bruno Henrique, um dos melhores em campo, acertou 90 passes e errou apenas três, 97% de eficiência. Não é pouco, não é para passar despercebido. É sintoma de quem sabe o que faz, de quem tem a leitura do jogo:

– Estamos melhorando, acho que nosso time ainda tem muita coisa pra crescer como o Tite sempre fala. Estamos no início da temporada, mas o time está crescendo, corrigindo falhas, crescendo a cada jogo – declarou o volante corintiano.

Tal discurso foi repetido por alguns colegas, mostrando a consciência e a unidade que esse time mostra neste momento e diante das condições adversas apresentadas para todos em janeiro de 2016:

– Não estamos prontos, a gente sabe que o ser humano com ambição tende a crescer, o grupo tem essa ambição de evoluir, crescer de produção, esse tem que ser o pensamento – disse Fagner.

– Não só eu, como todos vêm se adaptando bem, é uma coisa que o Tite sempre fala, se amadurecer o crescimento virá rápido, desde quando amadureceu o crescimento tem sido grande, mas ainda temos coisas a acertar para quando chegar na parte final do campeonato – reforçou André.

Esse crescimento pode ser exemplificado pelo aumento de passes certos, jogo a jogo, após a derrota por 2 a 0 para o Santos na Vila Belmiro, ou seja, a partir do revés foi percebido que alguns pontos deveriam se acertar, faz parte do amadurecimento, da constante evolução. Veja os números no gráfico:

Evolução no número de passes certos do Corinthians após derrota para o Santos

Evolução no número de passes certos do Corinthians após derrota para o Santos (Fonte: Footstats)

Projetar o nível que esse Corinthians chegará ou se ganhará títulos é difícil, pois depende de variáveis que o futebol já cansou de mostrar que afetam até mesmo os melhores do mundo. O fato é que há um time, que respeita o pleno significado da palavra. Só isso já é suficiente para colocar o Timão em vantagem em relação aos concorrentes.



  • Eugenio

    agora muita gente quer entender de futebol, quando meu timao vendeu todos para a china diziam deboches e mais deboches, na realidade ninguém entende nem vc que escreveu isso aqui, todos sem exceçao debocharam que o timao iria brigar para nao cair, agora fica fácil falar né, fracos comentaristas da midia em geral….

MaisRecentes

Defesa do Palmeiras se mostra vulnerável e números da temporada preocupam



Continue Lendo

Palmeiras, Ponte, Santos e Vasco dominam a Seleção da 16ª Rodada do Brasileirão-2017



Continue Lendo

Juventus e Manchester United foram as melhores defesas da Europa em 16/17; veja ranking



Continue Lendo